Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 17° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 27° C
14° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 24° C
  • Sunday 27° C
14° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 29° C

Desenvolvimento de produtos gastronómicos na Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
No âmbito do módulo “Desenvolvimento de Produtos Gastronómicos”, os alunos finalistas da turma de Gestão e Produção de Cozinha, da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, apresentaram os resultados dos seus trabalhos de pesquisa, investigação, testes e experiências.
Um dos alunos a apresentar o trabalho da sua pesquisa

Este módulo tem como objetivo motivar os alunos a serem criativos e autónomos de modo a adquirirem capacidades empreendedoras sustentáveis e, assim, contribuírem para o crescimento da restauração e da gastronomia, bem como, potenciar o desenvolvimento regional através da criatividade e inovação, apoiando e incentivando empresas e instituições ao desenvolvimento de novos produtos e serviços turísticos e gastronómicos.

Foram apresentados seis trabalhos inovadores, com a supervisão e coordenação do Chefe Luís Tarenta (formador da área de Cozinha), que resultaram das pesquisas feitas com base em alguns produtos regionais e que contaram com parcerias estratégicas realizadas com algumas empresas da região.

As apresentações dos trabalhos foram efetuadas no passado dia 22, em formato online, e contaram com a presença dos responsáveis das entidades parceiras que apoiaram a realização deste módulo, nomeadamente, da empresa Frutóbidos com a Ginja Vila das Rainhas, a empresa Limo do Cais com as algas de São Martinho do Porto e, ainda, a empresa Aves Susana com a Codorniz do Landal.

As apresentações tiveram início com o aluno Henrique Vitorino, que apresentou o projeto “Do Oeste à Boca”, uma gama de refeições rápidas com os produtos de toda a região Oeste. Uma alternativa saudável e sustentável de petiscos, sopas e pratos vegetarianos apresentados num frasco ecológico e sustentável. Já a aluna Rafaela Gonçalves, a partir da Ginja de Óbidos, apresentou um molho agridoce “Sweet Chilli de Ginja” com imensa versatilidade gastronómica e que despertou a curiosidade de quem assistiu. Também com a Ginja de Óbidos e ligando as origens dos alunos João Silva, de Óbidos, e o Gabriel Silva, de Santa Maria da Feira, apresentaram uma proposta de fusão destas duas vilas e criaram a “Fogaça com Ginja”. Uma ligação emocional entre a gastronomia e a história.

No seguimento das apresentações, os alunos Raul Salgado e Rodolfo Bernardino mostraram a sua gama de “Molhos do Mar” para grelhados com o uso de Algas de São Martinho do Porto e o aluno Joaquim Mendonça, também usando as algas, apresentou uma novidade de bombons alternativos que denominou de “Doces do Mar”.

A última apresentação coube ao aluno Eduardo Sousa que apresentou dois produtos com base na Codorniz do Landal. Um tipicamente português “Codorniz do Landal em escabeche” e uma alternativa saudável aos enchidos “Boudin blanc de Codorniz do Landal”.

Um dia pleno de energia, motivação e esperança no futuro, que permitiu a apresentação dos trabalhos efetuados pelos alunos e que mostrou resultados acima das expetativas iniciais, revelando a capacidade de inovação e de empreendedorismo dos jovens alunos de cozinha.

De realçar também que as empresas parceiras manifestaram o desejo e interesse em continuar a aprofundar o trabalho de pesquisa efetuado pelos alunos, tendo em vista a sua integração no leque de produtos a oferecer ao mercado através de soluções inovadoras.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

127 anos dos bombeiros festejados em cerimónia emotiva

A cerimónia do 127º aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários das Caldas da Rainha, realizada no passado domingo, foi bastante emotiva, pela passagem ao quadro de honra de dois bombeiros, pelas promoções, condecorações e louvores, pela transferência de testemunho do porta-estandarte, pela atribuição de patrono a duas viaturas, pelo elogio ao comandante de Pedrógão Grande, mas sobretudo por ter sido lembrada a morte de um bombeiro da corporação vizinha de Óbidos no maior incêndio ocorrido este ano nas Caldas da Rainha.

bombeiros1

Agrupamento Escolas São Martinho do Porto – António Salvador – 17,6 valores

António Salvador, do Agrupamento Escolas São Martinho do Porto, terminou o 12º ano com uma média de 17,6 valores. O jovem de 17 anos entrou na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, no curso de Direito. Apesar das aulas ainda não terem começado, está a “gostar bastante da receção”.

antonio escola sao martinho

Escola Secundária Josefa de Óbidos – Margarida Rebelo Almeida – 18 valores

Margarida Rebelo Almeida, de 17 anos, do 12.º ano do curso de Ciências e Tecnologias, foi a melhor aluna da Escola Secundária Josefa de Óbidos. Terminou o ensino secundário com média interna de 19,1 valores. Nos exames nacionais, obteve 18,0 valores no de Matemática A e 19,1 no de Física e Química A. 

margarida josefa dobidos