Q

Previsão do tempo

26° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 22° C
27° C
  • Friday 29° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
29° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 24° C

Estudantes do Cadaval pediram paz

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Cerca de mil alunos de escolas do Cadaval, alguns de nacionalidade ucraniana, participaram na passada quarta-feira num apelo à paz na Ucrânia. “Pedimos paz”, foi a designação da atividade, com a mensagem de que querem “crescer num mundo sem guerras”.
Ação no agrupamento de escolas do Cadaval

Cerca de mil alunos de escolas do Cadaval, alguns de nacionalidade ucraniana, participaram na passada quarta-feira num apelo à paz na Ucrânia. “Pedimos paz”, foi a designação da atividade, com a mensagem de que querem “crescer num mundo sem guerras”.

Do pré-escolar ao secundário, presencialmente e por videoconferência, os alunos do agrupamento de escolas do Cadaval empunharam cartazes e gritaram palavras de apoio ao povo ucraniano, incentivados pelo diretor, Paulo Henriques, para quem “a paz é um princípio essencial para a nossa existência”.

Eva Hryshyna e André Hryshyn, irmãos gémeos com nacionalidade ucraniana, ficaram emocionados com o apoio dado pelos colegas. “Estou muita grata por tanta gente estar a ajudar o povo ucraniano”, declarou Eva. “É um gesto bonito as pessoas apoiarem-nos. Dá para ver que no fundo há bondade nas pessoas”, disse André.

Os colegas têm tentado confortá-los. Daniel Antunes contou que “desde o primeiro ataque à Ucrânia temos manifestado muito apoio. Para nós não há diferença em ser ucraniano ou português. Estamos a dar um ombro amigo para confortar, porque eles têm família na Ucrânia e é complicado a situação por que estão a passar”.

Para além de apoiar os alunos ucranianos, o agrupamento de escolas do Cadaval prepara-se para integrar crianças refugiadas no sistema de ensino. Carla Aires, subdiretora do agrupamento, relatou que “temos dado apoio psicológico aos alunos da Ucrânia para sentirem que não estão sozinhos e que temos carinho e amor para lhes dar nesta fase tão complicada”. “Temos ajudado as famílias que têm chegado e já temos meninos que vão começar a escola”, acrescentou.

Um apoio reforçado nesta ação, em que para além de um minuto de silêncio, também houve uma largada de três pombas brancas simbolizando a vontade coletiva pela paz, culminando com uma salva de palmas.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2