Q

Previsão do tempo

8° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 9° C
  • Thursday 13° C
8° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 9° C
  • Thursday 13° C
8° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 9° C
  • Thursday 13° C

José Luís Guerreiro é o novo pároco do Santuário Senhor Jesus do Carvalhal

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Mais de duas mil pessoas rumaram ao Santuário do Senhor Jesus do Carvalhal, concelho do Bombarral, para testemunhar a tomada de posse do padre José Luís Guerreiro, presidida por D. Nuno Brás Bispo Auxiliar de Lisboa, realizada no passado dia 7.
Cerimónia bastante participada

O novo pároco e reitor José Luís Guerreiro, natural de Peniche, após seis anos ao serviço da paróquia de Pederneira-Nazaré, sucede ao padre José Faria, que durante treze anos exerceu o seu ministério pastoral no Carvalhal. O padre Sérgio Mendes, prior do Bombarral, Roliça e Vale Covo passa a ter como novo vigário paroquial, o padre José Luís Guerreiro, e assume a nova função de coadjutor na paróquia do Carvalhal, da Vigararia da Lourinhã.

A Eucaristia de tomada de posse celebrada no altar campal do Santuário marcou a presença de dezenas de sacerdotes, diáconos permanentes e acólitos da zona pastoral Oeste, do presidente da Câmara do Bombarral ,José Manuel Vieira, e teve a participação de cristãos dos concelhos da Nazaré, Alcobaça, Caldas da Rainha, Óbidos, Bombarral, Cadaval, Peniche e Lourinhã.

Ao JORNAL DAS CALDAS, o padre José Faria partilhou o testemunho dos treze anos à frente da paróquia do Carvalhal, manifestando alegria e satisfação pela concretização do lema do seu curso de sacerdócio: “Ai de mim se não evangelizar”, dedicando toda a sua vida à pastoral.

Nomeado pelo Patriarca D. José Policarpo, com a missão de realizar a atividade pastoral na paróquia do Carvalhal, o sacerdote realçou a “dimensão grande” enquanto Santuário, e reforçou o compromisso com o “aspeto material para facilitar toda a valência espiritual que é o maior património, por isso basta dizer que é o Santuário do Senhor Jesus”.

O padre José Faria procurou “dar algum zelo” ao próprio Santuário, para se tornar mais acolhedor. “Havia bastantes recursos degradados, conseguimos recuperar muitos e hoje inauguramos o salão paroquial, que era um barracão”, revelou o presbítero. O sacerdote pretendeu cuidar a vertente espiritual para que “a mensagem de Jesus Cristo, que a Igreja tem a missão de transmitir, chegasse ao maior número possível de cristãos”. José Faria desejou as maiores felicidades ao novo pároco, a fim de dar continuidade ao seu trabalho pastoral, e sublinhou a importância e a responsabilidade do papel da Comunicação Social na sociedade civil, apelando à necessidade de “comunicar cada vez mais os acontecimentos religiosos”, porque “somos um povo com uma raiz cívica cristã, e devemos respeitar e orgulharmo-nos disso”.

No final da celebração, os cristãos deram as boas-vindas ao novo pároco num lanche convívio no Salão Paroquial, concretizando a mais bela forma de inaugurar aquele espaço. Também à mesma hora, decorria o Círio de Campelos, mobilizando centenas de fiéis num evento que congrega a vertente religiosa à popular, mantendo-se vivas as tradições seculares, como o Canto das Loas e a gaita de foles, que depois das três voltas em redor do Santuário realizam as ofertas dos frutos da terra.

O presidente da Junta de Freguesia do Carvalhal disse ao JORNAL DAS CALDAS, que ao longo dos dois mandatos que exerce na localidade, houve sempre um bom entendimento com o padre José Faria, elogiando o trabalho pastoral como “um bom padre na nossa freguesia”.

“O Santuário estava praticamente abandonado e o padre Faria conseguiu recuperá-lo”, sublinhou João Mendonça, destacando a requalificação do espaço evolvente ao Santuário, transformando as construções antigas adjacentes no salão paroquial e num museu com o historial da paróquia. Apesar das dificuldades económicas sentidas, a autarquia carvalhense tem realizado obras de manutenção e pintura nas igrejas, adquirindo “novos pálios para as capelas das aldeias, auxiliando nas festas e procissões locais”, revelou o autarca.

João Polónia

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Prazos das obras na Linha do Oeste contestados

“As obras de modernização e eletrificação da Linha do Oeste, entre Meleças (Sintra) e Torres Vedras, estão paradas vai para dez meses, sem que se vislumbre quando possam vir a ser reatadas, pondo cada vez mais em causa o prazo de conclusão do projeto de reabilitação deste eixo ferroviário, até 31 de dezembro do presente ano”, afirma a Comissão Para a Defesa da Linha do Oeste.

obras

V Jornadas SIPO Júnior

Entre os dias 12 a 15 de abril decorre a 5ª edição das Jornadas da Semana Internacional de Piano de Óbidos (SIPO) Júnior, no Auditório Municipal de Óbidos, com master classes de piano, seminário de improvisação, concertos comentados e uma audição final dos...

sipo

Mostra de Renda de Bilros na Eira do Paço Real

A Junta de Freguesia de Serra d'El-Rei assinou no passado domingo um acordo para que a realização da Mostra Internacional de Renda de Bilros da Serra d'El-Rei, que deverá decorrer entre 27 e 29 de maio seja realizada na Eira do Paço Real da freguesia, inspirada na...

mostra