Q

Previsão do tempo

16° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 24° C
16° C
  • Friday 18° C
  • Saturday 24° C
  • Sunday 25° C
17° C
  • Friday 19° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 27° C
Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro

Alunos do curso Técnico de Apoio à Infância entregam “Almofadas Solidárias”

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Doze alunas e um aluno do 3º ano do Curso Profissional Técnico de Apoio à Infância da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro entregaram à Liga dos Amigos do Centro Hospitalar das Caldas da Rainha 40 “Almofadas Solidárias”, confecionadas pelos jovens. Tratou-se de um projeto que contou, também, com a colaboração da União de Freguesias Nossa Senhora do Pópulo Coto e São Gregório. A entrega foi efetuada no Dia de Reis, 6 de janeiro, na sede da junta.
As almofadas foram entregues no Dia de Reis

O projeto, no âmbito da disciplina de Expressão Plástica, consistiu na confeção de almofadas para bebés, com a forma de tartarugas, gatos, macacos e caracóis sob a inspiração da Rota Bordaliana.

De entre as formas elaboradas, surgiram as coroas em homenagem à Rainha D. Leonor que “num brainstorming entre os alunos e a professora da disciplina, Maria José Rocha, foram transformadas em almofadas de amor para oferecer a bebés e crianças do Hospital das Caldas”.

As cerca de 40 peças confecionadas pelos alunos sob coordenação da professora Maria José Rocha foram entregues à coordenadora da Liga de Amigos do Hospital das Caldas, Manuela Paula, e vão fazer parte dos enxovais para bebés de mães carentes. Algumas das almofadas também vão constar dos artigos do Espaço da Rainha, que funciona no Hospital Termal com roupa, sapatos e outros artigos para quem mais precisar.

Manuela Paula elogiou o facto de os jovens terem descoberto o gosto pela costura. “Os resultados e criatividade são visíveis e isso deixa-me muito entusiasmada de poder oferecer estas almofadas a quem mais necessita”, disse.

Segundo Maria José Rocha, os conteúdos da disciplina de Expressão Plástica são aqui aplicados, “despoletando energias criativas, desenvolvendo competências e promovendo espírito crítico”. “Com base na proposta que lhes foi apresentada sob a inspiração da Rota Bordaliana, seguiram todas as fases do projeto, mas um dia surgiu-nos a ideia de partilhar a sua aplicabilidade e a ideia das almofadas solidárias”, explicou.

A professora disse que pediu a colaboração da União de Freguesias para a matéria prima, mas depois a diretora do Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro, Maria Céu Santos, ofereceu o tecido de algodão para a confeção das almofadas. As peças foram decoradas com fitas. “Utilizámos as cores do nosso agrupamento, sentindo que as fitas nos reportam o arco-íris, simbolizando assim que vai ficar tudo bem”, salientou a professora.

Maria José Rocha destacou ainda o facto de os jovens terem adorado aprender a costurar e que “muitos pediram para prendas de natal máquinas de costura”. Apontou igualmente que este “é o embrião de muito mais projetos de partilha e entreajuda, os quais estamos ávidos de abraçar”

Maria Céu Santos, que esteve presente na entrega das almofadas, referiu que “poderão surgir no âmbito desta disciplina outras peças que a Liga dos Amigos do Hospital precisa, como as almofadas de amamentação para o serviço de maternidade”.

Primeiro rapaz a terminar o curso

A responsável destacou ainda o facto de a turma do 3º ano do curso de Técnico de Apoio à Infância ter um jovem aluno que é o primeiro “do sexo masculino a completar o curso”. Rafael Santos, de 19 anos, que está a terminar o décimo segundo ano no curso profissional, disse que gostou de aprender a costurar e que vai “continuar nos tempos livres quando for preciso coser um botão ou fazer uma bainha”.

Esta turma do 3º ano dinamizou a peça de teatro “Floresta Mágica”, que se realizou no auditório da escola, nos dias 15 e 16 de dezembro. Habitualmente as crianças da primária assistem à peça ao vivo, mas devido à pandemia não foi possível. O teatro pode ser visto no site da escola. A produção e realização foi feita pelos alunos do curso profissional Técnico de Audiovisual.

União de Freguesias dá 200 euros à Liga dos Amigos

Victor Marques, presidente da União de Freguesias, disse que foi contactado para “comparticipar na matéria prima para a confeção das almofadas, mas como o tecido foi oferecido, vamos dar cinco euros por almofada (200 euros) à Liga dos Amigos, que era a dinheiro que íamos dar à escola”.

O autarca referiu que têm colaborado com o agrupamento escolar em várias iniciativas. Por exemplo, num natal atípico como este, alguns alunos do 3º ano do curso profissional Técnico de Audiovisual, gravaram uma visita virtual a 360º pelas ruas iluminadas da cidade das Caldas, colocada na página de internet da escola.

Para os projetos de filmagens, a União de Freguesias adquiriu equipamento audiovisual no valor de 750 euros que foi oferecido ao agrupamento. “O próximo projeto que ficou lançado foi de fazer filmagens no Parque D. Carlos I, para que possa ser visitado virtualmente”, disse Vítor Marques.

O autarca referiu ainda que já obteve autorização da diretora do agrupamento escolar para nas eleições presidenciais, devido à pandemia, utilizar para as mesas de votos salas de dois pisos. Haverá também o apoio de uma turma de turismo, que vai acompanhar as pessoas que vão votar.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Marcha do Orgulho com mais de 300 participantes

Realizou-se nas Caldas da Rainha, no passado domingo, uma marcha em defesa da comunidade lésbica, gay, bissexual, transgénero e outras orientações de género, com mais de três centenas de manifestantes a rejeitarem serem discriminados e a reclamarem por condições que permitam assumir as suas escolhas perante a sociedade.

marcha1

Palestra sobre as transformações da família

“A família também evolui! Os diversos apoios às Famílias”, foi como se designou a palestra de sensibilização que decorreu no passado dia 23 na Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha. O evento, moderado pela vereadora da Ação Social na Câmara das Caldas, Conceição Henriques, teve como oradoras convidadas a socióloga e investigadora Engrácia Leandro e a representante da Segurança Social do Centro Distrital de Leiria, Fátima Oliveira.

familia 1