Q

Previsão do tempo

13° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 15° C
13° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 15° C
12° C
  • Wednesday 12° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 15° C
EDITORIAL

A SAGA DA AUSTERIDADE CONTINUA

Jaime Costa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Após a manifestação dos indignados, ocorrida no passado dia 15 de setembro em diversas cidades do país, o povo voltou a sair à rua no dia 29, em Lisboa, respondendo a um apelo da CGTP, e que juntou pessoas oriundas de diversas sensibilidades ideológicas.

A força popular obrigou o governo a recuar na taxa Social Única (TSU), mas logo o governo estuda outra medida para castigar, mais uma vez, os rendimentos do trabalho – aumentar o IRS.

Assim, de austeridade em austeridade, a recessão caminha em espiral. os portugueses empobrecem, diariamente, sem que se vislumbre uma luz ao fundo do tunel.

Como diz o povo “Casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão” e na presente situação torna-se muito difícil governar, mas insistir na mesma receita do último ano só pode conduzir o país ao caos e à desgraça.

Com a baixa do consumo interno as empresas fecham, o desemprego aumenta e milhares de famílias lutam, deseperadamente, pela sobrevivência.

Perante esta situação dramática que atravessamos, o Primeiro Ministro ao manter-se fiel ao lema “custe o que custar” demonstra uma insensibilidade social dificil de entender ao comum dos mortais.

Essa insensibilidade chega ao ponto de já se admitir o racionamento de medicamentos e exames mais caros para os doentes atingidos por cancro, artrites reumatóides ou sida, como se essas doenças não fossem, só por si, demasiado punitivas.

Se essas medidas são suportadas pelo Conselho de Ética, apetece perguntar: qual é o conceito de ética dos médicos que compõem esse órgão?

Será que se, por ironia do destino (oxalá tal não aconteça), algum dos médicos ou governantes tiver a infelicidade de ser atingido por uma dessas doenças, aplicará a si próprio a tal receita de corte, ou pelo contrário, procurará tratar-se sem restrições através dos mais modernos meios dispostos ao serviço da ciência?

O óbvio da resposta torna a pergunta desnecessária.

Claro que quem está doente procura o melhor caminho para o alívio do sofrimento e da cura contando, para isso, com o trabalho e investigação incessante de milhares de cientistas em todo o mundo.

A negação desse anseio é contra natura!

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Seniores masculinos do Sporting das Caldas com dupla vitória

O Sporting Clube das Caldas (SCC) recebeu o Clube Kairós, dos Açores, em jogo atrasado da terceira jornada da segunda fase, série A2, do campeonato nacional, e venceu com alguma naturalidade a equipa açoriana, apesar de ter perdido o segundo set.

voleibol

Sérgio Leandro dirige Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Sérgio Leandro vai tomar posse como diretor da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) nesta quarta-feira, pelas 15h00, em Peniche, sucedendo a Paulo Almeida. A cerimónia contará com a presença do ministro do mar, Ricardo Serrão Santos.

sergio