Q

Previsão do tempo

16° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 24° C
17° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 25° C
17° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C

Padre Ricardo Figueiredo apresenta livro na Igreja de São Pedro

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O pároco de Óbidos, A-dos-Negros e Gaeiras, Ricardo Figueiredo, apresentou no passado dia 30, na Igreja de São Pedro, na vila de Óbidos, o livro “A teologia da catolicidade de Avery Dulles, S.J.”, que resultou da sua tese de doutoramento.
Apresentação com a diretora da editora, o professor José Farias e o pároco

O pároco de Óbidos, A-dos-Negros e Gaeiras, Ricardo Figueiredo, apresentou no passado dia 30, na Igreja de São Pedro, na vila de Óbidos, o livro “A teologia da catolicidade de Avery Dulles, S.J.”, que resultou da sua tese de doutoramento.

Aos 32 anos terminou agora o doutoramento em teologia e explica que esta tese “é sobre a catolicidade da Igreja, isto é, a capacidade de a fé cristã chegar a todas as línguas, todas as culturas, todos os tempos e espaços culturais”.

“A principal motivação foi investigar como a Igreja não pode ficar refém de particularismos, mas tem de ser cada vez mais uma família que abranja todos os seres humanos”, relata.

De acordo com o padre, a tese é sobre o pensamento do teólogo norte-americano Avery Dulles. “Ele aplicou à teologia a teoria dos modelos científicos, mas nunca justificou essa opção. Na tese procurei dar fundamentação metafísica à opção de Dulles, mostrando como a teoria dos modelos está de acordo com o sistema da analogia entis, isto é, o conhecimento teológico acontece sempre do ponto de vista analógico e, porque as realidades teológicas são tocadas por Deus, nunca conseguimos uma imagem que de forma cabal abarque a realidade. São necessários vários modelos. Assim também a Igreja: necessita de vários modelos e isso deriva da sua identidade católica, a sua capacidade de chegar a tudo e todos”, descreve.

Natural de Belas, no concelho de Sintra, e ordenado padre a 28 de junho de 2015 por D. Manuel Clemente, Patriarca de Lisboa, Ricardo Figueiredo foi vigário paroquial (coadjutor) em Peniche entre setembro de 2015 e setembro de 2017. Está em Óbidos desde essa altura.

Escolheu a igreja de São Pedro para a apresentação porque a fotografia da capa é da escadaria da torre sineira. “É uma estrutura que se eleva, mantendo sempre o centro vazio. Interpreto como um símbolo do que defendo na tese: a Igreja é a comunhão de várias partes, sendo que o centro tem de ser o espaço da disponibilidade para Deus”, refere. A fotografia, da autoria de Carlos Ribeiro, “demonstra muito bem como símbolo o que é a Igreja e o que defendo na tese”, acrescenta. A obra foi publicada pela Universidade Católica Editora.

A apresentação de “A teologia da catolicidade de Avery Dulles, S.J.” contou com a participação de José Jacinto Farias, do Centro de Investigação em Teologia e Estudos de Religião da Universidade Católica e orientador da tese, e de Anabela Antunes, diretora executiva da Universidade Católica Editora.

Houve um concerto ao piano, com Tiago Mileu, num recital com as peças de Franz Liszt – o Sermão de São Francisco de Assis aos pássaros e São Francisco de Paula caminhando sobre as ondas.

Ricardo Figueiredo tem vários livros publicados: Via Matris (Paulus), A caridade divina em São Tomás de Aquino (Universidade Católica Editora), Um “Santo” Surfista” (Paulus), “Não eu, mas Deus” (Paulus), Guia de estudo e reflexão da Exortação Verbum Domini (Paulus), A liturgia segundo o Papa Francisco (Paulus), a Igreja é comunhão (Paulus), “Nunca foi tão fácil ganhar o céu” (Paulus), Fundamentos para uma teologia da santidade (Universidade Católica Editora), “Sou feliz, feliz, feliz” (Paulus), Novena do Beato Carlo Acutis (Paulus), Quaresma de São Miguel (Paulus), A Devoção dos Cinco Primeiros Sábados (Paulus).

Entre os projetos para a escrita de outras obras conta com vários projetos sobre exemplos de santidade e alguns estudos teológicos.

O sacerdote é bastante popular e estimado pela comunidade. Conhecido como padre surfista, que deriva de ter escrito o livro “Um “Santo” Surfista” e de posar para a fotografia com uma prancha, confessa, no entanto, que “nunca fiz surf”.

Durante a fase mais restritiva da pandemia de Covid-19 tentou arranjar forma dos fiéis assistirem à missa sem ser via online, chegando a organizar uma missa drive-in, onde a ideia era as pessoas ficarem dentro do carro junto ao Santuário do Senhor da Pedra com a celebração religiosa no exterior, projetada numa instalação sonora, o que acabou por não ser autorizado. A ideia era também existirem confissões “drive-in”. Mas não deixou de aproveitar as novas tecnologias para difundir as missas pela internet.

A pensar nos mais idosos, menos familiarizados com as novidades digitais, também enviou cartas pelo correio com orações.

Recentemente o pároco testemunhou o seu exemplo de dedicação e força de vontade para uma vida mais equilibrada e saudável, ao ser protagonista, no âmbito do Dia Mundial do Combate à Obesidade, de um vídeo do ginásio Balance, das Caldas da Rainha, onde se revela adepto do exercício físico, e com menos 26 quilos partilha a sua história e deixa um desafio para todos optarem por esse caminho.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Escultura de homenagem à PSP deixa polícias emocionados pela ligação à comunidade

Foi inaugurada na passada sexta-feira uma escultura de homenagem à PSP na sede da Divisão Policial das Caldas da Rainha, a propósito dos 150 anos do Comando Distrital. Peça da autoria de Carlos Oliveira em parceria com a empresa MVC Portuguese Limestones, representa “um gesto de apreço pela entrega abnegada dos nossos polícias no que fazem na defesa dos que mais precisam”, considerou o superintendente, Luís Carrilho, diretor nacional da PSP, presente na cerimónia.

escultura1 1

Caldense no pódio de Miss Inteligência Artificial

Olivia C. é uma influencer portuguesa, gerada por IA (Inteligência Artificial), que ficou no pódio do primeiro concurso de beleza de IA do mundo. Natural das Caldas da Rainha, Olivia ficou em terceiro lugar. Lalina, da França, ficou em segundo e a grande vencedora foi Kenza Layli, de Marrocos. 

olivia

Menor internado em centro educativo por atear seis fogos florestais

O Tribunal da Relação de Coimbra confirmou a pena de medida tutelar educativa de internamento em centro educativo, em regime fechado, pelo período de três anos, aplicada a um menor de quinze anos pelo Juízo de Família e Menores das Caldas da Rainha, pela prática de cinco crimes de incêndio florestal e outro qualificado como incêndio florestal agravado.

menor