Q

Previsão do tempo

16° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 17° C
  • Saturday 17° C
16° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 17° C
  • Saturday 17° C
16° C
  • Thursday 18° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 19° C

Greve Climática Estudantil pinta mural “Pela Ferrovia, a todo o Vapor”

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Os jovens da Greve Climática Estudantil Caldas da Rainha apresentam na próxima sexta-feira um mural na Avenida 1º de Maio, nº 31A, relativo à necessidade de requalificação da Linha do Oeste.
Os jovens a pintar o mural na Avenida 1º de Maio, nº 31A

Essa iniciativa, intitulada “Pela Ferrovia, a todo o Vapor!” conta com a colaboração da artista plástica Cláudia Pedro, que procurará fundir a arte de rua e a luta por “justiça climática”.

“Sabemos que os próximos anos são vitais para asseguramos a manutenção de condições para a vida humana. Mas tal só será possível se agirmos agora”, lê-se num comunicado da Greve Climática Estudantil Caldas da Rainha.

Igualmente refere que “a mobilidade sustentável é um eixo vital para resolver a crise climática. Temos menos de sete anos para cortar 50% das emissões globais de gases com efeito de estufa, de forma a não ultrapassar o limite indicado pela ciência como ponto de não retorno”.

“A nível de mobilidade, a ferrovia é a solução para tal e ela vem a todo o vapor trazer soluções do futuro para os problemas do presente”, sublinha o comunicado, adiantando que a ferrovia apresenta “inúmeros benefícios”, pois “contribui apenas em 1% para as emissões a nível de transportes mundiais, é mais eficiente a nível energético e não necessita de infraestruturas enormes responsáveis pela destruição de habitats e áreas verdes”.

Para além disto, “com o correto investimento, tornar-se-á o meio de transporte mais acessível a todas as pessoas, com mais paragens por viagem, garantindo novos postos de trabalho e contribuindo para a coesão social a nível regional, nacional e internacional”.

Contudo, o movimento apontou que “a nível local, há muita luta a fazer. É necessário que nós, como habitantes da zona do Oeste, exijamos soluções para os problemas que afetam a nossa comunidade e o planeta”.

Destacou ainda que “numa luta urgente por mobilidade sustentável, exigimos a requalificação imediata da Linha do Oeste. Sem mais atrasos, sem mais promessas vazias”.

Face a isso, “a partir do dia 23 de abril, a nossa cidade ficará marcada com esta exigência”. “Tornar os espaços públicos, por onde passamos todos os dias, locais de reflexão, empoderamento e espaço de palavra, é vital. Com este mural, queremos tornar permanente na nossa cidade a mensagem por uma transição energética justa”, justificam os elementos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

CCC cheio numa grande festa ao 16 de março

Foi um grande sucesso o concerto “As Portas da Revolução” que encheu o grande auditório do CCC - Centro Cultural e Congressos de Caldas da Rainha, integrado nas comemorações da autarquia do 49º aniversário do 16 de março. Com o intuito de comemorar o primeiro...

concerto 1

16 de Março assinalado junto ao monumento alusivo à revolta militar

“Hoje celebra-se o 16 de Março de 1974, a insurreição militar a partir do Regimento de Infantaria 5, em Caldas da Rainha, que marchou sobre Lisboa, visando derrubar o governo de Marcelo Caetano”, recordou a vereadora Conceição Henriques junto ao monumento alusivo à...

monumento

A Festa da Francofonia está de volta

Música, cinema, degustação de produtos franceses, torneio de petanca (jogo de origem francesa), workshops de serigrafia e de pastelaria preenchem a programação da Festa da Francofonia que se realiza nas Caldas da Rainha e também em outros concelhos do país. A...

franca