Q

Previsão do tempo

14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 13° C

Governo escolheu o Bombarral para entrega nacional de novas viaturas à GNR

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Praça do Município do Bombarral foi ocupada na passada quinta-feira por 40 (28 automóveis e 12 motociclos) das 110 viaturas que foram distribuídas pelo Ministério da Administração Interna às áreas de investigação criminal, patrulhamento do trânsito e territorial, programas especiais e fiscalização rodoviária da GNR, destinando-se uma delas ao posto do Bombarral.
28 automóveis e 12 motociclos encheram a Praça do Município (foto José António)

As viaturas, entre automóveis, motociclos e pick ups, constituem um investimento de 3.036.893 euros e para este ano está ainda prevista a entrega de mais 177 veículos à GNR (entre as quais 5 viaturas elétricas e 18 viaturas híbridas amigas do ambiente), que representam, no total acumulado, um investimento de 6.712.448 euros.

Em termos globais, já foram entregues às forças e serviços de segurança, desde 2017 até à data, 1902 viaturas, num investimento de 47.462.226 euros: 920 à GNR, 932 à PSP e 50 ao SEF.

O comandante geral da GNR, tenente-general Rui Clero, destacou a “renovação” do parque automóvel da GNR, que é composto por 5600 viaturas. Tendo 94% do território nacional sob sua jurisdição, a GNR vê assim “reforçada a sua capacidade operacional, contribuindo para o sentimento da segurança das populações”, afirmou.

O presidente da Câmara Municipal, Ricardo Fernandes, manifestou que a autarquia tem colaborado com a GNR local. “Já custeámos as obras de reabilitação do posto, adquirimos um leitor de chips para animais e reforçámos as condições de acesso à internet”, revelou, depois de ter dado conta da sua satisfação pela escolha do Bombarral para esta cerimónia.

O secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, Antero Luís, que presidiu o evento, disse que “o Governo não abdica de melhores condições para as forças de segurança”, adiantando que será criado um subsídio de risco para os militares a ser pago a partir de 2022, estando neste momento em curso negociações com sindicatos e associações profissionais para determinar o montante desse subsídio.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Dois médicos vão reforçar Unidade de Saúde Familiar

Foi concedido um regime de exceção para a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) contratar mais dois médicos avençados para ajudar a resolver a atual fraca resposta da Unidade de Saúde Familiar do Bombarral.

usf

Morreu na cama

Os bombeiros das Caldas da Rainha tiveram na manhã da passada sexta-feira de forçar a entrada numa habitação na aldeia do Chão da Parada para tentar socorrer uma mulher de 55 anos que vieram a encontrar deitada na cama em paragem cardiorrespiratória, na sequência de doença súbita.

Colisões rodoviárias provocam dois mortos

Uma mulher de 76 anos morreu e dois homens, de 35 e 80 anos, sofreram ferimentos graves, tendo sido transportados para o hospital de Leiria, na sequência de uma colisão entre dois carros, na EN242, entre Nazaré e Pataias, junto ao cruzamento de Fanhais, na tarde...

pataias