Q

Previsão do tempo

18° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 22° C
18° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 23° C
18° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 24° C
  • Wednesday 25° C

Opinião

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“Fair-Play”: Quando começam os problemas…? Antes do Natal assisti a um Encontro de Futebol para crianças com 5 e 6 anos organizado pela Academia do Sporting – Nadadouro/Caldas da Rainha no Pavilhão “Indoor foot” das Gaeiras. Eram cerca de 30 crianças e 6 treinadores. Os familiares e amigos das equipas enchiam a bancada/varanda do Pavilhão. […]

“Fair-Play”: Quando começam os problemas…? Antes do Natal assisti a um Encontro de Futebol para crianças com 5 e 6 anos organizado pela Academia do Sporting – Nadadouro/Caldas da Rainha no Pavilhão “Indoor foot” das Gaeiras. Eram cerca de 30 crianças e 6 treinadores. Os familiares e amigos das equipas enchiam a bancada/varanda do Pavilhão. No campo, dividido em 4 mini-campos de futebol, as crianças davam o seu melhor, tentando chutar a bola ou passar a um colega. Quando a perdiam, tentavam recuperá-la. De fora, os treinadores incentivavam as crianças, através de pequenas correcções e muitos elogios! Quando acontecia uma falta, os treinadores (o que estava mais perto, não interessava a equipa) diziam logo à criança faltosa para pedir desculpa ao “seu adversário”, regra que acatavam sem qualquer problema. Apesar de todos quererem marcar golos e ganhar era notório a vontade, acima de tudo, de se divertirem. No final todos se cumprimentaram satisfeitos com a manhã intensa de futebol. Depois de assistir a este evento uma reflexão veio-me logo à cabeça: Se nestas idades, crianças e treinadores preocupam-se, acima de tudo, em jogar e divertir-se, sempre com respeito pelos adversários, porque será que mais tarde (e não fale nos Seniores, mas sim apenas um pouco mais tarde, tipo 9/10 anos…) estes valores deixam de ser importantes? São as crianças que se tornam mais egoístas e mal-educadas ou são os treinadores que passam a preocupar-se mais como seu currículo e com as vitórias? Esta é uma realidade que não é exclusiva do Futebol. Em outras modalidades (basta ligar a televisão) atitudes de desrespeito para com os adversários, árbitros, treinadores ou mesmo colegas de equipa acontecem regularmente. É importante que as questões relacionadas com o Fair-Play sejam dominantes durante a formação de treinadores, seja de que Grau for. Esta é uma certeza! No entanto, o papel dos Pais e dos dirigentes deveria ser uma constante, nesta questão. Pai que esteja na bancada a assistir a um treino ou uma competição não pode “desresponsabilizar-se” de uma atitude menos correcto de um filho. Também um dirigente não pode ficar indiferente quando um treinador ou um atleta seu têm uma atitude de falta de Fair-Play. Se desde o início da vida de atleta (futebolista ou outra qualquer) Pais e dirigentes preocuparem-se com o Fair-Play, dificilmente as crianças e os seus treinadores serão “desviadas do bom caminho”. E, claro, os media (principalmente a televisão) também têm um papel fundamental na transmissão dos valores certos. Faz sentido ouvir os comentadores falarem em “faltas úteis”?? Ou vermos um jogador a dizer palavrões a um árbitro ou a um adversário, muitas vezes com a imagem a ser repetida de vários ângulos? Público ou privado, os media não podem demitir-se da sua função educadora. Não se trata de esconder as coisas más da vida mas sim de realçar as coisas boas. E eu, naquele sábado de manhã no encontro de futebol, só vi coisas boas. E saímos todos de lá muito mais satisfeitos! Pedro Sequeira

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Quatro pessoas assistidas em acidente aparatoso

Um acidente envolvendo dois carros na Avenida Barata Feyo, junto ao hipermercado E.Leclerc, nas Caldas da Rainha, ocorreu neste domingo de manhã, levando quatro pessoas a serem assistidas pelas equipas pré-hospitalares dos bombeiros.

despiste1