Q

Previsão do tempo

13° C
  • Saturday 18° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 17° C
13° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 17° C
13° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 18° C

Livro de Inês Sofia “O segundo lado da perfeição” alerta para romances tóxicos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“O segundo lado da perfeição” é como se designa o livro da jovem Inês Sofia que foi lançado no passado dia 7 na Escola Básica e Secundária Fernão do Pó, no Bombarral. É o segundo livro da autora, de 19 anos, e é uma história de amor entre dois adolescentes. “É sobre um relacionamento abusivo. Os seus sinais, a forma como se expressa, a maneira como se faz sentir, e, principalmente, a culpa com que as vítimas ficam”, contou.
Inês Sofia, de 19 anos, lançou o segundo livro

Com este livro Inês Sofia quis alertar para os “relacionamentos tóxicos”. “Aquilo que eu notava enquanto ‘observadora’ desses comportamentos eram vítimas que não se reconheciam como vítimas, que se culpavam pelos comportamentos agressivos, que ignoravam e deixavam passar ou que nem sequer os reconheciam e achavam normal. Por mais que tentasse ajudar e abrir os olhos a essas pessoas, elas voltavam a cair nos braços do agressor”, explicou.

Segundo a autora, a personagem Madalena é “uma vítima fictícia, mas existem milhares de mulheres e até homens que passam por situações semelhantes todos os dias”.

“E se com esta história eu for capaz de ajudar alguém ou fazer com que a pessoa se sinta menos culpada, já ficarei bastante contente”, salientou.

A autora nasceu nas Caldas da Rainha e reside numa aldeia perto da Moita dos Ferreiros, concelho da Lourinhã. O seu percurso académico foi feito no Bombarral. Completou o ensino básico na Escola Básica e Secundária Fernão do Pó, onde também terminou o secundário em ciências socioeconómicas.

Atualmente é aluna do 2º ano de Matemática Aplicada à Economia e à Gestão do ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão, mas nunca perdeu o gosto pela escrita.

No lançamento do livro Inês Sofia começou por relembrar que perfaziam exatamente cinco anos do lançamento do primeiro “Emoções à Flor da Pele”, sobre bullying. 

Diz que o nervosismo acabou por passar, mas foi muito difícil “controlar as lágrimas” quando recordou a sua infância de como era a “menina diferente” aos olhos dos seus colegas. “A escrita era o meu refúgio e foi aquilo que me ajudou nas horas mais difíceis”, manifestou, acrescentando que “ter publicado “Emoções à Flor da Pele” aos 14 anos ajudou-me a encerrar um capítulo difícil da minha vida, mas penso que principalmente tenha ajudado outros jovens a superarem os seus episódios de bullying”.

Destacou a importância que a sua professora do 1º ciclo teve “e foi muito bonito porque exatamente quando falei, ela apareceu e vê-la ali presente emocionou-me imenso”. 

Na sessão a autora falou ainda das suas inspirações. “Desde um simples diálogo até histórias contadas por outras pessoas. Parte do livro é feito por momentos ou conversas que realmente aconteceram, mas apesar de nem toda a história ser verídica é sempre inspirada naquilo que vejo, ouço ou leio”, explicou.

Partilhou com a plateia a motivação que recebeu de amigos e conhecidos para continuar a escrever, daí o nascimento de “O segundo lado da perfeição”. “Queria um livro que fosse tão bom e tivesse tanto impacto como “Emoções à Flor da Pele” teve. Este livro é o meu “segundo menino”, é algo que me dá o maior orgulho”, sustentou.  

Inês Sofia descreveu que foi “uma história muito difícil de escrever”. “Foram necessárias muitas pesquisas e um grande trabalho de abstração, porque colocar-me na pele da Madalena obrigou-me a sentir aquilo que ela sentiu, obrigou-me a chorar com ela e a rir. E sendo escrito na primeira pessoa ainda torna o livro mais impactante”, apontou.

“A escrita é a minha salvação”

A jovem escritora admitiu que os seus livros representavam ciclos da sua vida. “Emoções à Flor da Pele” simbolizou a sua infância até aos 13/14 anos e agora “O segundo lado da perfeição” fecha o ciclo do seu secundário.

Inês Sofia terminou a apresentação agradecendo em primeiro lugar à sua família, com principal destaque à sua mãe e madrinha, que “trataram de tudo, desde os convites, ao contacto com a editora”.

Agradeceu ainda à Camara Municipal do Bombarral, à Camara Municipal da Lourinhã, à Junta de Freguesia da Moita dos Ferreiros e à Caixa Agrícola do Bombarral por toda a disponibilidade e pela ajuda que deram.

Por fim, agradeceu aos “amigos e colegas, não só àqueles que estudaram comigo no Bombarral, mas também aos amigos e colegas de curso que fizeram questão de tirar a tarde para estar comigo, eles que há meses me ouviam falar do lançamento e do quão importante isto era para mim”.

No lançamento do livro “O segundo lado da perfeição” a jovem contou com o apoio de várias entidades, como o presidente da Câmara Municipal da Lourinhã, João Duarte, que destacou o orgulho que é para a Lourinhã ter “jovens a fazer as coisas que gostam”.

Presente esteve também o presidente da Junta de Freguesia da Moita dos Ferreiros, Rui Perdigão, que salientou que “grandes coisas acontecem nas pequenas aldeias e vilas”.

Em representação da Câmara do Bombarral esteve o vereador da educação, Bruno Santos.

O presidente da Câmara do Bombarral, Ricardo Fernandes, não pode estar presente durante o lançamento, mas fez questão de aparecer minutos antes “para me cumprimentar e felicitar”. “Lembrou-me que terei sempre as portas abertas para qualquer ajuda que necessite”, contou.

A cerimónia de lançamento do livro terminou com a sessão de autógrafos a todos que adquiriram o livro.

A jovem não vê a sua vida sem a escrita. “Acho que independentemente do trabalho que vier a ter nunca deixarei de escrever, mesmo que seja apenas para mim. Como digo no livro: ela “é a minha salvação”, manifestou.

ines 2
Lançamento aconteceu na Escola Básica e Secundária Fernão do Pó, no Bombarral
(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Peça coreográfica de dança no CCC

“De onde vim? Para onde vou?”, é como se designa a peça coreográfica para o público infantojuvenil que decorreu no passado dia 9 no Centro Cultural e Congressos das Caldas da Rainha (CCC).

Escola Danca 1

Seniores protagonizaram espetáculo “Danças do Mundo Lusófono” no CCC

“Danças do Mundo Lusófono 2024”, foi como se designou o espetáculo dinamizado pelos seniores de 13 instituições caldenses de apoio a idosos e da Universidade Sénior Rainha Dona Leonor que decorreu no dia 8 de maio no grande auditório do CCC - Centro Cultural e Congressos de Caldas da Rainha.

Dancas 1