Q

Previsão do tempo

20° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 31° C
  • Saturday 28° C
20° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 29° C
21° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 36° C
  • Saturday 33° C
Torneio distrital infantis sub-12 - futebol de sete

AEÓbidos 6 – Caldas S C 2

Arlindo Ferreira

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
AEÓbidos: Chaves, Miguel, Yann (1), Guilherme (1), Gonçalo (2), Sebastião, Diogo (1), Marta, Francisco, Tiago e Leandro (1). Treinador: Sérgio Caldas: Rafael Tavares, Guilherme Lopes, João Batista, Lourenço Alexandre, Rodrigo Pereira (1), David Gesteiro, Bernardo Barros, Francisco Francisco e Guilherme Portela (1). Treinador: Hugo Morgado Árbitros: Bruno Miguel, André Nicolau e João Gomes
Entrada das equipas em campo

Ao fim de 3 meses, a AEÓbidos e o Caldas, clubes vizinhos geograficamente e no domínio deste desporto, foram precisamente as duas equipas com melhor rendimento neste 1º torneio da AFLeiria, não tendo perdido qualquer jogo até à final.

Promoveram duelo de gigantes num confronto de caráter histórico. Esta final foi excitante e vivida com alto grau de incerteza. Os favoritos morcegos venceram e passaram este último teste com distinção. Tiveram pela frente equipa plena de caráter e personalidade. Foi uma grande final e só os casos de jogo, como é normal em clássicos, fizeram do árbitro o único senhor do jogo com direito a assobios, apesar da arbitragem ao melhor estilo, isenta e serena.

Sem surpresa, a inevitável vitória do Óbidos, mas apanhou um bom susto, depois de ver o Caldas em vantagem no marcador por duas ocasiões. A excelente entrega e capacidade de concentração do Caldas levou a que a formação forasteira criasse bastante problemas aos campeões, que tardavam em encontrar o ritmo certo para impor o seu futebol, numa altura em que o Caldas não desistia de um registo atacante, colocando em prática a estratégia delineada por Morgado, que consistia em sair em tabelas e mudanças rápidas de flanco a toda a largura do campo e apanhar desprevenida a defensiva obidense, o que colheu os seus frutos ao inaugurar o marcador (7′) por Rodrigo Pereira.

O Óbidos igualou por Leandro (18′) numa bonita triangulação entre Sebastião, Gonçalo e Leandro. 5′ depois o Caldas passa para a frente do marcador com um golo de Guilherme Portela (23′). Aos 30′ Diogo restabeleceu a igualdade.

Na 2ª parte foi um jogo diferente, com o Caldas a acusar o natural desgaste físico. A equipa quebrou imenso, acabou incapaz de travar o caudal ofensivo dos morcegos, com a equipa a maravilhar o público no estádio do Óbidos. Gonçalo aos 33′ marcou o terceiro golo (3-2). Guilherme 39′ brindou os adeptos com o quarto, na transformação de um livre direto, um míssil que deixou o guarda-redes sem reação. Quinto golo com Gonçalo a bisar (53′) e Yann a fechar aos 57′.

Não era possível aos caldenses fazerem mais. Mesmo assim disfarçaram muito a natural diferença de qualidade para aquela que é, na atualidade, a melhor equipa do distrito de Leiria.

Mikas não alinhou devido a lesão num joelho, não se sabendo ainda quando é que o jogador poderá regressar aos campos. Foi operado com sucesso (artroscopia) pelo cirurgião Pereira de Castro, no hospital da CUF, em Lisboa, na sexta-feira, véspera do jogo. No final da partida, os seus colegas gritaram em uníssono o seu nome e dedicaram-lhe a vitória.

Arlindo Ferreira

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Vereador contra “duplicação de subsídios”

O vereador do PS na Câmara Municipal das Caldas da Rainha está contra a atribuição de verbas à ADIO – Associação para o Desenvolvimento Industrial do Oeste para fazer face a despesas com eventos na Expoeste, alegando que “já beneficia de uma comparticipação...

Recriação histórica e noite de fados

No passado dia 6 realizou-se uma recriação histórica e noite de fados, tendo como cenário os lavadouros da freguesia do Vau, no concelho de Óbidos. A recriação histórica ficou a cargo do Rancho Folclórico e Etnográfico Estrelas do Arnóia, da Sancheira Grande,...

vau