Q

Previsão do tempo

15° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 26° C
15° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 27° C
16° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 30° C

Respeitar o falhanço do outro é ousado para quem nada se atreve

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Neste mundo de negócios onde imperam os riscos e as incertezas, cada passo que damos é pautado por limites, bandeiras vermelhas, prazos, angústias, vários tipos de pressão e falhas, muitas falhas.

Neste mundo de negócios onde imperam os riscos e as incertezas, cada passo que damos é pautado por limites, bandeiras vermelhas, prazos, angústias, vários tipos de pressão e falhas, muitas falhas.

Após cerca de 17 anos nesta caminhada de empreendedor, nunca conheci um colega que não enfrentasse algum tipo de falha. Esta realidade inevitável leva-me a refletir sobre: Até quando vamos julgar e evidenciar os erros de quem tenta empreender?

Gosto de pensar que um dia, vou ter a coragem de convidar amigos e de me aproximar de outro amigo que falhou a tentar empreender, para juntos celebrarmos esta falha com humildade, sinceridade e na mesma mesa encontrarmos outra solução para esta falha.

Não temos dúvidas que um dia todos vamos falhar, mas parece que existe em nós uma vontade natural de olharmos de lado para o erro dos outros.

 Cada erro cometido por alguém que deu o seu melhor, mesmo que o resultado não tenha sido o esperado, merece reconhecimento. Decididamente nós não estamos habituados a isto. Mas estou totalmente consciente que afinal, o falhanço de hoje pode ser o pilar do sucesso de amanhã. No fundo acredito cada vez mais que devo cultivar uma melhor reação em relação ao erro do meu próximo.

Talvez, se mudássemos nossa perspetiva sobre o falhanço e começássemos a respeitar mais estes momentos, estaríamos a abrir portas para um ambiente de trabalho mais acolhedor e inovador.

É neste espírito e compromisso de respeito pelo erro do outro, pela diversidade de pensamento e cultura que caminhamos no Prontos

A coragem de tentar, mesmo diante de tantos riscos é valorizada, acreditamos que um ambiente colaborativo de suporte, longe da performance, onde o ser é mais importante que o parecer, é fundamental para transformar falhas em degraus para o sucesso.

Desculpa Fernando Pessoa, eu sei que provavelmente não estavas a pensar nisto, mas respeitar o falhanço do outro é ousado para quem nada se atreve.

“Tudo é ousado para quem nada se atreve.” – Fernando Pessoa

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

­A juventude Z vai formosa e não segura

Bela e airosa, mas cheia de dúvidas e receios — referindo-nos àquela juventude mais privilegiada, nascida entre 1990 e 2000 (chamada geração Z, sucedeu à geração Y ou millenial, que sucedeu à geração X, que sucedeu à dos chamados baby  boomers…), filha da burguesia delirante, não à outra, a menos ou nada privilegiada, que abandona o secundário e se faz à vida logo que a CPCJ deixa de andar em cima. Mas hoje a ansiedade e a insegurança dessa juventude Z, que negoceia e finta as projecções dos pais-helicóptero, são do tamanho do mundo ao alcance de um voo low cost. Ter perdido a espontaneidade de brincar na rua e ser levada de carro pelos progenitores, da creche à faculdade, também não ajuda à autonomia e à autoconfiança.

francisco martins da silva

Oeste e agora?

Estamos em 2024 e temos um novo governo. Um novo partido guia as opções futuras do país. Naturalmente, serão de esperar mudanças em várias áreas sensíveis, nomeadamente na saúde. Neste contexto cremos que uma decisão deve ser revista por quem agora dirige, no que à...

Diversão noturna e viagens de finalistas

Com a Páscoa, mais uma data festiva se passou, uma data muito celebrada ao longo dos anos no que toca a diversão noturna. De norte a sul foram muitos os eventos de celebração da mesma, contudo, já não é como outrora, em que se faziam romarias com família e amigos para diversos espaços noturnos espalhados pelo país fora.

ruben alves2