Q

Previsão do tempo

13° C
  • Friday 17° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 16° C
13° C
  • Friday 17° C
  • Saturday 14° C
  • Sunday 16° C
13° C
  • Friday 17° C
  • Saturday 14° C
  • Sunday 17° C

Presidente do Novo Banco janta com imprensa e divulga análise regional

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Novo Banco está atento ao dinamismo económico das regiões do Oeste, de Leiria e do Ribatejo, como comprova uma análise divulgada pelo presidente da comissão executiva, António Ramalho, num jantar com os responsáveis editorais dos media de referência regional em que o JORNAL DAS CALDAS participou, no passado dia 7, no hotel The Literary Man, em Óbidos.
António Ramalho, ao centro, em encontro com a imprensa em Óbidos

O momento foi aproveitado para a apresentação de uma análise económica do desenvolvimento destas regiões, tendo o responsável do Novo Banco admitido dedicar uma especial atenção às empresas exportadoras, potenciais clientes da entidade bancária, sendo uma das iniciativas mais visíveis o evento Portugal Exportador, dirigido às pequenas e médias empresas.

Na região Oeste destacam-se os setores do comércio por grosso e a retalho (o peso na região é de 43% e no país de 3%), da indústria transformadora (25% na região e 2,7% no país) e agrícola (9% na região e 12,5% no país). A cultura de maçãs, peras e outros frutos representa 63% da produção nacional, a suinicultura 43%, a avicultura 28% e a viticultura 9%. As indústrias alimentares representam 9%.

Há também que contar com o setor do turismo, com maior expressão em Alcobaça, Nazaré e Óbidos, segundo o Instituto Nacional de Estatística, que serviu de referencial à análise do Novo Banco.

No que diz respeito à região de Leiria, a prevalência é também do comércio por grosso e a retalho (38% na região e 2,8% no país) e das indústrias transformadoras (33% na região e 3,8% no país). Aqui é evidenciado o peso da fabricação de produtos minerais não metálicos e metálicos, e de artigos de borracha e de matérias plásticas. A exploração florestal, a produção de avicultura e suinicultura, o setor dos moldes, a produção em vidro e cerâmica, os plásticos e borracha, a indústria alimentar, e o setor do turismo, são ativos distintivos desta região.

Quanto ao Ribatejo, destacam-se os setores do comércio por grosso e a retalho (44% na região e 4,1% no país), das indústrias transformadoras (29% na região e 3,3% no país) e agrícola (7% na região e peso nacional de 12,3%). As culturas temporárias (27% no país) e produção animal (30%) ganham expressão.

O crescimento do volume de negócios das empresas da região de Leiria e do Oeste foi superior à média do país entre 2011 e 2016, enquanto que o Ribatejo esteve ligeiramente abaixo do crescimento nacional. O mesmo se passou com o emprego, tendo o Oeste neste caso tido uma capacidade superior à média no país.

Em termos de exportação, os principais concelhos destas três regiões são Leiria, Marinha Grande, Torres Vedras, Alcobaça, Abrantes e Azambuja, no ranking dos 50 maiores exportadores.

Apesar da diferenciação entre regiões, o Novo Banco assegurou que trata as mesmas por igual, fazendo notar o número idêntico de balcões em cada uma delas – 17 (no Oeste Caldas da Rainha é o único concelho com dois balcões).

Segundo António Ramalho, no âmbito da política de redução de balcões, meta negociada com Bruxelas para 2021, que resulta da resolução do Banco Espírito Santo, só faltam encerrar três balcões para se atingir o número de 400 balcões em funcionamento, mas nestas três regiões não haverá mexidas.

Devido à forte aposta no mercado empresarial, o Novo Banco tem também centros de empresas no Oeste, Leiria e Ribatejo.

A penetração do Novo Banco nas regiões de Leiria e de Santarém está em linha com a média nacional. Não existem dados relativos ao Oeste.

O banco está a estudar modelos adaptados às exigências tecnológicas das novas gerações de clientes e um grupo de 23 cientistas de dados está reunido em Braga a pensar como integrar a inteligência artificial no atendimento aos clientes no Novo Banco, revelou António Ramalho.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Festival das Sopas ajuda jovens

O I Festival das Sopas vai realizar-se no Centro Paroquial de Salir de Matos, nas Caldas da Rainha, no dia 18 de dezembro,pelas 13h. O evento contará com sopa da pedra, sopa de peixe, sopa de legumes e canja. Também haverá petiscos, filhós, café da avó...

Idosos com festa de natal no Nadadouro

Os utentes do cartão municipal do idoso nas Caldas da Rainha têm uma festa de natal no dia 15 de dezembro, pelas 12h, naAssociação Cultural e Recreativa do Nadadouro. As inscrições são obrigatórias até dia 12, na junta de freguesia da área de residência ou ao...

Natal Solidário do Sport Clube do Bairro

No dia 4 de dezembro realizou-se o Natal Solidário do Sport Clube do Bairro, coletividade do Bairro Senhora da Luz, emÓbidos, que conseguiu atingir os principais objetivos, que era juntar as crianças da comunidade e proporcionar uma série deatividades em que elas...

ramalho