Q

Previsão do tempo

23° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 24° C
23° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
24° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C

Recolhas de sangue e de medula óssea na Columbófila

Rui Miguel

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Preocupado com as “reservas em mínimos críticos”, a Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Caldas da Rainha organizou na passada segunda-feira uma colheita de sangue e de medula óssea na Sociedade Columbófila Caldense.
Colheita contou com 82 dadores

No local esteve uma brigada do Instituto Português do Sangue e da Transplantação e apesar de ter decorrido em momento de pandemia concretizou-se dentro das medidas de segurança impostas. Foi feita medição de temperatura corporal.

A recolha contou com 82 dadores, o que deixou satisfeitos os organizadores do evento.

As associações de dadores de sangue estão preocupadas com a redução de dádivas de sangue, já que no período de confinamento não se permitiu a realização de recolhas.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Escultura de homenagem à PSP deixa polícias emocionados pela ligação à comunidade

Foi inaugurada na passada sexta-feira uma escultura de homenagem à PSP na sede da Divisão Policial das Caldas da Rainha, a propósito dos 150 anos do Comando Distrital. Peça da autoria de Carlos Oliveira em parceria com a empresa MVC Portuguese Limestones, representa “um gesto de apreço pela entrega abnegada dos nossos polícias no que fazem na defesa dos que mais precisam”, considerou o superintendente, Luís Carrilho, diretor nacional da PSP, presente na cerimónia.

escultura1 1

Caldense no pódio de Miss Inteligência Artificial

Olivia C. é uma influencer portuguesa, gerada por IA (Inteligência Artificial), que ficou no pódio do primeiro concurso de beleza de IA do mundo. Natural das Caldas da Rainha, Olivia ficou em terceiro lugar. Lalina, da França, ficou em segundo e a grande vencedora foi Kenza Layli, de Marrocos. 

olivia

Menor internado em centro educativo por atear seis fogos florestais

O Tribunal da Relação de Coimbra confirmou a pena de medida tutelar educativa de internamento em centro educativo, em regime fechado, pelo período de três anos, aplicada a um menor de quinze anos pelo Juízo de Família e Menores das Caldas da Rainha, pela prática de cinco crimes de incêndio florestal e outro qualificado como incêndio florestal agravado.

menor