Q

Previsão do tempo

23° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 24° C
23° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
24° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C

“Não queremos acabar com os pavões”  

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Pedro Brás, presidente da União das Freguesias de Caldas da Rainha, Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório, foi à sessão da Assembleia Municipal, clarificar relativamente os comentários que têm vindo a circular nas redes sociais sobre os pavões do Parque D. Carlos I. Deixou explícito que não quer de “forma alguma, acabar com a presença dos pavões, os quais se tornaram um cartão de visita da nossa cidade para moradores e turistas”.
União de Freguesias apelou à população não alimentar os pavões na via pública

Pedro Brás, presidente da União das Freguesias de Caldas da Rainha, Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório, foi à sessão da Assembleia Municipal, clarificar relativamente os comentários que têm vindo a circular nas redes sociais sobre os pavões do Parque D. Carlos I. Deixou explícito que não quer de “forma alguma, acabar com a presença dos pavões, os quais se tornaram um cartão de visita da nossa cidade para moradores e turistas”.

Revelou que a razão de terem publicado no Facebook da União de Freguesias o comunicado sobre terem contactado os serviços veterinários especializados para planear a abordagem de captura dos animais deveu-se porque na última Assembleia de Freguesia de 23 de junho foi apresentado um abaixo-assinado sobre o excesso de barulho dos pavões em meio urbano por fregueses moradores na Rua Emídio Jesus Coelho, “pelo que não poderia deixar passar esta situação sem intervir de alguma forma”.

“Certo é que existem outras situações bem mais importantes e para as quais se desenvolvem esforços diários e com o total empenho de todos os colaboradores, mas dentro das premissas para as quais fui eleito, todos os fregueses têm o direito de se manifestar e pedir auxílio à União de Freguesias, por muito pequena que, para outros, possa parecer a sua pretensão”, adiantou o autarca.

Para tentar minimizar toda esta situação, apelou a todas as pessoas que gostam e “interagem com estes animais para que não os alimentem na via pública, permitindo desta forma ajudar a circunscrever a sua permanência na zona do Parque D. Carlos I, local onde são diariamente alimentados, onde podem ser facilmente cuidados e onde estarão certamente mais seguros”.

“É nossa principal preocupação, o bem-estar das pessoas e dos animais da nossa União de Freguesias”, afirmou.

O presidente da Câmara disse que os pavões “foram e são o ex-libris da cidade”. “Apareceram no parque depois do ex-ministro Miguel Macedo ter dito que não havia dinheiro para pavões, referindo-se às obras que eram necessárias para o Hospital Termal, por parte do estado central”. Vitor Marques referiu que não se conseguem que eles se “confinem ao parque”. “Criaram alguns embaraços em algumas pessoas e houve a clareza de dizer o que estava a ser desenvolvido. Por vezes não somos bem vistos quando damos a cara pelas coisas e acho mesmo que os que assinaram o abaixo-assinado não hão-de querer que fiquemos sem pavões”, declarou.

(1)
Comentários
.

1 Comment

  1. Carlos Gaspar

    Se o Sr. Presidente da Junta disse que: “Para tentar minimizar toda esta situação, apelou a todas as pessoas que gostam e “interagem com estes animais para que não os alimentem na via pública, permitindo desta forma ajudar a circunscrever a sua permanência na zona do Parque D. Carlos I, local onde são diariamente alimentados, onde podem ser facilmente cuidados e onde estarão certamente mais seguros”, porque razão desapareceram misteriosamente as penas da cauda do pavão branco? Não é lá no parque que são facilmente cuidados e diariamente alimentados? Céptico com sou, duvido disto tudo.

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Escultura de homenagem à PSP deixa polícias emocionados pela ligação à comunidade

Foi inaugurada na passada sexta-feira uma escultura de homenagem à PSP na sede da Divisão Policial das Caldas da Rainha, a propósito dos 150 anos do Comando Distrital. Peça da autoria de Carlos Oliveira em parceria com a empresa MVC Portuguese Limestones, representa “um gesto de apreço pela entrega abnegada dos nossos polícias no que fazem na defesa dos que mais precisam”, considerou o superintendente, Luís Carrilho, diretor nacional da PSP, presente na cerimónia.

escultura1 1

Caldense no pódio de Miss Inteligência Artificial

Olivia C. é uma influencer portuguesa, gerada por IA (Inteligência Artificial), que ficou no pódio do primeiro concurso de beleza de IA do mundo. Natural das Caldas da Rainha, Olivia ficou em terceiro lugar. Lalina, da França, ficou em segundo e a grande vencedora foi Kenza Layli, de Marrocos. 

olivia

Menor internado em centro educativo por atear seis fogos florestais

O Tribunal da Relação de Coimbra confirmou a pena de medida tutelar educativa de internamento em centro educativo, em regime fechado, pelo período de três anos, aplicada a um menor de quinze anos pelo Juízo de Família e Menores das Caldas da Rainha, pela prática de cinco crimes de incêndio florestal e outro qualificado como incêndio florestal agravado.

menor