Q

Previsão do tempo

14° C
  • Saturday 18° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 17° C
14° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 17° C
14° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 18° C

Médica aguarda autorização há quatro meses para trabalhar em Atouguia da Baleia

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Uma médica de clínica geral está há quatro meses à espera de autorização para iniciar funções na extensão de saúde de Atouguia da Baleia, concelho de Peniche, onde há falta de médicos de família, segundo o presidente da junta. Na reunião da semana passada da Assembleia Municipal de Peniche, o presidente da Junta de Freguesia […]
Em janeiro deste ano a população manifestou-se à porta do Centro de Saúde

Uma médica de clínica geral está há quatro meses à espera de autorização para iniciar funções na extensão de saúde de
Atouguia da Baleia, concelho de Peniche, onde há falta de médicos de família, segundo o presidente da junta.

Na reunião da semana passada da Assembleia Municipal de Peniche, o presidente da Junta de Freguesia de Atouguia da
Baleia, António Salvador, afirmou que tem uma médica que quer exercer funções na extensão de saúde da freguesia, mas há
quatro meses que aguarda aprovação, questionando o executivo municipal sobre se já existe solução.
O presidente da câmara, Henrique Bertino, que tem feito contactos com o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Oeste
Norte e com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), concordou que a demora das entidades
competentes “passa o razoável”, estando o município disponível para assegurar habitação à médica.
Questionado pela agência Lusa, o presidente da junta esclareceu que, desde agosto, efetuou contactos com a médica, que
exerce num outro distrito em regime de prestação de serviços para uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) e
quer fixar residência e trabalhar naquela freguesia de Peniche.
A junta e a Câmara estão a efetuar contactos com o ACES Oeste Norte e com a ARSLVT com o intuito de aquela profissional
de saúde começar a trabalhar, por via de um acordo a estabelecer entre o Ministério da Saúde e uma IPSS.
“O tempo passa, as pessoas andam desesperadas sem médico e ando há quatro meses à espera de que resolvam isto”,
lamentou António Salvador à Lusa.
Para o autarca, é “vergonhoso” o que se está a passar, tendo em conta a falta de médicos na região e no país e que já está
encontrada uma IPSS disponível para celebrar o acordo.
Confrontado pela Lusa, o diretor do ACES Oeste Norte, João Gomes, esclareceu que remeteu “há um mês” todo o processo
para a ARSLVT.
Questionada pela Lusa, a ARSLVT não prestou esclarecimentos até agora.
Ainda de acordo com o presidente da junta, a extensão de saúde deveria ter quatro médicos de família para os cerca de sete
mil utentes, mas não tem nem um colocado.
Em alternativa, foram contratadas 26 horas por semana a um médico prestador de serviços, disse o diretor do ACES Oeste
Norte.
O responsável referiu ainda que, em todo o ACES Oeste Norte, dos 183 mil utentes inscritos, 39.413 estão sem médico de
família, e destes, 12 mil são do concelho de Peniche, admitindo que “a prestação de cuidados primários de saúde está
comprometida”.
Em janeiro deste ano, a população de Atouguia da Baleia realizou uma vigília à porta do Centro de Saúde para reclamar contra
a inexistência de um médico de família permanente, levando os utentes a recorrerem a médicos particulares ou às urgências
dos hospitais.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Comissão Cívica do Hospital Termal homenageia Mário Gonçalves

A Comissão Cívica do Hospital Termal e Património Rainha D. Leonor prestou homenagem a Mário Gonçalves, através de um comunicado em que que sublinha ter sido “um profissional de excelência e um ser humano único, muito ponderado e sempre muito atento aos interesses dos caldenses”.