Q

Previsão do tempo

19° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 27° C
  • Tuesday 26° C
19° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 26° C
17° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 29° C
Pela sua saúde!

A doença de Alzheimer

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Celebra-se a 21 de setembro o Dia Mundial da Pessoa com Doença de Alzheimer. É um tipo de demência que provoca a deterioração global, progressiva e irreversível de várias funções cognitivas como a memória, a atenção, a concentração, entre outras. Alterações no comportamento, na personalidade e na capacidade funcional da pessoa, dificultando a realização das suas atividades de vida diária, são sintomas comuns desta patologia.

Pela sua saúde!

Celebra-se a 21 de setembro o Dia Mundial da Pessoa com Doença de Alzheimer. É um tipo de demência que provoca a deterioração global, progressiva e irreversível de várias funções cognitivas como a memória, a atenção, a concentração, entre outras. Alterações no comportamento, na personalidade e na capacidade funcional da pessoa, dificultando a realização das suas atividades de vida diária, são sintomas comuns desta patologia.

As células cerebrais vão sofrendo uma redução de tamanho e número, formando tranças neurofibrilhares no seu interior e placas senis no espaço exterior existente entre elas. Isto impossibilita a correta comunicação dentro do cérebro e danifica as conexões existentes entre as células cerebrais. Estas acabam por morrer, o que implica a incapacidade de recordar a informação. Com a evolução da doença, vão sendo afetadas as várias áreas cerebrais implicando a perda de certas funções ou capacidades. Ao perder uma capacidade, raramente se consegue voltar a recuperá-la ou reaprendê-la.

Na fase inicial da doença, os sintomas são subtis. Começam frequentemente por lapsos de memória e dificuldade em encontrar as palavras certas para objetos do quotidiano. Os sintomas agravam-se à medida que as células cerebrais vão morrendo e a comunicação entre estas fica alterada (ver quadro).

Consoante as pessoas e as áreas cerebrais afetadas, os sintomas podem variar e a doença progride a um ritmo diferente. As capacidades da pessoa podem estar alteradas de dia para dia ou mesmo dentro do próprio dia, podendo piorar em períodos de stress, fadiga e associadas a outras patologias. A Doença de Alzheimer é progressiva e degenerativa e atualmente, irreversível.

Infelizmente ainda não existe cura para a Doença de Alzheimer. Existem medicamentos que parecem permitir alguma estabilização do funcionamento cognitivo nas fases ligeira e moderada. Também para o controlo de sintomatologia associada à doença como ansiedade e depressão, pode ser prescrita medicação que visa controlar estes sintomas.

Podem ter um importante papel na prevenção e progressão da Doença de Alzheimer um estilo de vida saudável, um bom estado nutricional ao longo do ciclo de vida, bem como manter o cérebro ativo, praticar exercício físico regularmente, participar em atividades sociais, proteger a cabeça de lesões, entre outros.

Enfermeiro Miguel Miguel

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Caldas e a Cultura

A atual gestão camarária tem vindo a prestar contas aos caldenses sobre os investimentos culturais nas Caldas. Assim, foi justificado, e bem, o abandono do projeto World Press Cartoon, que envolvia verbas na ordem de mais de um milhão de euros/ evento/ano. A...

Arte musical do Ocidente

Refletindo um pouco acerca da música que enlevou algumas regiões do nosso planeta em tempos idos, vêm-me à memória diversos e inauditos temas, entre eles os do período medieval e renascentista, aquando do surgimento da monodia, no século VII.

Para que serve a Cultura?

Recentemente desfrutámos da excelente notícia da criação da Biblioteca António Lobo Antunes, na freguesia de Benfica, em Lisboa, a ser instalada no antigo edifício da Fábrica Simões (Simões & Cª Lda., 1907-1987). Depois da recuperação do imóvel, abandonado por mais de trinta anos, o seu destino só poderia ser o cultural, desejo antigo dos moradores de uma freguesia que conta com, aproximadamente, 37 mil pessoas, e possui, também, dois outros importantes espaços, o restaurado Palácio Baldaya (com uma excelente biblioteca) e o Auditório Carlos Paredes.