Q

Previsão do tempo

11° C
  • Friday 12° C
  • Saturday 14° C
  • Sunday 16° C
11° C
  • Friday 12° C
  • Saturday 14° C
  • Sunday 16° C
11° C
  • Friday 12° C
  • Saturday 14° C
  • Sunday 17° C

Festival do Cavalo Lusitano volta a realizar-se no Parque D. Carlos I e com novidades

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Festival Oeste Lusitano volta a realizar-se no Parque D. Carlos I, de 19 a 21 de maio, e não há nenhuma intenção que este evento seja organizado noutro local.
A Câmara está disponível para aumentar o apoio ao Oeste Lusitano

O Festival Oeste Lusitano volta a realizar-se no Parque D. Carlos I, de 19 a 21 de maio, e não há nenhuma intenção que este evento seja organizado noutro local.

A 10ª edição foi apresentada numa conferência de imprensa na passada quinta-feira, altura em que foram anunciadas algumas novidades e divulgado o cartaz oficial.

Embora o programa ainda não esteja totalmente definido, já está garantida a participação de uma série de entidades locais, desde escolas a associações. Serão mais de 70 expositores, a maior parte não pagarão nada porque promovem atividades gratuitas. Também a entrada continua a ser gratuita.

Segundo Jorge Magalhães, dirigente da Associação de Criadores de Puro Sangue Lusitano do Oeste (ACPSLO), o programa volta a ter uma vertente muito dirigida às famílias e às pessoas que não são especialistas em cavalos.

De acordo com as orientações da Câmara das Caldas, a organização vai ocupar mais a zona junto à entrada principal do Parque. “Será nesta avenida que iremos colocar as atividades direcionadas às famílias”, explicou Jorge Magalhães.

Nos dois primeiros dias do festival haverá regatas no lago. Uma novidade será a presença de um espetáculo vindo de Espanha com demonstrações de cavalos, burros, lobos e falcões. Estas apresentações serão feitas durante os três dias.

No espetáculo de sábado à noite voltará a atuar a Escola Vocacional de Dança das Caldas da Rainha, mas ainda está por definir o restante programa. Haverá uma grande aposta na música portuguesa, principalmente no fado. “Teremos vários momentos de lazer e de tertúlia durante os três dias”, adiantou Jorge Magalhães.

No domingo voltará a acontecer um desfile equestre pela cidade. No Parque haverá volteio gratuito para as crianças e uma torre de escalada, mas também iniciação de movimentos de equilíbrios para os mais novos.

O picadeiro no “parque das bicicletas” irá concentrar tudo o que é mais direcionado aos aficionados. Será neste espaço que irão decorrer o concurso de modelos e andamento e uma “pool” de equitação de trabalho.

Vão ainda realizar uma “Master Class” com um mestre de equitação a dar uma aula em microfone aberto para que os cavaleiros recebam as instruções e ao mesmo tempo o público possa perceber o que está a ser feito.

No picadeiro da Parada realizam-se os concursos de obstáculos e de ensino.

O presidente da Câmara das Caldas, Vitor Marques, considera que a organização tem sabido respeitar o Parque, mas quando as obras do hotel nos pavilhões do Parque se iniciarem não haverá condições para manter o evento naquele local. De qualquer forma, entende que depois do hotel estar pronto, o festival poderá voltar.

Segundo Pedro Columbano, presidente da ACPSLO, mesmo que o Oeste Lusitano se venha a realizar fora do Parque, continuará a ser muito importante para a cidade.

A Câmara das Caldas não autorizou uma largada de toiros na Rua de Camões, algo que a ACPSLO lamenta. “Há muitos anos que queremos fazer uma largada nas Caldas, à semelhança do que acontece noutras cidades portuguesas”, afirmou Pedro Columbano.

A associação vai incentivar os caldenses a manifestarem a sua opinião sobre este assunto. Para já, vão voltar a promover a largada dentro do Parque.

Em relação ao orçamento, Pedro Columbano referiu que ainda não está totalmente definido. O presidente da Câmara também afirmou que não está decidido qual o montante que a autarquia irá atribuir, mas está disponível para aumentar o valor, tendo em conta o aumento dos custos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Marcha lenta de agricultores em protesto entre Bombarral e Caldas da Rainha

Uma marcha lenta entre o Bombarral e Caldas da Rainha, na passada quinta-feira, juntou mais de duas centenas de veículos, a maioria tratores, num protesto dos agricultores com mensagens para os futuros governantes do país. No final foi apresentado um manifesto reivindicativo.

trator2

Pinto da Costa em almoço dos Dragões do Oeste

A delegação do Futebol Clube do Porto do Oeste (Dragões do Oeste) situada nas Caldas da Rainha vai comemorar no próximo sábado seu 20º aniversário, tendo garantida a presença do presidente do Futebol Clube do Porto, Pinto da Costa.

pinto

“Breve História de Portugal” no CCC

No dia 28 de fevereiro, às 18h00, Isabel Xavier apresentará o livro "Breve História de Portugal", de Raquel Varela e Roberto Della Santa. A sessão terá a moderação de Vasco Trancoso e terá lugar no Café concerto do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha.