Q

Previsão do tempo

16° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 20° C
16° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 21° C
16° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 22° C

“Anatomia da Identidade” dinamiza teatro em Óbidos

Mariana Martinho
29 de Março, 2017
Com mais de cinquenta apresentações e envolvimento de mais de mil pessoas na produção teatral, o projeto “Anatomia da identidade”, que está a ser desenvolvido em Óbidos pelo ator Pedro Giestas e que envolve escolas, centros de dia e a comunidade de Óbidos, visa “resgatar memórias da nossa identidade cultural, quer individual quer coletiva, e ao mesmo tempo criar junto das populações dinâmicas culturais concretas e que contribuam para um melhoramento da sua vida”, de Óbidos e não só, mas também de outras zonas do país.
Ensaios no âmbito do projeto “Anatomia da Identidade”

O projeto “começou a ser pensado há dez anos, quando o ator “queria deambular pelas aldeias, pesquisar a nossa identidade e devolver a alegria às pessoas”, através de um outro projeto, que hoje em dia dá nome à associação – Associação Cultural Noite do Fogo, gerida pelo ator.

Durante os últimos seis anos, o ator procurou parceiros, “pois não queria que os meus sonhos morressem” até que Óbidos surgiu no caminho, com “vontade de abraçar o projeto imediatamente ”.

A iniciativa tem vindo a ser desenvolvida em Óbidos desde fevereiro do ano passado e “tem estado a correr muito bem”. Apesar dos seis meses de preparação do projeto, Pedro Giestas afirma que “Óbidos está bem mais organizado do que outros concelhos ao nível cultural, por isso, só estou a complementar trabalho que inclusive já estava a ser feito no concelho”.

O projeto conta com o apoio da Granfer, cooperativa do ramo frutícola do concelho de Óbidos, que assumiu-se como mecenas no final do ano passado com a formalização de um protocolo entre autarquia, a empresa e a Associação Cultural Noite do Fogo. A empresa financia o projeto com uma verba de trinta mil euros, contribuindo para que a iniciativa “continue nos próximos anos”.

Com participantes, dos oito aos oitenta anos, o “projeto comunitário, que tem o teatro como pano de fundo e que pretende criar outras ações transversais”, envolve toda a comunidade local, tendo tido a primeira apresentação pública no feriado municipal de Óbidos, com um espetáculo de rua alusivo à conquista do castelo aos mouros e o espetáculo de rua ‘Mário de Si’, que integrou a programação da última edição do Folio-Festival Literário Internacional de Óbidos, que decorreu de 22 de setembro a 2 de outubro.

Trata-se de um projeto de portas abertas, com atividades previstas para decorrer durante todo o ano e outras preparadas para os grandes eventos, como a Vila Natal, Festival do Chocolate e o Folio. Além disso, o ator está a trabalhar em Óbidos com os sete grupos de teatro amador, tanto na criação, produção, direção e apresentação, bem como dá aulas aos alunos do 1º e 2º ciclo do Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos.

O projeto “Anatomia da Identidade” contempla a realização de vídeos e documentários sobre a memória coletiva de Óbidos, uma “rota dos coretos”, aos quais serão levados “espetáculos cómicos musicais”, reunindo a música e o teatro numa tarde à volta dos coretos, oficinas de interpretação teatral e ainda animação do burgo, com apresentações interativas com turistas e habitantes da vila.

A ação também envolve os idosos dos centros de dia, que estão a construir uma tenda de circo, de três metros e meio de diâmetro, com retalhos de tecidos e que servirá para acolher os espetáculos do “circo de marionetas”. Além disso, o projeto vai dinamizar oficinas de costura, de maquilhagem, de construção de figurinos e de marionetas, de máscaras, “tudo ligado à criação de espetáculos”.

Em paralelo, também promove a poesia e a literatura em locais tão improváveis, “desde a esquina da rua ao grande anfiteatro ou então nos campos de cultivo, onde parei uma vez, informalmente, para ler poemas a alguns trabalhadores”, através do “Cubo dos Poetas nossos”, que decorre quase todas as semanas à noite nos bares da vila e dos espetáculos “Noite do Fogo”.

Pedro Giestas também coordena o grupo principal do projeto, que integra “não só atores, mas também todos aqueles que são necessários à criação de um espetáculo teatral”.

Segundo o ator, ”o grupo de teatro tem vindo a ter cada vez mais participantes”, contando com mais de 70.

Todas as iniciativas previstas pelo projeto vão ser filmadas e documentadas, integrando mais tarde um canal online, que servirá de consulta dos vários formandos, e que permite manter atualizados os conteúdos transmitidos.

Para Pedro Giestas, “esta iniciativa realiza-me muito e sinto que as pessoas ganham muito com isso, pois o grande objetivo não é tanto a divulgação mas sim o movimento que isto gera na comunidade”.

O projeto irá participar num espetáculo que integrará as celebrações da Semana Santa de Óbidos bem como noutro a propósito da celebração da nascente do Olho Marinho, em maio.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Triatleta de Ferrel vice-campeão júnior

Abel Afonso, natural de Ferrel, Peniche, atleta do Clube de Natação de Torres Novas, sagrou-se vice-campeão nacional de triatlo em juniores na distância olímpica, ou seja, 1500m natação depois segmento de ciclismo com 40 km e de seguida 10km corrida.

afonso