Q

Previsão do tempo

18° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 21° C
19° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 21° C
19° C
  • Friday 22° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 23° C

Animações natalícias fizeram aumentar as vendas e atraíram mais pessoas à cidade

Mariana Martinho (texto) / Rita Damásio (fotos)

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O projeto “Natal dos Sorrisos” foi considerado um “sucesso”, com comprovados benefícios para a marca “Caldas da Rainha” e “tudo o que nós propusemos foi atingido”, divulgou o presidente da ACCCRO – Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste, Paulo Agostinho, na apresentação do relatório final do projeto. Este balanço final adiantou ainda que a iluminação e animação de natal contribuíram para um acréscimo de pessoas que visitaram a cidade, mais de 73%, e geraram o aumento do volume de negócios entre os 20% e 60% em relação a 2016, o que significa que “está criada de novo a apetência das pessoas virem às Caldas da Rainha, como um local de destino e de excelência dos consumidores”.
Tinta Ferreira, Paulo Agostinho e Nuno Magalhães falaram sobre o relatório final do “Natal dos Sorrisos” 2017

A ACCCRO e a Câmara das Caldas promoveram, na passada sexta-feira, no Maratona, uma conferência de imprensa para fazer o balanço das atividades que realizaram durante o período de natal, entre 18 de novembro e 7 de janeiro. Este projeto, que representou um investimento de 76 mil euros em iluminação (suportados pelo município) e 86 mil euros em animação, 20 mil dos quais suportados pela Câmara e os restantes pela associação, foi “completamente atingido”, disse Paulo Agostinho, acrescentando que “houve um reforço da marca Caldas da Rainha a nível nacional, como um destino de preferência e excelência dos consumidores, e ainda um aumento de promoção da própria cidade a nível nacional”.

Relembrou que há quatro anos, “quando a atual direção da ACCCRO tomou posse, viu-se confrontada com a mera, e redutora em termos impacto, instalação da iluminação decorativa de Natal nas ruas”.

“Na altura decidimos logo que esse ato era residual e que era necessário desenhar um projeto que de alguma forma se tornasse importante para a marca Caldas da Rainha”, frisou o responsável, tendo estabelecido a necessidade de “se pensar o natal das Caldas da Rainha” de forma diferente do que vinha sendo executado”. Nessa mesma altura, a direção da ACCCRO estabeleceu “cinco anos como prazo aceitável para fazer um balanço global do que tinha sido o projeto. E ainda perceber se todo o investimento que fizemos compensou”.

Pelo segundo ano consecutivo, a ACCCRO encomendou à empresa I&D Food, um estudo para avaliar o impacto do “Projeto Natal” na comunidade empresarial das Caldas da Rainha. Feito através de um questionário realizado junto do tecido comercial e empresarial das Caldas da Rainha entre 22 e 27 de janeiro deste ano, e envolvendo 300 empresários, levou a concluir que “o volume de negócios aumentou entre 20% e 60%” em relação a igual período do ano passado”.

O estudo revelou que “o número de clientes aumentou na ordem dos 73,1%, sendo que 48,4% dos comerciantes inquiridos afirmam tratar-se de novos clientes”. Isto significa que “metade das pessoas que consumiram na cidade vieram de propósito, e não são clientes habituais, nem do concelho”, o que se traduziu num aumento das vendas.

Igualmente referiu que “a maioria dos comerciantes e empresários considera que o projeto tem tido um impacto positivo na atividade empresarial”.

Relativamente ao público, “quisemos saber até que ponto se revia neste projeto”. Como tal, o estudo evidencia que 97 das 100 pessoas que responderam a um inquérito ‘online’ “recomendam o Natal das Caldas da Rainha a familiares” e que “91% pessoas que visitaram a cidade fizeram compras” no comércio local. Dessas respostas, 89,2% vieram ao evento Natal dos Sorrisos e 95,4% gostaram do projeto.

Para Paulo Agostinho, estes dados revelam que “conseguimos captar atenção do público fora das nossas fronteiras”.

Outro dado referenciado pelo presidente da ACCCRO foi o “enaltecimento a marca Caldas nos grandes órgãos de comunicação social” ao longo destes dois anos, o que levou a que as autarquias do Oeste investissem “fortemente” na época de Natal, na tentativa de fomentar o desenvolvimento dos tecidos empresariais locais.

Nesse sentido, o presidente da ACCCRO afirmou que “este evento foi importante para o tecido empresarial mas também nos diz que esta marca que deixamos neste novo público não é uma marca de imediato”, mas sim com “influência a médio/longo prazo”. Em relação ao objetivo que tinha sido proposto aquando da apresentação do “Natal dos Sorrisos 2017”, que visava atrair à cidade cerca de meio milhão de pessoas, Paulo Agostinho explicou que “não se consegue confirmar dado todos os eventos serem gratuitos e não haver contabilização de entradas”.

Relativamente ao aumento da verba financeira para o projeto, Paulo Agostinho disse que “um evento desta dimensão é impossível continuar a evoluir se não houver mais investimento financeiro”, pois “o público vai começar a ter muitos focos de interesse e se não houver inovação e algo apelativo e diferenciador vai ficar nas suas localidades”. Contudo, admitiu que “só vamos começar pensar no projeto em abril deste ano”.

Autarquia admitiu aumentar comparticipação em 2018

Presente também esteve o presidente da Câmara das Caldas da Rainha, Tinta Ferreira, que reconheceu que os “números apresentados pelo relatório são reveladores de um aumento de clientes, vendas e novos visitantes”. “Estamos satisfeitos com o contributo deste projeto e parece evidente a vontade que as pessoas têm de vir às Caldas, não só no período de Natal, mas também noutras épocas do ano”, sublinhou o autarca, destacando que “apesar de um maior investimento por parte de outros municípios nesta época, Caldas continuou a crescer e reinventar-se”.

Este estudo também constata que há um “reconhecimento e notoriedade cada vez maior daquilo que é a marca Caldas”. Igualmente admitiu que “dificilmente continuaremos a manter este patamar de excelência mantendo o mesmo orçamento” e por isso afirmou que “vamos ter de comparticipar em mais alguma coisa” no projeto em 2018.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Bar com horário reduzido na praça 5 de Outubro

A Câmara das Caldas da Rainha deliberou reduzir o horário de funcionamento do estabelecimento “Hello Juice”, na Praça 5 de Outubro, depois de uma série de queixas por causa de ruído e de situações de violência na esplanada.

r27b Hello juice coffee and whiskey bar interior

“Casa da Rainha” assaltada no feriado de madrugada

A concept store “Casa da Rainha”, na rua Dr. Manuel Figueira Freire da Câmara, junto ao largo da estátua da Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha, foi assaltada por desconhecidos durante a madrugada de 10 de junho.

AssaltoQuiosque2

Novo espaço de lazer na Quinta dos Moinhos

Foi inaugurado no dia 8 de junho o Espaço Verde Bairro do Areeiro, situado na urbanização Quinta dos Moinhos (junto à estrada que liga Caldas da Rainha ao Coto).

parqueareeiro1