Q

Previsão do tempo

22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 25° C
23° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
24° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C

Culinária francesa na Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Culinária francesa foi o tema de mais um almoço internacional no restaurante de aplicação da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO), nas Caldas da Rainha. A degustação mostrou alguns dos sabores tradicionais deste país bem conhecido pelas suas iguarias e contou com a presença do chef francês Yves Granmottet.
Chef francês Yves Granmottet

Os alunos do curso de cozinha puseram em prática o que aprenderam e com o apoio do chefe convidado prepararam uma ementa especial que teve como entrada foie gras com brioche e geleia moscatel. Do menu fez ainda parte uma sopa de cebola tradicional com crosta de queijo comte e filete de pregado à unilateral, manteiga aromatizada com cogumelos. Naco de novilho com molho bordalesa, batata gratinada e ervilhas foi o parto de carne servido. E à sobremesa, foi uma tarte “Tatin” quente com gelado de baunilha e crocante caramelizada.

Os vinhos franceses servidos foram Suternes Chateau Gravas, Domaine de Boure 2011(Saint Croix-du-Mont) e Chateau Dufilhot 2011 (Bordeaux).

“Gastronomia e França, são duas palavras que combinam à perfeição”, disse Yves Granmottet, que colaborou na criação da ementa. “A gastronomia francesa é sofisticada e ao mesmo tempo simples. Então tentámos dar um toque de simplificação, com molho básico para o menu”, explicou, o chef francês que é também formador na EHT de Coimbra.

Yves Granmottet diz que a confeção da gastronomia francesa tem técnicas de cozinhar que têm sido uma grande influência na culinária de vários países. Segundo este responsável, a iniciativa no restaurante de aplicação visa proporcionar aos alunos um melhor conhecimento sobre a ?gastronomia regional francesa, incluindo técnicas culinárias específicas.

Quanto à gastronomia portuguesa, considera que “ainda tem muito para oferecer”. “Estes alunos são o futuro dessa oferta”, sublinhou o chef.

O menu francês foi um sucesso e o restaurante da escola esgotou para esta refeição temática. O tema da cozinha francesa surgiu no âmbito da Festa da Francofonia, organizada pela Alliance Française das Caldas da Rainha, que contou com várias iniciativas com momentos de música, cinema e teatro.

“Todos os dias da semana esteve em destaque a gastronomia de um país francófono”, disse Maria do Carmo Brandão, diretora da Alliance Française das Caldas e de Santarém. Houve a ementa temática de Andorra, Marrocos, Argélia e Tunísia. Foi dado relevo ainda às iguarias da Suíça, da Bélgica e, do Senegal, numa sessão que contou com a presença de um chef senegalês.

Atelier de aguardente

Presentes no almoço estiveram autarcas da Câmara Municipal da Lourinhã e vários representantes da Colegiada Nossa Senhora da Anunciação, que depois do almoço participaram num workshop sobre as bebidas d’armagnac, cognac e aguardente da Lourinhã.

A assistir ao atelier participaram várias pessoas ligadas ao comércio e restauração das Caldas. Miguel Moteo, escanção mor da Colegiada Nossa Senhora da Anunciação, foi o orador, havendo no final uma degustação daquelas bebidas.

Alunas da EHTO venceram três competições

A EHTO venceu três competições, num total de dez concursos. Os alunos vencedores foram Mónica Santos, Concurso Barista – aluna do 2.º ano do curso de Técnicas de Serviço de Restauração e Bebidas; Ângela Rolo, Concurso Bar – aluna do 2.º ano do curso de Técnicas de Serviço de Restauração e Bebidas; Sofia Fialho, Concurso Turismo – aluna do 2.º ano do curso de Operações Turísticas e Hoteleiras.

Estas alunas vão, em novembro, representar Portugal nos concursos Europeus da AEHT – Associação Europeia de Escolas de Hotelaria e Turismo, na Sérvia.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Esculturas feitas de plástico alertam para a poluição das praias e oceanos

A Nazaré é um dos locais que recebem as esculturas da artista Soraia Domingos, feitas com plástico e resíduos não passíveis de serem reciclados, recolhidos na costa portuguesa pela Marinha Portuguesa, ao abrigo do projeto TransforMAR, do Lidl. Todo o restante material plástico, passível de ser reciclado, será convertido em t-shirts.

plastico