Q

Previsão do tempo

14° C
  • Saturday 18° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 17° C
14° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 18° C
  • Monday 17° C
14° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 18° C

Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos continuam fechados ao fim de semana

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos no hospital das Caldas da Rainha, na Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste, vão continuar a não receber utentes entre as manhãs de sexta-feira e de segunda-feira e quem necessitar de assistência médica deverá dirigir-se ao Hospital de Santarém, pertencente à ULS da Lezíria.
Sala do Bloco de Partos da Unidade Local de Saúde do Oeste, nas Caldas da Rainha

A Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos no hospital das Caldas da Rainha, na Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste, vão continuar a não receber utentes entre as manhãs de sexta-feira e de segunda-feira e quem necessitar de assistência médica deverá dirigir-se ao Hospital de Santarém, pertencente à ULS da Lezíria.

Ao longo dos primeiros três meses deste ano, a Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos estiveram sempre fechados ao exterior entre as 08h00 de sexta-feira e as 08h00 de segunda-feira, só havendo assistência a quem tivesse entrado durante o restante período.

Agora, segundo a deliberação tomada pela Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde, a Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos irão permanecer encerrados das 09h00 de sexta-feira até às 09h00 de segunda-feira, pelo menos até ao fim de semana de 28 de abril, porque depois dessa data ainda não há comunicação sobre o que se irá passar, embora tenha sido divulgado que a partir de maio haverá alterações.

Na informação às grávidas sobre estas medidas é reiterada a importância de, antes do recurso a unidades de saúde, contactarem previamente o SNS 24 (800 24 24 24). Em situações de emergência, o contacto deve ser feito diretamente para o 112.

E na realidade é bom que o façam, porque segundo a listagem de abril divulgada pela Direção Executiva, se percebe que o Hospital de Santarém está igualmente com constrangimentos e de quinze em quinze dias também não recebe utentes do exterior. Em abril isso aconteceu entre 12 e 14 de abril e a situação volta a repetir-se entre 26 e 28 de abril.

Então onde vão as utentes do hospital das Caldas da Rainha no último fim de semana deste mês? A resposta não aparece agora escrita, mas nos meses anteriores os hospitais de Leiria, Santarém e Abrantes eram as unidades para onde estavam referenciadas as utentes não atendidas nas Caldas da Rainha, porque, de acordo com a decisão da Dreção Executiva, cooperam e partilham recursos no sentido de garantir o funcionamento rotativo dos respetivos Serviços de Urgência de Ginecologia e Obstetrícia/Bloco de Partos e dos Serviços/Unidades de Neonatologia.

Em abril, o hospital de Abrantes tem estes serviços encerrados entre a próxima sexta e segunda-feira, depois de não terem funcionado no primeiro fim de semana deste mês, exactamente a situação verificada com o hospital de Leiria.

Portanto, se uma grávida da área da ULS do Oeste tiver necessidade de ser atendida na Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos das Caldas da Rainha ao fim de semana, poderá derivar para Santarém, Leiria ou Abrantes, se estiverem a funcionar.

Para os meios de socorro, nomeadamente os bombeiros, será o Centro Orientador de Doentes Urgentes do INEM quem poderá orientá-los no transporte de grávidas em trabalho de parto, mas também já houve relatos de espera para que seja verificada a capacidade de resposta no momento.

Ainda assim, perante este cenário, a Direção Executiva, que mantém no país maternidades com 28 urgências sempre abertas, faz uma “avaliação favorável” do desempenho da Operação “Nascer em Segurança no Serviço Nacional de Saúde” nos últimos 16 meses, organizada para combater a falta de médicos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Detido por tentar matar com caçadeira

A Polícia Judiciária deteve no passado dia 14, nas Caldas da Rainha, um homem de 27 anos, “fortemente indiciado pelos crimes de homicídio na forma tentada, posse de arma proibida e dano”.

cacadeira

Peça coreográfica de dança no CCC

“De onde vim? Para onde vou?”, é como se designa a peça coreográfica para o público infantojuvenil que decorreu no passado dia 9 no Centro Cultural e Congressos das Caldas da Rainha (CCC).

Escola Danca 1