Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 22° C
16° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 22° C
17° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 24° C

Parque dos Animais na Escola de Santo Onofre vai ser reduzido

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A direção do Agrupamento de Escolas Raul Proença (AERP) nega que o Parque Onofre (também conhecido por Parque dos Animais) na Escola Básica de Santo Onofre, nas Caldas da Rainha, vá ser desmantelado, como circula nas redes sociais, esclarecendo que “face ao significativo aumento do número de animais foi pedida uma redução, pois estes estão a comprometer as sementeiras que se encontram no mesmo espaço e que são realizadas pelos alunos do 1º e 2º ciclo”.
Segundo a direção da escola, o espaço dos animais vai coexistir com outras atividades

A direção do Agrupamento de Escolas Raul Proença (AERP) nega que o Parque Onofre (também conhecido por Parque dos Animais) na Escola Básica de Santo Onofre, nas Caldas da Rainha, vá ser desmantelado, como circula nas redes sociais, esclarecendo que “face ao significativo aumento do número de animais foi pedida uma redução, pois estes estão a comprometer as sementeiras que se encontram no mesmo espaço e que são realizadas pelos alunos do 1º e 2º ciclo”.

“Em momento algum a direção do AERP falou em desmantelamento do Parque Onofre, mas este espaço não pode ficar cativo dos animais. Não podemos permitir que a atual população de animais condicione ou impossibilite outras atividades”, explicou ao JORNAL DAS CALDAS João Bernardes Silva, diretor do agrupamento.

“Para este lugar, para além das sementeiras, está previsto a criação de uma sala de aula ao ar livre, sendo a sua utilização feita pelos alunos desta escola, num projeto inserido no Plano Nacional das Artes, o que faz com que o espaço tenha de estar limpo”, adiantou.

O responsável indicou ainda que “temos várias turmas envolvidas em projetos eTwinning, que precisam de utilizar o lago que se encontra rodeado de animais neste momento. Todas as atividades estão pensadas para coexistirem com os animais do Parque Onofre”.

Um dos colaboradores do Parque Onofre, antigo aluno da escola, tinha manifestado há dias no Facebook dedicado a este espaço, que o mesmo “encontra-se neste momento em desmantelamento”.

“Sabíamos que um dia este cenário poderia chegar, mas nunca pensámos que seria tão rápido. Infelizmente depois de termos pegado no espaço que se encontrava praticamente abandonado e o termos transformado naquilo que é hoje, várias pessoas já o querem usar, e já existem “n” projetos para o lugar”, relatou Francisco Venâncio, o que motivou reações de apoio ao seu manifesto de desagrado.

O diretor do AERP descreveu que o Parque Onofre “faz parte de um projeto que se iniciou em 2006/2007, com dois docentes da área de Educação Visual e Tecnológica, para dar resposta à formação de cursos vocacionais”.

Desde então “sempre houve uma parte agrícola, que é, e sempre foi, dominante no projeto, tendo servido para o funcionamento de Cursos de Educação e Formação (CEF)”. Durante e após o funcionamento destes cursos, “dois professores, um de Educação Física e outro de Educação Tecnológica, tomaram conta do espaço, tendo havido uma significativa melhoria no aproveitamento”.

Segundo o diretor, “durante esse período houve a cultura de diversos vegetais e leguminosas, plantaram-se plantas e arbustos autóctones, que eram a base do projeto”. 

“Mais tarde uma colega de Francês trouxe para a escola galinhas e assim começou a presença de animais na escola. O parque sempre foi gerido pelos professores responsáveis pelo espaço, nunca em momento algum a gestão foi cedida a terceiros”, descreveu.

O colaborador que se insurgiu contra as alterações no Parque tem animais seus no espaço, com a concordância da direção do AERP, que refere que será ele a decidir o seu destino.

Segundo anunciou o colaborador, “cedem-se os animais do parque de forma a recuperar parte do dinheiro investido”, entre os quais estão patos, gansos, galinhas e porcos, algumas das diversas atrações deste espaço.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Arrancaram obras na linha férrea entre Caldas e Torres

A Infraestruturas de Portugal deu início nesta terça-feira à empreitada de modernização do troço da Linha do Oeste entre Torres Vedras e Caldas da Rainha, após a assinatura do auto de consignação ter tido lugar na estação ferroviária de Caldas da Rainha, com a presença do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

ferrovia

Patos desapareceram em A-dos-Francos

A Junta de Freguesia de A-dos-Francos colocou cinco patos no Rio Arnóia na passada segunda-feira, com o objetivo de ter “um local mais aprazível e bonito, que permita disfrutar da presença destes animais”, mas foi surpreendida no dia seguinte porque três desapareceram.

patos

OesteCim pretende aumentar a oferta formativa da região

A OesteCim - Comunidade Intermunicipal do Oeste, em parceria com a Universidade de Coimbra (UC), vai realizar um levantamento das necessidades formativas na região, ao abrigo do protocolo de colaboração assinado na passada quinta-feira, tendo como objetivo “a definição de novos cursos adaptados às necessidades dos territórios” e aumentar as competências de jovens e adultos.

protocolo1