Q

Previsão do tempo

18° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 23° C
17° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 23° C
18° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 25° C

Trabalhadores sazonais da apanha da fruta motivam preocupação

Francisco Gomes
25 de Junho, 2020
Para que a época da apanha da fruta não seja motivo de propagação da Covid-19, o presidente da Câmara de Alcobaça, Paulo Inácio, pede que cada um dos trabalhadores sazonais seja testado antes de entrar em atividade.
É pedido que cada trabalhador antes de entrar em atividade faça um teste à Covid-19

Segundo o autarca, estes trabalhadores “por vezes são largados por empresas de trabalho temporário em questões de habitabilidade e salubridade indignas, situação que cria um risco acrescido de propagação”, pelo que já pediu ao secretário de estado da Saúde para “o Governo trabalhar connosco nessa matéria de forma a garantir com as empresas que não haja ninguém a entrar em atividade sem previamente ter um teste de despistagem”.

Para o presidente da Câmara, este teste “é decisivo para todo o Oeste”, onde “afluem de um modo geral milhares de trabalhadores oriundos de vários países africanos e asiáticos com hábitos e costumes diferentes dos nossos”.

Jorge Nunes, coordenador do Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Norte, revelou que foram já feitas visitas a algumas fruteiras no sentido de alertar para os cuidados a ter e para analisar os planos de contingência para prevenir essas situações.

“Estamos muito seriamente preocupados com o setor agrícola, que recebe trabalhadores de altíssimo risco que vivem em condições muito duvidosas e deploráveis, e quando é um infetado, infetam todos, porque vivem em conjunto”, manifestou.

Nas Caldas da Rainha, o presidente da Junta de Freguesia de A-dos-Francos, Paulo Sousa, defendeu há dias que com formação se poderão diminuir os focos de infeção por Covid-19. O objetivo é criar “reuniões com agricultores das várias freguesias do concelho, no sentido de explicar as regras de combate à pandemia, para que estes as possam demonstrar aos trabalhadores”.

“Muitas vezes, os trabalhadores não têm uma perceção de risco”, justificou Paulo Sousa, acrescentando que “compete também ao empregador ter uma atitude pedagógica, explicando as medidas de contenção durante as pausas do trabalho, que são momentos em que as pessoas relaxam e convivem umas com as outras”.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Arnal ganha ao Gaeirense em futsal

Na segunda jornada do Campeonato Nacional da III Divisão de Futsal, série E, o Gaeirense futsal não foi feliz na deslocação à Maceira, Leiria, no passado sábado, onde diante da equipa da ACR Arnal, perdeu por 0-3, registando a segunda derrota.

Apresentação do livro “Pão de Autor – Padaria Criativa”

No dia 20 de outubro, às 16h, na livraria Pop-Up instalada na Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, em Óbidos, será feita a apresentação do livro "Pão de Autor - Padaria Criativa", no âmbito da programação do Folio - Festival Literário Internacional de Óbidos.

pao

João Almeida termina Milão-Turim no pódio

João Almeida (Deceuninck) foi terceiro classificado na 102.ª edição da Milão-Turim, ganha pelo esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma), tornando-se no primeiro ciclista português a ficar no pódio desta corrida.

almeida 2