Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 23° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 24° C
14° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 19° C
  • Sunday 25° C
15° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 26° C

Primeira edição do Festival da Lagoa na Foz do Arelho e Nadadouro

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Vai ter lugar a primeira edição do Festival da Lagoa na Foz do Arelho e Nadadouro, de 21 de abril a 1 de maio, que vai juntar gastronomia, animação musical, eventos culturais e desportivos e ainda atividades náuticas.
Apresentação no Inatel do Festival da Lagoa Foz do Arelho e Nadadouro (foto Pedro Almeida)

Vai ter lugar a primeira edição do Festival da Lagoa na Foz do Arelho e Nadadouro, de 21 de abril a 1 de maio, que vai juntar gastronomia, animação musical, eventos culturais e desportivos e ainda atividades náuticas.

Os visitantes vão poder apreciar os melhores sabores dos produtos endógenos da Lagoa num evento que contará com a participação de onze restaurantes e bares situados na Foz do Arelho e no Nadadouro. Todos os estabelecimentos de restauração terão pratos, petiscos, bebidas ou cocktails criados exclusivamente para o Festival.

É uma organização do Município das Caldas da Rainha, em parceria com as Juntas de Freguesia da Foz do Arelho e Nadadouro, a ACCCRO – Associação Empresarial das Caldas da Rainha e Oeste e Associação de Bares de Praia da Foz do Arelho. Conta ainda com a parceria das associações e empresas de animação turística.

Numa conferência de imprensa de apresentação do Festival da Lagoa, que decorreu no dia 11 de abril, no Inatel na Foz do Arelho, o presidente da câmara disse que é um “evento gastronómico e turístico que pretende promover a gastronomia local, através da sua restauração, bem como o património histórico e natural da Lagoa de Óbidos”. “Vai ser uma primeira edição de várias que vão acontecer todos os anos sempre com a perspetiva de crescer e ter mais dinâmicas e participantes”, afirmou Vitor Marques.

O evento decorre num mês de época baixa com intuito de atrair pessoas ao Nadadouro e Foz do Arelho e de também dar a conhecer o território para que voltem no verão. “Além de trazer os visitantes é também fazer a “integração da comunidade numa ação em prol das freguesias, desenvolvendo o espírito comunitário”, manifestou o autarca sobre uma iniciativa que quer fazer em outras freguesias do concelho.

Assim, os participantes poderão desfrutar da gastronomia da Lagoa nos restaurantes da Foz do Arelho e Nadadouro ou mergulhar num mar de experiências marítimas e culturais cheias de sabores, tais como passear de stand up paddle ou de catamarã, ter uma experiência de cerâmica ou de pintura ou conhecer a Lagoa de Óbidos através dos olhos de um mariscador.

Os restaurantes aderentes da Foz do Arelho são a 7.ª Vaga, Cabana do Pescador, Café Central, Cais da Praia 2, Cocos Veggie&Tal, Inatel Foz do Arelho, O Gronho, Tibino e no Nadadouro o Pátio dos Amigos, o Eels Beef&Co e Porta 54.

festival lagoa 2
Os visitantes podem apreciar os melhores sabores dos produtos endógenos da Lagoa (foto Pedro Almeida)

Os participantes são convidados a percorrer os diversos estabelecimentos aderentes, guiados através de um postal no qual estão identificados todos os restaurantes aderentes, assim como os respetivos petiscos/menus especialmente confecionados para o evento.

No dia 22 de abril, pelas 15h00, haverá animação musical com Duarte Dias na Avenida do Mar e no dia 24 de abril, pelas 21h00, com Ana Leão e Martim Broa no Coreto do Nadadouro.

No dia 28 de abril, pelas 22h00, haverá música com One Man Show no Coreto da Foz do Arelho. No dia 29, pelas 12h00, terá lugar animação itinerante com os Gaiteiros da Fanadia nas ruas do centro da Foz do Arelho e pelas 15h00 nas ruas do centro do Nadadouro. O Rancho Esperança na Juventude (Nadadouro) também vai participar no Festival.

