Q

Previsão do tempo

13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
Campeonato nacional de juniores – c (iniciados)

Vilarense – 2 Caldas Sport Clube 2

Arlindo Ferreira

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Para o adepto comum do futebol o jogo foi um bom espetáculo, pois houve quatro golos. O mesmo não estarão, certamente, a pensar neste momento os treinadores de Vilarense e Caldas, respetivamente Fábio Filipe e Luís Lopes, tendo em conta os imensos erros defensivos que as suas equipas cometeram em determinados momentos.
Jogo com muitos golos

Começou melhor a equipa da casa, a pressionar mais alto, mas só de bola parada causava calafrios à defesa caldense. Com mais espaço para construir jogo, aproveitando vários desequilíbrios latentes no meio-campo vilarense, o Caldas numa dessas transições chegou à vantagem através de uma grande penalidade, convertida por Guilherme Santos, aos 25′, após falta cometida sobre Thiago Adão.

Os vilarenses não tardaram a entrar no jogo e ao minuto 34 a polémica instalou-se no estádio: Guilherme Lopes pareceu, de facto, ter tocado no pé de apoio de um atacante, mas foi claramente fora da área. O árbitro e assistente entendeu que foi dentro da área e deu lugar à marcação de penálti, com Francisco Duarte a aproveitar para fazer a igualdade, repondo um pouco de justiça no marcador.

Se os vilarenses terminaram motivados a primeira parte, melhor ficaram aos 51′ da etapa complementar ao voltarem a marcar por Tiago Freitas, acabado de entrar há 5′ e, passar para a frente do marcador, fruto de mais um desacerto defensivo dos caldenses.

A perder, apareceu um Caldas a jogar depressa, mas nem sempre bem. A equipa lutou, mas raramente conseguiu entrar na bem organizada defesa do Vilarense, Daniel Fernandes, isolado ainda teve o golo nos pés, mas desperdiçou. O espetro do empate começou a pairar, receio dos vilarenses que viria a confirmar-se a cinco minutos dos 70, em penálti convertido por Guilherme Santos, após uma falta na grande área.

Estádio Papa Francisco

Árbitro: Renato Carvalho

Assistentes: Bruno Ventura e Miguel Martins

C.D. Vilarense: Nuno Belo; Miguel Bernardino; Francisco Duarte; Filipe Rosa; Daniel Ribeiro (46′ Tiago Freitas); Rodrigo Antunes (62′ Martim Pereira); Nuno Alves; Rodrigo Mendes; Marco Vieira; Rodrigo Rosa; Gabriel Santos.

Suplentes não utilizados: António Vieira; Gabriel Mota; Muriel Martins; Tomás Baptista; Francisco Rodrigues.

Treinador: Fábio Filipe

Caldas S. Clube: Rafael Leão; Francisco Ferreira; David Gonçalves; Guilherme Lopes; Guilherme Santos; Rodrigo Pereira (59′ Rafael Dias); Afonso Pinto (70′ Rodrigo Silvestre); Daniel Fernandes; Thiago Adão; António Teotónio (35′ David Gesteiro); Yann Cherel.

Suplentes não utilizados: Diogo Castanheira; João Batista; Tiago Guimarães; Lourenço Alexandre.

Treinador: Luís Lopes

Golos: 25′ Guilherme Santos; 34′ Francisco Duarte; 51′ Tiago Freitas; 65′ Guilherme Santos.

Disciplina: Amarelos: 23′ Francisco Duarte; 61′ Rafael Dias; 65′ Guilherme Lopes; 69′ Marco Vieira

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeito de homicídio terá sido ajudado

Luís Lopes, o homem acusado pelo Ministério Público (MP) de homicídio qualificado e profanação de cadáver do seu companheiro, em abril do ano passado, em Adão Lobo, no concelho do Cadaval, não será o único arguido a sentar-se no banco dos réus, no início do julgamento, a 18 de março, às 14h00, no Tribunal de Loures, sede da Comarca de Lisboa Norte.

crime

Ciclista da Ribafria venceu a primeira etapa da Taça de Portugal de Masters

Um ciclista do CRP Ribafria | Grupo Parapedra – Dinazoo – Riomagic venceu a primeira etapa da Taça de Portugal de Masters em Taveiro – Coimbra, no dia 25 de fevereiro. É uma corrida em que os atletas competem pela liderança entre escalões, sendo esta prova composta por cinco etapas.

ciclista