Q

Previsão do tempo

20° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 22° C
20° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 23° C
20° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 24° C
  • Wednesday 24° C

Caldenses encantam júri do “The Voice Portugal”

Francisco Gomes
7 de Outubro, 2020
Dois caldenses, de gerações diferentes, surpreenderam o júri na estreia da nova temporada do “The Voice Portugal”, na RTP.
António Alves, de 60 anos

O programa de talentos musicais acolheu António Alves, de 60 anos, que na fase das “Provas Cegas”, arriscou com um tema de ópera, “Vesti La Giubba”, que fez virar as cadeiras de Aurea, Marisa Liz e António Zambujo.

A produção do programa revelou que António Alves é “artista de rua, casado e com dois filhos. Os filhos são cientistas, a filha está a trabalhar em Inglaterra”. “Trabalhou em cerâmica a vida toda. Foi formador na área da psicologia e agora descobriu o canto. Tem aulas de canto desde os 50 anos”, relatou a produção.

Depois de ouvir a opinião de todos os mentores em relação à sua prestação, António Alves decidiu ficar na equipa de Aurea.

João Amaral, de 18 anos, conseguiu virar as quatro cadeiras (Aurea, Marisa Liz, António Zambujo e Diogo Piçarra). Contou que desde cedo começou a cantar e a tocar, e que o recente episódio de AVC isquémico do pai fê-lo agarrar-se mais à música, e até escreveu temas em que falava de voltar atrás no tempo

Cantou “Something”, dos The Beatles, e escolheu Marisa como mentora.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Deputados interrogam ministra sobre carências nas extensões de saúde

Os deputados do PSD na Assembleia da República Hugo Oliveira, Margarida Balseiro Lopes, Pedro Roque, Olga Silvestre e João Marques denunciaram “graves carências de funcionamento” das extensões de saúde de Santa Catarina, Rostos e A-dos-Francos, no concelho das Caldas da Rainha, tendo questionado a ministra da tutela sobre diversas situações.

deputados

Condução perigosa na A8 entre Tornada e Caldas

A zona da A8 entre Tornada e Caldas da Rainha está referenciada pelo Destacamento de Trânsito (DT) de Leiria da GNR como palco de condução perigosa, tendo levado à detenção de alguns condutores ao longo do último mês.

corridas