Q

Previsão do tempo

14° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 16° C
14° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 16° C
15° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 17° C

O natal não são luzes, as luzes não são o natal

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Numa altura de inflação, guerras, preços a disparar, alterações climáticas, será que somos assim tão infantis que não sejamos capazes de prescindir de luzes de natal?
Susana Simplício

Numa altura de inflação, guerras, preços a disparar, alterações climáticas, será que somos assim tão infantis que não sejamos capazes de prescindir de luzes de natal?

Também acho as luzes de natal muito bonitas, mas significam enormes custos económicos e ambientais. Todos os anos vejo árvores habitadas por pássaros a serem carregadas de luzes, expulsando-os do seu habitat natural.

Mesmo a redução do período para estarem acesas seja das 18h às 00h, ainda são 6 horas de eletricidade mal gasta e de poluição luminosa com efeitos negativos para a saúde como para os ecossistemas.

Dos estudos científicos conclui-se que Portugal é o país europeu que mais aumentou a sua área iluminada como também aquele que gera mais poluição luminosa por habitante e por PIB.

Que é feito da Resolução da Assembleia da República n.º 193/2019, para regular e adoptar medidas para combater o impacto da poluição luminosa no meio ambiente?

Será isto desenvolvimento ou ignorância? Informação não falta, basta colocá-la em prática. Faça-se luz na consciência coletiva e no espírito humano.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

A dor do tempo que passa

A morte não é um tema que amedronte. Impõe respeito, mas não atemoriza. A memória filosófica está abarrotada de conjeturas e doutrinações sobre o finamento humano, contudo, não passa disso mesmo, suposição e catequese.

Acórdãos e Eleições da Confraria…

Neste mês de novembro, a Mesa Administrativa, a Assembleia Geral e o Conselho Fiscal da Santa Casa da Misericórdia da Vila de Óbidos, publicaram mais um relevante tomo acerca da sua rica e respeitada história, o “Acórdãos e Eleições da Confraria e Santa Casa da Misericórdia da Vila de Óbidos (volumes XIV-XVI: 1914-1922)”.

Sobreviver à inflação

A carne e o peixe aumentaram, as atividades extra dos filhos, o combustível e as idas ao restaurante estão cada vez mais caros. Sem tentar perder qualidade de vida, procure alterar hábitos e comportamentos que ajudarão no combate à inflação.