As atividades do Festival são pagas e dinamizadas por parceiros como Intertidal (Miguel Castro), Escola de Vela, Teresa vai de férias, Ceramista Ana Sobral, Centro de Formação Desportiva do Desporto Escolar e Agrupamento Escolas Raul Proença. Uma caminhada na Lagoa, aulas de vela, windsurf e canoagem, workshops com ceramistas, oleiros, prova de vinhos da região, passeio de Stand Up Paddle na Lagoa, são algumas das dinâmicas que vão decorrer durante os onze dias do Festival. Haverá ainda a experiência “Venha conhecer a Lagoa de Óbidos pelos olhos de um mariscador”, com Paulo Barroso e Luís Carlos no Cais da Foz do Arelho.

Durante o evento será promovido um concurso nas redes sociais, que permitirá a publicitação do Festival da Lagoa. No entanto, servirá também para publicidade da Foz do Arelho, Nadadouro e do concelho como pontos turísticos. Assim, os participantes são desafiados a partilhar publicações de fotografias e vídeos dos petiscos, podendo ganhar prémios.

O Festival da Lagoa Foz do Arelho e Nadadouro tem o orçamento de cerca de cinco mil euros para o pagamento dos grupos de animação e na divulgação do evento. Segundo o presidente da Câmara, as atividades têm que ser pagas até para “serem valorizadas, porque muitas vezes quando é gratuito as pessoas inscrevem-se e depois não aparecem”, contou.

Museu das Conchas reabre a 13 de maio com novidades

O presidente da Junta de Freguesia da Foz do Arelho, Fernando Sousa, que esteve presente na apresentação da iniciativa, revelou que o Museu das Conchas e o Centro de Interpretação da Lagoa de Óbidos estão em obras de requalificação e vão reabrir ao público no dia 13 de maio com grandes novidades.

Segundo o autarca, o Centro de Interpretação da Lagoa de Óbidos, que está a ser gerido pela Junta de Freguesia da Foz do Arelho e municípios de Caldas e Óbidos, vai retomar com grandes inovações, num orçamento de três mil euros. “Vai contar a história de como se apanhava de 1910 a 1920 o marisco com bonecos e painéis. Haverá uma zona lúdica com um catamarã e um barco à vela exposto”, relatou Fernando Sousa, revelando que a obra de remodelação tem o custo de três mil euros. 

O Museu das Conchas, que tem um espólio de cerca de duas mil conchas e búzios, vai ter uma reabertura com mais de dez mil conchas e fósseis e ainda uma coleção de areias de todo o mundo. A segunda fase de obras, que está a decorrer, tem o custo de cerca de dez mil euros (a primeira fase teve o custo de dezoito mil euros).

De 12 de junho até o final de setembro do ano passado, quando esteve aberto, contou com cerca de 4500 visitas.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Livro de Inês Sofia “O segundo lado da perfeição” alerta para romances tóxicos

“O segundo lado da perfeição” é como se designa o livro da jovem Inês Sofia que foi lançado no passado dia 7 na Escola Básica e Secundária Fernão do Pó, no Bombarral.
É o segundo livro da autora, de 19 anos, e é uma história de amor entre dois adolescentes. “É sobre um relacionamento abusivo. Os seus sinais, a forma como se expressa, a maneira como se faz sentir, e, principalmente, a culpa com que as vítimas ficam”, contou.

ines 1

Os Golpe lançaram novo álbum “Terra do Diabo”

O grupo musical Golpe lançou um novo álbum, intitulado “Terra do Diabo”. O quinteto é da Benedita, mas tem dois elementos que são das Caldas da Rainha.
Da banda fazem parte Carlos Marques (voz, baixo e guitarra acústica), Samuel Lucas (guitarra e back vocals), João Carlos (teclados) e os músicos das Caldas da Rainha, Luís Agostinho (teclados) e Louie Russo (bateria e back vocals).

golpe 1

Papagaios gigantes coloriram o céu na Foz do Arelho

O passado fim-de-semana foi de grande animação na Foz do Arelho, com diversos eventos a terem lugar, no âmbito do 2º Festival da Lagoa. No domingo, os papagaios tomaram conta do céu.

primeira