Q

Previsão do tempo

11° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 9° C
11° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 9° C
11° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 12° C
  • Wednesday 9° C

Atividades culturais nos museus José Malhoa e da Cerâmica

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O “Projeto Casulos”, do Museu José Malhoa e o Museu da Cerâmica, nas Caldas da Rainha, agrega novas iniciativas, que estão a decorrer nos mais variados espaços – inclusive nas escolas das Caldas da Rainha. Estão a decorrer ações em artes visuais e teatro, para as quais o Museu José Malhoa convidou a Cápsulabrigo Associação […]

O “Projeto Casulos”, do Museu José Malhoa e o Museu da Cerâmica, nas Caldas da Rainha, agrega novas iniciativas, que estão a decorrer nos mais variados espaços – inclusive nas escolas das Caldas da Rainha.

Estão a decorrer ações em artes visuais e teatro, para as quais o Museu José Malhoa convidou a Cápsulabrigo Associação e o Teatro da Pessoa, que estão a levar oficinas e intervenções para diferentes públicos.

Desde novembro, o “Projeto Casulos” do Museu José Malhoa está a realizar atividades nas escolas do primeiro ciclo das Caldas da Rainha. Fora dos períodos escolares, as crianças entre os seis e os catorze anos poderão, ainda, participar em ações artísticas com a Cápsulabrigo Associação e com o Teatro da Pessoa, em oficinas que serão realizadas entre 19 e 30 de dezembro, no Museu José Malhoa e no Museu da Cerâmica. Os interessados deverão fazer inscrições previamente, através do e-mail mjosemalhoa@drcc.gov.pt . As oficinas são gratuitas, e envolverão teatro, pintura, fotografia, modelagem e outras linguagens artísticas.

Para além da oferta deste conjunto de oficinas, o final de semana de 10 e 11 de dezembro trará oportunidades de animação e reflexão para o público caldense. No sábado, às 15h, a Oficina “Construir a Brincar” tem como objetivo passar aos participantes a vontade de criarem as suas próprias brincadeiras, a partir de materiais encontrados ao seu redor.

A atividade, proposta pela Cápsulabrigo Associação, levará ao Museu José Malhoa Miguel Cardinho, licenciado em Design de Ambientes na ESAD.CR, onde frequenta atualmente o Mestrado em Design de Produto. Pede-se aos participantes apareçam com roupa que se possa sujar e que desfrutem desta atividade gratuita e aberta à faixa etária dos 8 aos 14 anos.

No domingo, pelas 16h, o Museu José Malhoa acolhe uma performance do Teatro da Pessoa, utilizando as esculturas do acervo museológico, expostas no Parque Carlos I. Será feito um percurso encenado, convidando os visitantes a refletirem sobre as peças expostas e, também, sobre a mais recente exposição do Museu: “A Verdade Dói”.

A exposição-instalação “A Verdade Dói”, que conta a história de 28 mulheres vítimas de violência, está em cartaz no Museu José Malhoa até fevereiro, e propõe uma “sala de acolhimento” dos relatos dessas mulheres, onde se convida o público a “calçar os sapatos” de todas vítimas que ali são representadas.

O Teatro da Pessoa leva como referência para esta intervenção os “IV Encontros Internacionais da Arte”, que decorreram nas Caldas da Rainha em 1977, onde a artista francesa Orlan cria uma série de performances de intervenção direta na sociedade civil, e das quais se realça “Quantos corpos são precisos para medir este espaço”. Esta performance, onde a artista propunha medir a área do espaço da Casa da Cultura e do Céu de Vidro com o seu corpo, inspira e intitula a intervenção cultural do Teatro da Pessoa, num paralelismo direto com a questão de quantos corpos/vítimas serão necessários existir para atingirmos o fim do comportamento violento para com as mulheres.

Procurando a difusão da denominada “Poesia de Rua”, o Teatro da Pessoa irá enquadrar todas as esculturas femininas do acervo exterior do Museu José Malhoa, com frases retiradas de espaços públicos. Desta forma, o público será convidado a despertar o sentido de observação na sua própria cidade e a capacidade de interpretação das palavras nas paredes para onde se olha tantas vezes, seja por uma identificação com experiências pessoais ou por relação direta com determinada ação ou situação. Aqui, a proposta é que essa relação seja diretamente ligada à problemática exposta: Mulheres vítimas de violência.

A Intervenção compõe-se por um percurso encenado, onde o público é levado a passar e observar esculturas como “Puberdade” (de Simões de Almeida, 1877), “Maternidade” (de Leonor de Albuquerque Bettencourt, 1957) e “Torso de Mulher” (de Francisco Franco, 1922).

A atividade é gratuita e aberta ao público, não sendo necessárias inscrições.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

PSP combate criminalidade em bares e ruas no centro das Caldas

Uma operação desenvolvida pela PSP das Caldas da Rainha na noite da passada sexta-feira e madrugada de sábado, tendo como alvo bares no centro da cidade e ruas nas proximidades, com o objetivo de “prevenir a criminalidade violenta e grave ou organizada e aumentar o sentimento de segurança na população”, originou a detenção de quatro homens, com idades entre 21 e 28 anos, pelos crimes de tráfico de droga, posse de arma proibida e condução em estado de embriaguez.

psp1

Lions formaliza entrega de verba de espetáculo solidário

O Lions Clube das Caldas da Rainha fez no passado dia 30 uma entrega formal ao Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) da verba apurada no concerto solidário com o maestro e pianista António Victorino d’Almeida e trio de Pedro Caldeira Cabral....

lions

Desfile equestre apresentou reis do carnaval das Caldas

Luís Ventura, de 47 anos, e Mariana Mortágua, de 22 anos, foram escolhidos para serem os reis do carnaval das Caldas da Rainha, encarnando as personagens Zé Povinho e Maria da Paciência, respetivamente, criações de Rafael Bordalo Pinheiro como caricaturas do povo português.

reis00