Q

Previsão do tempo

23° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 19° C
  • Wednesday 23° C
23° C
  • Monday 20° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 23° C
23° C
  • Monday 21° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 25° C

“É andar a trabalhar para perder”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“O primeiro, segundo e terceiro problema da pesca é o gasóleo, que abafa todos os outros mas ao mesmo tempo potencia-os”, diz Humberto Jorge, responsável por uma associação de armadores de Peniche. “O gasóleo chegou a um preço tão elevado que inviabiliza a actividade das embarcações. Quando nos apercebemos que depois de retiradas as despesas […]
É andar a trabalhar para perder

“O primeiro, segundo e terceiro problema da pesca é o gasóleo, que abafa todos os outros mas ao mesmo tempo potencia-os”, diz Humberto Jorge, responsável por uma associação de armadores de Peniche. “O gasóleo chegou a um preço tão elevado que inviabiliza a actividade das embarcações. Quando nos apercebemos que depois de retiradas as despesas de exploração, impostos e taxas não sobra nem para as empresas nem para os pescadores, começamo-nos a questionarmo-nos sobre o que andamos a fazer. É andar a trabalhar para perder”, desabafa. O armador aponta outras lacunas: “A formação profissional neste momento não existe. As portarias do terceiro quadro comunitário continuam sem sair e não podemos recorrer aos fundos comunitários, ao contrário do que o senhor Ministro diz. O que nos está a revoltar é o Estado não abdicar de tributar o sector”. Para Humberto Jorge, a solução começa por “acabar com a indiferença e o Governo reconhecer a importância da actividade como estratégica para o nosso litoral, agindo em conformidade, ao aliviar-nos da carga fiscal e de burocracias, o que irá permitir ao sector respirar melhor”. “As taxas das capitanias, da Docapesca, do Instituto Marítimo-Portuário, da Segurança Social e o IRS dos pescadores têm de ser revistas”, reclama. Para o armador, o futuro não é risonho. “Ninguém se vai endividar a fazer investimentos na pesca com estas incertezas todas que recaem sobre o sector”, assegura. Francisco Gomes

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Estudantes visitam Paul de Tornada

A Associação PATO recebeu duas turmas da Escola Secundária Raul Proença, que realizaram um conjunto de atividades de voluntariado, explorando a Reserva Natural do Paul de Tornada numa visita guiada, contribuíram para o nascimento de um jardim sensorial e efetuaram ainda uma monitorização ambiental na Lagoa de Óbidos com o Projeto Coastwatch, recolhendo muito lixo marinho.

pato

Jovens portugueses e finlandeses em intercâmbio

Entre os dias 1 e 8 de abril, a Associação Juvenil de Peniche foi palco de um intercâmbio sob a temática da arte e sustentabilidade. O evento recebeu a participação de doze jovens, de Portugal e Finlândia, com idades entre os 15 e os 25 anos.

intercambio

Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares

O MARE - Politécnico de Leiria e a Escola Superior de Turismo e Tecnologias do Mar, em Peniche, vão promover uma nova edição do Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares, que pretende dar a conhecer as espécies de microalgas cultivadas em laboratório, métodos de cultivo, potencialidades como recursos marinhos, sistemas de produção, e os cultivos auxiliares que beneficiam e cujo valor nutricional pode ser modelado através da alimentação com microalgas. As inscrições estão abertas até dia 27 de maio.