Q

Previsão do tempo

20° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
21° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
20° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C

BE queixa-se de utilização de meios camarários em propaganda mas PSD desmente

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Bloco de Esquerda (BE) entregou na passada sexta-feira uma queixa na Comissão Nacional de Eleições (CNE) referente ao material de propaganda da candidatura autárquica do PSD em Caldas da Rainha, encabeçada pelo atual presidente da Câmara Municipal, Tinta Ferreira. Para o PSD, a queixa “não tem qualquer fundamento”.
O BE queixa-se de imagens em folheto do PSD, mas a candidatura de Tinta Ferreira diz não haver fundamento

O Bloco de Esquerda (BE) entregou na passada sexta-feira uma queixa na Comissão Nacional de Eleições (CNE) referente ao material de propaganda da candidatura autárquica do PSD em Caldas da Rainha, encabeçada pelo atual presidente da Câmara Municipal, Tinta Ferreira. Para o PSD, a queixa “não tem qualquer fundamento”.

A candidatura do BE afirma ter sido surpreendida com a “divulgação de materiais de propaganda onde constam fotografias dos trabalhos realizados pelos órgãos autárquicos do concelho, que resultaram da aplicação de meios tecnológicos, humanos e financeiros da autarquia previamente ao período eleitoral”.

“Ignorando esta realidade, o referido material de propaganda anuncia: ´Apresentamos aqui uma versão resumida das nossas iniciativas e obras’. Esta prática rompe os princípios da igualdade de oportunidades entre as candidaturas e da neutralidade das entidades públicas, princípios que devem ser garantidos pela CNE, órgão público ao qual o BE apelou à intervenção”, sustenta a queixa.

Para o BE, “o candidato Tinta Ferreira demonstra assim a sua incapacidade em estabelecer uma estrita separação entre o exercício do cargo de presidente e o seu estatuto de candidato, procurando desta forma obter vantagens eleitorais ilegítimas”.

“Todas as candidaturas têm de ser tratadas de igual forma e o processo eleitoral deve decorrer de forma transparente e com base nos programas eleitorais e propostas concretas que cada candidatura apresenta para o concelho”, sustenta Carlos Ubaldo, candidato do BE à Câmara Municipal das Caldas da Rainha.

A candidatura do PSD afirma não ter tido nenhuma comunicação da CNE sobre a queixa e aponta que a mesma “não tem qualquer fundamento” e que não há “qualquer conduta menos própria”.

“As fotografias das obras e dos trabalhos realizados, constantes dos materiais de divulgação, foram feitas por elementos do PSD das Caldas da Rainha, com os seus equipamentos pessoais, para serem utilizados nesta campanha”, explica o PSD.

Por outro lado, faz notar que “a divulgação por parte da candidatura das obras e trabalhos feitos ao longo do mandato pelos órgãos autárquicos é um exercício lícito que em nada fere princípios da igualdade de oportunidades entre as candidaturas e da neutralidade das entidades públicas. Esta é uma prática que é realizada pelas candidaturas, dos diferentes partidos, por todo o país. A divulgação destas obras e trabalhos é feita em materiais de campanha da candidatura do PSD, devidamente identificada como tal e paga pelo PSD”, esclarece.

“Por todos estes factos não tem qualquer relevância legal esta suposta queixa apresentada pela candidatura do Bloco de Esquerda e deve ser entendida como a tentativa de criar um facto político com o objetivo de obter eventuais dividendos eleitorais. Apesar dos ataques a candidatura autárquica do PSD das Caldas da Rainha vai continuar a trabalhar e a lutar pelos caldenses e para colocar ‘Caldas em Primeiro’”, refere. 

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeito de esfaqueamento detido pela Judiciária

Um homem de 24 anos que tentou matar outro com uma faca, no ano passado em Rio Maior, foi detido no dia 24 de maio pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária em Ferrel, no concelho de Peniche.

pj

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3