Q

Previsão do tempo

15° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 21° C
  • Saturday 19° C
16° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 22° C
  • Saturday 19° C
16° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 20° C

Vereadora almoça de surpresa na cantina da escola para avaliar refeição  

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Várias manifestações de desagrado com as refeições escolares servidas aos alunos nas escolas do concelho das Caldas levaram a vereadora responsável pelo pelouro da educação, Conceição Henriques, a fazer uma visita surpresa a uma das cantinas com o intuito de avaliar o serviço. 
Fotografia tirada pela vereadora da Educação numa visita surpresa a uma cantina

Várias manifestações de desagrado com as refeições escolares servidas aos alunos nas escolas do concelho das Caldas levaram a vereadora responsável pelo pelouro da educação, Conceição Henriques, a fazer uma visita surpresa a uma das cantinas com o intuito de avaliar o serviço. 

A autarca deslocou-se no passado dia 10 à cantina da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, acompanhada pela nutricionista da Unidade de Educação, Ana Pires, sem pré-aviso, onde lhe foi servida uma refeição igual à que foi comida pelos alunos.

Segundo a vereadora, o prato era composto por sopa de legumes, filetes de pescada no forno, salada russa (batata e cenoura), brócolos e couve-flor cozida (congelada), um pão de mistura e uma pera.

Ao prato foi ainda acrescentado um pouco de comida vegetariana composta de feijão e cenoura, alimentos que Conceição Henriques fez questão de provar.

A apreciação que fez da refeição é “francamente positiva”. “Os alimentos tinham bom aspeto, sendo que o cheiro e sabor dos mesmos correspondiam ao aspeto. O peixe e os legumes (brócolos e couve-flor), apesar de congelados tinham bom sabor e textura adequada. A fruta era extremamente saborosa e suculenta”, relatou, num documento que enviou às associações de pais dos agrupamentos de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro, D. João II e Raul Proença. 

“A quantidade servida, e que é idêntica à que vi ser servida aos alunos, é perfeitamente adequada”, adiantou no relatório que escreveu sobre a visita ao refeitório.

Conceição Henriques referiu ainda que durante a refeição viu que “alguns alunos estavam a comer alimentos que traziam de casa em marmita, sendo que em nenhum destes casos observei uma refeição tão completa do ponto de vista nutricional como a que o refeitório estava a servir”.

Aceitando que a qualidade possa ter “oscilações, no que se refere à qualidade da comida no dia em que inspecionei, repito, sem pré-aviso, só posso afirmar que a mesma era perfeitamente aceitável”, afirmou. 

Todavia, a fim de que a qualidade que observou se mantenha, pretende realizar visitas “nestes mesmos moldes a outras cantinas das escolas do concelho, de forma regular e sempre sem aviso prévio, seja pela nutricionista, seja acompanhada por mim”. 

Da parte das associações de pais, a autarca espera que estejam igualmente “alerta e que nos informem da evolução da situação, estando os nossos serviços disponíveis para inspeções conjuntas da nutricionista com representantes dos pais, mediante articulação”.

Em declarações ao JORNAL DAS CALDAS, Petrus Duivenvoorden, presidente da Associação de Pais do Agrupamento de Escolas Raul Proença, disse que têm recebido várias críticas de alunos e encarregados de educação quanto às refeições servidas na escola. “Os estudantes não gostam da comida servida e vão almoçar a outros locais e acabam por ingerir alimentos menos saudáveis”, apontou.  

O responsável recordou que as escolas tentam sensibilizar os alunos para uma alimentação saudável, daí a importância de “melhorar a qualidade e quantidade da refeição servidas nas cantinas das escolas para incentivar os alunos a comerem no estabelecimento de ensino, que tem sempre sopa e é mais saudável do que comer fast food”.  

Os representantes dos três agrupamentos de escolas do concelho das Caldas em que a autarquia é responsável pelas refeições da cantina reuniram com a vereadora no passado dia 29 com o intuito de analisar a situação da alimentação que é servida aos alunos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Habitação e regularização da legalização são os maiores problemas da imigração nas Caldas

A imigração foi um dos temas em destaque na I edição dos Encontros para a Inclusão, que decorreu nos dias 4 e 5 de junho no pequeno auditório do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, numa iniciativa promovida pelo Município das Caldas da Rainha.
A iniciativa reuniu especialistas e profissionais que discutiram temas como a infância, juventude, envelhecimento, família e comunidade, pessoas em situação de vulnerabilidade social, os desafios da imigração, pobreza e a saúde mental.

inclusao 1