Q

Previsão do tempo

14° C
  • Saturday 18° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 18° C
14° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 19° C
14° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 20° C

Comemoração dos 120 anos da ACCCRO com ciclo de 12 tertúlias

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
As comemorações dos 120 anos da Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste (ACCCRO) prolongar-se-ão em 2023 com um ciclo de doze tertúlias mensais, discutindo doze temas diferentes, com doze “tertulianos”, para fomentar a argumentação e a sua visão sobre os temas escolhidos.

As comemorações dos 120 anos da Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste (ACCCRO) prolongar-se-ão em 2023 com um ciclo de doze tertúlias mensais, discutindo doze temas diferentes, com doze “tertulianos”, para fomentar a argumentação e a sua visão sobre os temas escolhidos.

Pretende-se debater com os representantes da sociedade civil assuntos que são, no final, uma preocupação de todos, aproximando a associação da comunidade, pela partilha e debate de diferentes visões.

As tertúlias realizar-se-ão no dia 12 de cada mês, exceto em janeiro que será no dia 27, em doze locais diferentes, e com doze tertulianos convidados cada.

Inserido no ciclo das tertúlias comemorativas, terá lugar a 12 de maio, Dia Mundial do Comércio, a Gala do 120º aniversário da ACCCRO, dedicada como habitualmente aos associados, incluindo a distinção dos associados mais antigos.

Em janeiro o tema da tertúlia é o acolhimento de imigrantes através dos seus negócios, onde se falará da complexidade e necessidade da integração dos imigrantes com diferentes hábitos culturais, sociais e religiosos.

“O futuro da restauração. Concorrência ou aliados?”, é o tema de fevereiro, onde se discutirá a procura de condições económicas que promovam alianças e a dinamização do setor.

O desafio dos negócios noturnos será abordado em março. As novas formas de ver os negócios noturnos, conciliar os interesses do negócio com os novos hábitos sociais, novas leis e a procura da segurança e descanso nas cidades estarão em foco.

“Turismo criativo – gastronomia, agricultura, indústria, artesanato e atividades do mar”, é o tema de abril, falando-se do turismo do visitante ao consumidor, através do envolvimento e sinergia de vários setores, que promovam a cidade e região a uma só voz e com identidade local.

“Que futuro para as associações empresariais em Portugal?”, é a interrogação de maio, fazendo-se uma  reflexão sobre o futuro do associativismo empresarial em Portugal, com a discussão e partilha de ideias, sugestões e propostas para o caminho que deve ser seguido.

“Famílias Empresárias – Gestão de Negócios de família e em família”, é o tema de junho, com discussão sobre o futuro da continuidade das empresas familiares, que passam de geração em geração, suas limitações de desenvolvimento e crescimento cultural e social.

Em julho, a “saúde no privado” permitirá falar sobre as pequenas e médias empresas da saúde, e como estas se devem aliar para encontrar soluções competitivas e do interesse de todos (empresários e utentes).

A importância dos Municípios no desenvolvimento do comércio das cidades, é o tema de agosto: “De que forma os Municípios intervêm e devem intervir para que o comércio (lojas e empresas) das cidades se desenvolva com base num plano estratégico comum?”, é a interrogação.

O comércio de cidade versus plataformas online – Lojas de Bairro, será o tema de setembro, para discutir o equilíbrio entre ambas. “Podemos continuar a ter lojas de bairro offline enquanto outras preferem o modo online? Como modernizar sem chocar os hábitos? O consumidor está preparado para ter apenas o online?”, são as questões.

Em outubro, “Mobilidade Sustentável – urbanismo no desenvolvimento do comércio das cidades” procurará falar da construção e reabilitação das cidades tendo em conta a habitação, os negócios comerciais e as formas de mobilidade.

O comércio de rua versus centros comerciais e hipermercados, será uma discussão em novembro entre o consumo necessário e o consumismo e lazer de consumo.

“Caldas da Rainha, cidade criativa ou cidade com criativos”, é o tema de dezembro. “Uma cidade com um grande património histórico de artes e artistas, de vários setores, poderá hoje ser confundida com uma cidade com muitos criativos, mas sem um projeto de cidade que os envolva?”, interroga-se.

Quem pretender dar o seu testemunho em algum momento pode contatar a ACCCRO, através do telefone 262832203.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Detido por tentar matar com caçadeira

A Polícia Judiciária deteve no passado dia 14, nas Caldas da Rainha, um homem de 27 anos, “fortemente indiciado pelos crimes de homicídio na forma tentada, posse de arma proibida e dano”.

cacadeira

Peça coreográfica de dança no CCC

“De onde vim? Para onde vou?”, é como se designa a peça coreográfica para o público infantojuvenil que decorreu no passado dia 9 no Centro Cultural e Congressos das Caldas da Rainha (CCC).

Escola Danca 1