Q

Previsão do tempo

19° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 21° C
19° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 21° C
20° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 22° C

Pandemia leva dj caldense a partilhar música eletrónica através da rádio

Mariana Martinho
22 de Junho, 2021
Com as discotecas fechadas há mais de um ano, devido à pandemia, a maioria dos dj´s ficaram sem trabalho, como é o caso do dj caldense Kito Pereira, que além de socorrer-se dos apoios disponibilizados pelo Estado procurou outras formas de continuar a passar música através do programa de rádio que tem na RES FM, uma rádio online dedicada à música dance nacional localizada em Almeirim, Santarém.
O dj caldense Kito Pereira

Kito Pereira, que nasceu nas Caldas da Rainha, começou a atividade quando tinha apenas 18 anos e desde então nunca mais parou e “já lá vão cerca de 20 anos de carreira”.

Durante esse tempo, teve a oportunidade de correr o país de norte a sul, tocando em algumas das melhores casas nacionais como a antiga discoteca Kadoc em Albufeira, a Eskada no Porto, o Império Romano na Marinha Grande, a Sushi em Leiria, a Green Hill na Foz do Arelho, entre outras. Também chegou a colocar música eletrónica fora do país, nomeadamente em Ibiza (Espanha) e em San Antonio do Texas (Estados Unidos).

Atualmente, Kito é o dj principal da discoteca Seven, em Torres Novas. “Há quase nove anos que sou o dj do espaço, onde estava antes da Covid-19 todas as quintas e sábados à noite”, explicou, adiantando que sempre que surgiam oportunidades ia colocar música a outros espaços.

Com a pandemia a situação mudou e Kito passou a colocar música eletrónica através do programa que possui na RES FM. “Reconheço que não tem sido tempos fáceis para a minha profissão, havendo mesmo casos de colegas que já nem colocam a opção de voltar ao ativo, o que não é o meu caso”, sublinhou o dj caldense, adiantando que recorreu ao lay off e mantém durante o dia outro emprego.

Para o caldense, “a pandemia vai mudar o conceito da noite e a recuperação vai ser lenta no setor, apesar da discoteca Seven se encontrar atualmente a preparar a reabertura com muitas novidades”. “Não vou mudar de atividade, pois faço aquilo que gosto e não me vejo a fazer outra coisa”, declarou, e por isso para quem está a começar na área “o conselho que dou é que esta profissão requer muita dedicação e humildade, é preciso estabelecer um caminho e apostar nele, nunca desistir, o caminho é longo, mas no final vale a pena”.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

PSP aproveitou peddy paper para aconselhar estudantes

A esquadra de Caldas da Rainha da PSP, em parceria com a comissão de boas vindas aos novos alunos da Escola Superior de Arte e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR), recebeu no passado dia 13 cerca de cem novos alunos, distribuídos em dez grupos, no âmbito de um peddy paper.

psp

Detido na Foz do Arelho por tráfico de droga

Um homem de 27 anos foi detido na Foz do Arelho na passada quarta-feira por tráfico de estupefacientes. No decorrer de uma ação de patrulhamento da GNR das Caldas da Rainha, com o reforço dos postos de São Martinho do Porto e do Bombarral, os militares depararam-se...

246347459 2428007130663237 4279653524251237677 n