Q

Previsão do tempo

8° C
  • Monday 10° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 13° C
8° C
  • Monday 10° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 13° C
7° C
  • Monday 10° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 14° C
Associações do Oeste criam

Gabinete para apoio gratuito aos empresários

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Face à situação de calamidade económica, provocada pelo Covid-19, as associações empresariais da Região Oeste, através da FAERO – Federação das Associações Empresariais da Região Oeste, criaram o GO Oeste, um gabinete de emergência para apoio aos empresários.
Espera-se nos próximos meses o fecho de muitas empresas por falta de liquidez

Carlos Barros, na qualidade de presidente da direção da FAERO, em representação da Associação Empresarial da Região Oeste (AIRO), considera ser “o momento de reunir todos os esforços e valências das associações empresariais no sentido de apoiar os empresários, nomeadamente as micro e pequenas empresas, as que mais têm sofrido com a calamidade económica”.

“As consequências económicas provocadas pela pandemia serão avassaladoras em 2021, o impacto será muito maior do que em 2020. As empresas vinham de uma economia “saudável” em 2018 e 2019 mas agora têm sobre si o peso do ano de 2020, onde a situação económica não lhes permitiu serem rentáveis. Espera-se nos próximos meses o fecho de muitas empresas por falta de liquidez, não sendo a continuação de empréstimos uma solução sustentável”, manifestou.

“As empresas estão a suportar custos há um ano em muitos casos sem apoios ou com um financiamento máximo de 70%, sendo agora previsto de aproximadamente 80% dos custos com os recursos humanos, mas têm um conjunto infindável de outros custos e encargos obrigatórios que fizeram com que as reservas das empresas terminassem”, sublinhou.

No seu entender, “esta situação prolongar-se-á em 2021 e continuará em 2022, pelo que os apoios disponíveis não são suficientes”.

Segundo revelou, “nas várias reuniões realizadas na última semana pelas associações empresariais, é unânime entre todas que urge um efetivo sistema de apoio às empresas”.

“O GO Oeste tem por objetivo ajudar os empresários a sobreviverem a esta calamidade. Contribuir ativamente, para a sobrevivência das atividades económicas fundamentais para a sustentabilidade da Região Oeste e coesão social, bem como servir de mediação com entidades públicas a nível central na procura de medidas e soluções que possam evitar a falência de empresas e o desemprego em escala.

O GO Oeste criou mecanismos para disponibilizar todos os recursos existentes nas associações empresariais. “Além da informação aos empresários é essencial dar um apoio efetivo, a destacar o apoio jurídico, apoio a candidaturas, análise financeira, formação profissional financiada, entre muitos outros de acordo com as especificidades de dada negócio. As empresas encontram-se desprovidas de tesouraria para pagar estes serviços de apoio. Os serviços serão assim prestados gratuitamente às empresas”, descreveu a FAERO.

Qualquer empresário poderá utilizar os seguintes contactos por forma a ter acesso ao apoio e o encaminhamento que necessitar: Telemóvel – 928060360; e-mail: faero.oeste@gmail.com.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Mais eucaliptos nas Caldas

Uma portaria publicada no Diário da República no dia 5 de janeiro aumenta o limite máximo da plantação de eucaliptos em diversos concelhos do país, incluindo Caldas da Rainha, que passa de 5702 para 6272 hectares.

eucaliptos

Museu Nacional Resistência e Liberdade arranca em fevereiro

Tem início em fevereiro a empreitada com vista à instalação do Museu Nacional Resistência e Liberdade na Fortaleza de Peniche, devendo a mesma estar concluída no primeiro trimestre de 2023, de modo a que possa ser inaugurado a 25 de abril de 2023, um ano antes das comemorações do 50º aniversário da Revolução dos Cravos.

museu

Fraude de vinte milhões de euros com IVA de venda de carros

Um esquema fraudulento relacionado com o comércio de automóveis que visava contornar a legislação europeia e nacional de forma a não entregar, aos Estados respetivos, o IVA que devia ser arrecadado com essas transações, foi desmantelado pela Polícia Judiciária, que deteve dois suspeitos, na sequência de mandados de detenção emitidos pela Secção de Caldas da Rainha do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria.

carros