Q

Previsão do tempo

21° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 27° C
  • Saturday 27° C
22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 28° C
22° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 30° C
  • Saturday 30° C

“Celebrar o passado para construir o futuro” na Raul Proença

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Agrupamento de Escolas Raul Proença (AERP) está a comemorar os 50 anos do Liceu, 40 anos da Escola Raul Proença e 10 anos de agrupamento. Na sessão solene que decorreu no passado dia 4, no CCC, uma das iniciativas que assinalou o aniversário, o diretor, João Silva, destacou o “poder transformacional da escola” e a capacidade de influenciar positivamente o progresso e o desenvolvimento”.

O Agrupamento de Escolas Raul Proença (AERP) está a comemorar os 50 anos do Liceu, 40 anos da Escola Raul Proença e 10 anos de agrupamento. Na sessão solene que decorreu no passado dia 4, no CCC, uma das iniciativas que assinalou o aniversário, o diretor, João Silva, destacou o “poder transformacional da escola” e a capacidade de influenciar positivamente o progresso e o desenvolvimento”.

O AERP é composto por onze escolas, cerca de 2700 alunos, 260 professores, três psicólogos, uma centena de assistentes operacionais e treze elementos da secretaria.

“Hoje somos um agrupamento com identidade própria e quando falamos da Raul Proença, somos reconhecidos na cidade, região e no país”, sublinhou o diretor adiantando que “o prestígio se deve a toda uma equipa que constrói uma escola e, neste caso, um agrupamento”.

“Ninguém é indispensável, mas também ninguém é dispensável, precisamos de todos”, salientou João Silva.

O responsável recordou que começaram na década de 1970 com uma escola que funcionava nos Pavilhões do Parque D. Carlos I. A transferência para as atuais instalações ocorre em agosto de 1982. A 10 de maio de 1984, correspondendo ao desejo do seu corpo docente e da Câmara Municipal junto do Ministério da Educação, passou a ser denominada “Escola Secundária de Raul Proença”, assinalando o 1.º centenário do nascimento do seu patrono, nascido nas Caldas e com reconhecida intervenção nas vertentes política, filosófica, literária e do pensamento pedagógico.

“O AERP é o fiel depositário de 50 anos de história”, sublinhou o responsável referindo, que caminham juntos para um projeto educativo de “excelência”, sem esquecer a importância de realizar “os sonhos de cada um, contrariando o ensino de massas”.

“Durante tempos a escola preocupava-se com o ensinar, depois passámos para o paradigma do aprender e agora estamos muito na questão dos afetos”, adiantou.

“Estamos a celebrar o passado para construir o futuro”, referiu o dirigente, abordando os desafios que se colocam à escola. “Temos um ensino de qualidade e exigente, mas a palavra chave é a empatia”, contou.

“Eleger a excelência como meta implica a criação de um ambiente potenciador da aprendizagem e do desenvolvimento de competências (interligando conhecimentos, capacidades e atitudes)”, disse.

Revelou que estão a construir o futuro, “abrindo a escola ao mundo”, através do “Erasmus, projeto eTwinning (redes de trabalho colaborativo entre as escolas europeias), do desenvolvimento de projetos comuns, com recurso à Internet e às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), evento Happening, Cantar em Alemão, núcleos, dos clubes, desporto escolar e nos dias diferentes”.

Para o diretor, há a necessidade de “obras para conseguir instalações mais modernas, nomeadamente na Escola Secundária Raul Proença”, cujo projeto de reabilitação está a ser feito em conjunto com a autarquia. “A escola tem tido pequenos melhoramentos, mas precisa de uma grande requalificação”, acrescentou.

João Silva terminou a sua intervenção com uma frase do patrono da escola: “Não se pode proibir de pensar livremente porque está na natureza humana ser livre no conceber e no realizar”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Festival das Adiafas nos Vidais

Música, gastronomia, fogo de artifício, showcooking, demonstrações de alfaias e equipamentos agrícolas no terreno, palestras sobre agricultura, artesanato, aula de zumba, missa campal, bênção de colheitas, passeio de tratores e bênção dos mesmos, fizeram parte da primeira edição do Festival das Adiafas Vidais'2022, um novo evento nesta localidade do concelho das Caldas da Rainha.

vidais3

Dia Internacional do Idoso festejado na Misericórdia

A mesa administrativa da Santa Casa da Misericórdia das Caldas da Rainha celebrou no passado sábado o Dia Internacional do Idoso com uma missa e lanche-convívio no edifício sede da instituição, com a participação de utentes e familiares, e animado pelos Cavaquinhos das Gaeiras.

santa1

Grupo Académico da ESAD.CR dinamiza evento solidário

“#CALDASSempreLimpa” é uma iniciativa cívica que “pretende sensibilizar a população para a importância da limpeza urbana e de como esta reside não apenas no ofício da recolha do lixo, mas acima de tudo no exemplo que podemos dar aos outros”, descreve o Grupo...