Q

Previsão do tempo

10° C
  • Sunday 12° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 12° C
10° C
  • Sunday 12° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 12° C
10° C
  • Sunday 11° C
  • Monday 15° C
  • Tuesday 12° C

Digressão do “Filme do Desassossego” passou pelo CCC

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A exibição do “Filme do Desassossego” quase esgotou o grande auditório do CCC das Caldas da Rainha, no passado dia 7. O actor Pedro Lamares, que interpreta o papel de Fernando Pessoa, apresentou o filme do realizador João Botelho, que está em digressão pelo País. Em vez de estrear no circuito habitual das salas comerciais, […]
Digressão do "Filme do Desassossego" passou pelo CCC

A exibição do “Filme do Desassossego” quase esgotou o grande auditório do CCC das Caldas da Rainha, no passado dia 7. O actor Pedro Lamares, que interpreta o papel de Fernando Pessoa, apresentou o filme do realizador João Botelho, que está em digressão pelo País. Em vez de estrear no circuito habitual das salas comerciais, o filme tem percorrido o país como se se tratasse da digressão de uma peça de teatro ou de um músico. De acordo com Pedro Lamares esta forma de exibição foi escolhida porque o “Filme do desassossego” é “demasiado precioso para ser ouvido com coca-colas, pipocas e telemóveis em centros comerciais”. Fora do circuito comercial, a sessão tem percorrido várias salas em todo o País, visando desta forma dignificar o filme e levá-lo a um público diferente, que vai mais ao teatro, segundo referiu o actor. Pedro Lamares começou por dar os parabéns ao público pelo “auditório e palco espectacular que tem aqui nas Caldas da Rainha, que não é comum infelizmente nos auditórios municipais”, referiu, acrescentando que ficou “surpreendido com a condição técnica do palco que tem uma tela perfurada que permite que o som venha por detrás da tela e que seja central”. Como trabalha em teatro, dá muito valor aos palcos. “Filme do Desassossego” é uma adaptação de “O Livro do Desassossego”, assinado por Bernardo Soares, semi-heterónimo de Fernando Pessoa. No filme, João Botelho faz uma nova interpretação da obra e dos textos. Como explicou Pedro Lamares, João Botelho transportou o filme para os dias de hoje e recria a personagem de Fernando Pessoa, “descolando-a do nosso imaginário”. “O livro do Desassossego não é uma obra fechada, é um puzzle, que as pessoas podem montar de todas as maneiras”, referiu o actor, adiantando que “inclusivamente as próprias publicações que saíram do livro são todas diferentes”. O actor salientou que este trabalho tem uma linguagem muito própria, aconselhando o público a “viajar com o filme”. “Ao contrário que muita gente pensa, eu não sou o protagonista do filme”, frisou Pedro Lamares, acrescentando que o actor Cláudio da Silva tem o papel principal, interpretando Bernardo Soares, o ajudante de guarda-livros que, “entre desabafos, lamentos e constatações, vai revelando os pensamentos fragmentados do seu desassossego”. O apresentador da sessão falou da sua relação com Fernando Pessoa, revelando que desde sempre se identificou com a sua escrita. “Foi uma figura decisiva na minha vida, eu estudava música e lia poesia e descobri Fernando Pessoa aos doze anos e aos dezanove anos decidi largar a música e estudar teatro”, manifestou, adiantando que “o ofício que tem está muito ligado à obra poética em Portugal”. O actor considera que a poesia em Portugal é muito “maltratada”. “No Brasil existe um orgulho na música popular brasileira, e nós temos um património cultural imenso que é a poesia portuguesa e de modo geral damos-lhe muito pouca atenção”, apontou. Elogiou o realizador do filme João Botelho, referindo que é uma figura “muito preponderante no cinema e uma pessoa de grande coragem para pegar nesta obra”. Revelou ainda ser um grande “privilégio poder ser Fernando Pessoa uma vez na vida durante dois meses”. O filme tem sido exibido em muitas sessões, à tarde, dedicadas ao público escolar, onde depois o actor Pedro Lamares conversa com os alunos “Após a exibição, alunos e professores têm oportunidade de participar num debate, que às vezes prolonga-se para mais de uma hora, onde discutimos, cinema e Fernando Pessoa”, contou Pedro Lamares. O actor dedica-se actualmente a cinema e a espectáculos itinerantes de poesia e música. Marlene Sousa

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

PSP combate criminalidade em bares e ruas no centro das Caldas

Uma operação desenvolvida pela PSP das Caldas da Rainha na noite da passada sexta-feira e madrugada de sábado, tendo como alvo bares no centro da cidade e ruas nas proximidades, com o objetivo de “prevenir a criminalidade violenta e grave ou organizada e aumentar o sentimento de segurança na população”, originou a detenção de quatro homens, com idades entre 21 e 28 anos, pelos crimes de tráfico de droga, posse de arma proibida e condução em estado de embriaguez.

psp1

Lions formaliza entrega de verba de espetáculo solidário

O Lions Clube das Caldas da Rainha fez no passado dia 30 uma entrega formal ao Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) da verba apurada no concerto solidário com o maestro e pianista António Victorino d’Almeida e trio de Pedro Caldeira Cabral....

lions

Desfile equestre apresentou reis do carnaval das Caldas

Luís Ventura, de 47 anos, e Mariana Mortágua, de 22 anos, foram escolhidos para serem os reis do carnaval das Caldas da Rainha, encarnando as personagens Zé Povinho e Maria da Paciência, respetivamente, criações de Rafael Bordalo Pinheiro como caricaturas do povo português.

reis00