Q

Previsão do tempo

11° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
11° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
12° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C

E. Leclerc das Caldas prepara campanha de escoamento de produtos frescos

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O ELeclerc das Caldas da Rainha coloca-se à disposição de todos os produtores de frutas, legumes, queijarias, entre outras produções de frescos, para que possam contar com a loja como “um ponto de venda”, disse Sara Delgado, responsável pela gestão de clientes e comunicação.
E. Leclerc das Caldas vai ser uma âncora de ajuda para produtores locais escoarem os seus produtos frescos

Este hipermercado está disposto assim a ser “uma âncora de ajuda para que escoem os produtos durante o estado de emergência”.

“Estamos num quadro extraordinário quer a nível higiénico sanitário, quer a nível socioeconómico e, sabendo das dificuldades que os produtores estão a atravessar para poder escoar os seus produtos, o E.Leclerc de Caldas da Rainha disponibilizará a loja para aqueles que já fornecem habitualmente como para aqueles que se queiram juntar a esta iniciativa e contribuir assim de forma sustentada para que nenhum produto seja desperdiçado”, referiu Sara Delgado.

Segundo esta responsável, a intenção prende-se apenas com o “contributo para a sustentabilidade e resistência neste cenário exigente e tumultuoso que todos atravessamos”.

Para tal, estará disponível uma linha de atendimento, através do telefone 262870130 e o e-mail: produtoreseleclerc@rainhadis.pt, através dos quais serão dadas as indicações necessárias aos interessados.

Compras online aumentaram

Com o isolamento social, a procura de compras online no E. Leclerc das Caldas da Rainha “foi exponencial e repentina”. “Tivemos de nos adaptar para corresponder a tanta solicitação”, explicou Sara Delgado, acrescentando que “foi um volume que seria impossível alguma empresa estar à espera”.

Os problemas do site prendem-se, sobretudo, com o “grande fluxo simultâneo de acessos, como na maioria dos sites”.

A equipa E.Leclerc Portugal, em Oliveira do Bairro, “está a tratar das questões relativas ao melhoramento da plataforma, do site e do alargamento de banda para que seja mais célere fazer as compras online”.

Neste momento, o tempo útil para levantamento ronda em média entre um a dois dias.

Segundo Sara Delgado, com compras na internet o cliente verá “vantagem na comodidade e no tempo que se poupa em fazer as compras online”. “Antes desta situação acontecer, tínhamos clientes que faziam as suas compras na sua hora de almoço e, depois, ao final do dia, a caminho de casa, passavam pelo espaço Drive, carregávamos as compras do cliente no carro e este seguia, com um crédito de tempo ao fim de um dia de trabalho. Neste momento estamos a preparar novidades”, informou.

O cliente regista-se no site online.e-leclerc.pt e faz as suas compras. Marca a data e hora para a entrega e finaliza a encomenda. É enviado um SMS a indicar que a encomenda já se encontra disponível para levantamento. O cliente dirige-se à lateral do edifício da loja – ao espaço Drive, dá indicação da sua chegada. A equipa compõe os sacos para a entrega. É feito o pagamento – por Multibanco, e carregado o carro do cliente, que não precisa de sair da sua viatura.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Arte em posto Multibanco

Motivos alusivos ao ecossistema natural e animal do Paul de Tornada e a imagem da igreja da localidade embelezam um posto Multibanco naquela povoação das Caldas da Rainha, numa ideia do executivo da junta de freguesia concretizada pelo artista Ricardo Silva, que estudou na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha.

tornada 1

Vereador do PS explica aprovação do orçamento da Câmara para 2023

O orçamento da Câmara Municipal das Caldas da Rainha para 2023 foi aprovado na passada segunda-feira e nem foi preciso ao Vamos Mudar socorrer-se do voto a favor do vereador do PS, com quem tem um entendimento de compromisso, já que o PSD absteve-se, votando apenas contra o orçamento para os serviços municipalizados. O socialista Luís Patacho explicou concordar com as cautelas e critérios no investimento, tendo em conta “o atual contexto macroeconómico, marcado pela incerteza sobre o fornecimento de bens e serviços, com uma grande pressão inflacionista, especialmente ao nível da energia e dos combustíveis, mas também das matérias-primas, e enorme volatilidade dos mercados”.

ps