Q

Previsão do tempo

15° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 26° C
16° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 27° C
17° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 31° C

Samuel Freire e Catarina Ribeiro vencem nas Caldas nos 10.000 metros

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Samuel Freire e Catarina Ribeiro conquistaram no passado sábado os títulos de Portugal em 10.000 metros, nos campeonatos que decorreram na pista verde de Caldas da Rainha, numa organização da Federação Portuguesa de Atletismo, com apoio da Associação Distrital de Atletismo de Leiria e do Município de Caldas da Rainha.
Catarina Ribeiro

Samuel Freire e Catarina Ribeiro conquistaram no passado sábado os títulos de Portugal em 10.000 metros, nos campeonatos que decorreram na pista verde de Caldas da Rainha, numa organização da Federação Portuguesa de Atletismo, com apoio da Associação Distrital de Atletismo de Leiria e do Município de Caldas da Rainha.

Estes campeonatos contaram com marcadores de ritmo, mas que não conseguiram chegar ao objetivo pretendido, proporcionar uma corrida abaixo dos 28 minutos. Regressados de um estágio de altitude, Samuel Barata e Samuel Freire tinham expetativas altas e estiveram sempre na frente a lutar pelo melhor resultado.

Com um melhor final, Samuel Freire (Vitória FC – Setúbal) acabou por triunfar, com a marca de 28m28s93”, um recorde pessoal para o atleta. Na segunda posição chegou Samuel Barata, do Benfica, quatro vezes campeão nacional, que cortou a meta em 28.37,31.

A terceira posição foi conquistada por João P. Pereira, do Sporting de Braga, que repete a posição alcançada em 2021, cortando a meta em 29.27,93.

Fora do pódio, o jovem Pedro Amaro (SL Benfica) sagrou-se campeão nacional sub-23 com a marca de 29.38,62 (um recorde pessoal para o jovem atleta). Neste escalão, Rúben Pires (CD São Salvador do Campo) foi segundo classificado com 30.58,00.

Na prova feminina, com quatro participantes, Catarina Ribeiro (Sporting CP) revalidou o seu título de campeã de Portugal de 10.000 metros, cortando a meta, isolada, em 34m13s50”. Campeã em 2023, a sportinguista subira já ao pódio em três outras ocasiões: foi vice-campeã em 2017 e medalha de bronze em 2014 e 2015.

A segunda posição foi conquistada por Sara Duarte, do Sporting de Braga (terceira no ano passado, vice-campeã em 2022), que cortou a meta em 34.29,35. Ao último lugar do pódio subiu Mónica F. Silva, do São Salvador do Campo, que correu a distância em 36.32,22.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Candidata da Iniciativa Liberal em piquenique no Parque D. Carlos I

Ana Martins, candidata da Iniciativa Liberal (IL) às eleições europeias, participou num piquenique no Parque D. Carlos I, nas Caldas da Rainha, onde manifestou que o país “podia ter feito muito mais com os fundos europeus que recebeu”.

Iniciativa Liberal 1

Composição de dança ganhou o 1º prémio do “Toma Lá Talento”

Martim Codinha, aluno no Colégio Rainha D. Leonor, conquistou o 1º lugar na final concelhia do concurso "Toma Lá Talento” com uma composição de dança.
O 2º lugar foi para Martim Marques, da Escola Secundária Rafael Bordalo, no domínio da guitarra.
A 3ª classificação foi para a dupla Marie e Anne, também da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, com cântico e guitarra.

talento 1