Q

Previsão do tempo

15° C
  • Tuesday 15° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 17° C
16° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 17° C
16° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 17° C
EDITORIAL

O Preço da Consciência

Clara Bernardino

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Os princípios e os valores não têm preço e aqueles que dizem defender a população acabam, quase sempre, por “penhorá-los” em nome do vil metal.

A semana passada foi rica em acontecimentos políticos: marchas e manifestações apartidárias deixaram bem claro o descontentamento do povo. Da esquerda à direita, os portugueses encheram as ruas com a sua indignação pela falta de trabalho e de pão. Não fosse a televisão já ser a cores e as roupagens mais modernas, dir-se-ia que estávamos a ver uma reportagem da época de 74, no Canal Memória.

O Governo de Portugal mostrou bem a rutura eminente da coligação: enquanto o primeiro ministro assumiu uma política de “quero, posso e mando” sem dar explicações à população, que ainda está atordoada com o tamanho do buraco do défice, com os impostos e com a prepotência do dito senhor, o seu “coligado” surge a “sacudir a água do capote”, como se não tivesse qualquer responsabilidade no mais que provável aumento de impostos…

Mas coragem para assumir a rutura é que não houve.

Parece que a maior parte dos homens que dirigem os destinos da nação têm um preço. Antes, ouvia-se falar no “peso na consciência”, mas agora, alteraram-se os princípios e os valores e já se vai falando no “preço da consciência”…

Aqui na nossa região, houve um responsável político que foi notícia a nível nacional por saber e mostrar que a consciência não tem preço…

“É estratégia!” – dirão entre dentes aqueles que há muito perderam os valores e os princípios!

“É uma jogada política para ser candidato!”- dirão aqueles que não dão ponto sem nó e não admitem que possa haver quem ainda tenha e assuma os tais princípios e valores que caíram em desuso, à falta de serem usados. Quer uns, quer outros são aqueles que já não acreditam em causas coletivas, mas sim nas individuais… especialmente as suas.

Houve palmas por parte daqueles que esperavam a justiça e a justeza dos atos desses homens. Palmas tristes. Só um homem teve coragem para mostrar que a consciência não tem preço…

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Motociclista morre em colisão

O condutor de um motociclo morreu nesta segunda-feira na sequência da colisão com um carro, em Casal da Areia, no concelho de Alcobaça, na estrada proveniente de Valado dos Frades, na Nazaré.

estrada

Bazar à Noite na Garagem Montepio

No âmbito da iniciativa “Caldas, Rainha do Natal”, realizou-se entre 1 e 3 de dezembro, na Garagem Montepio Rainha D. Leonor, o Bazar à Noite, um mercado criativo.

bazar

Expo Bagageira na Expoeste

A 4ª Expo Bagageira Indoor decorreu na Expoeste, nas Caldas da Rainha, nos dias 3 e 4 de dezembro.

expo