Q

Previsão do tempo

14° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 16° C
14° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 17° C
15° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 18° C
  • Friday 17° C

Revela Fernando Costa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Projecto de reformulação do Centro Histórico em discussão dentro de três meses O pelouro do comércio na Câmara das Caldas, liderado por Hugo Oliveira, e o presidente da Associação Comercial das Caldas e de Óbidos, João Frade, apresentaram o balanço daquilo que está a ser feito no âmbito do UrbCom. A oportunidade foi aproveitada pelo […]
Revela Fernando Costa

Projecto de reformulação do Centro Histórico em discussão dentro de três meses O pelouro do comércio na Câmara das Caldas, liderado por Hugo Oliveira, e o presidente da Associação Comercial das Caldas e de Óbidos, João Frade, apresentaram o balanço daquilo que está a ser feito no âmbito do UrbCom. A oportunidade foi aproveitada pelo presidente da Câmara, Fernando Costa, para anunciar que dentro de três meses entrará em discussão o projecto para o Centro Histórico, “na ordem dos dez milhões de euros”. “Este projecto contemplará a recuperação do pavimento, saneamento, água, tubagens da luz, telefone, gás e outros aspectos, porque queremos aproveitar as obras para modernizar todas as infra estruturas”, indicou. “O tabuleiro da Praça da República, tem de ser reconstruído”, destacou, embora todas as ruas envolventes tenham um tratamento digno. “A ideia na Praça é alargar o tabuleiro, os passeios, embelezar os pavimentos para os cafés terem esplanadas e no topo da Praça há a ideia de se criar um espaço de apoio aos comerciantes, mas também há a ideia de se criar debaixo do tabuleiro uma infra estrutura que suporte os chapéus e a luz eléctrica de modo a suportar as tecnologias que os vendedores têm de ter para poderem vender os artigos”, explicou. “Nada disto vai ser feito sem discussão pública, porque queremos que aquilo que seja o figurino da Praça tenha informação prévia”, garantiu. O edil congratulou-se com a participação de cerca de 27 mil euros da Câmara nas obras do UrbCom, que representam um investimento de cem mil euros. “É um projecto pequeno, mas espero que haja mais projectos para haver consonância entre a autarquia e ACCCRO”, disse. Este foi “um projecto de Urbanismo comercial, que visou a modernização das actividades empresariais do comércio e de alguns serviços”, nomeadamente a qualificação do espaço público envolvente. “Estamos a colocar nova iluminação na Praça e estão a ser recuperados outros candeeiros. Os bancos que estão a ser colocados e as papeleiras foram concebidos por antigas alunas da ESAD”, referiu o autarca. Quem gostou desta intervenção foi João Frade. “Saúdo a preocupação da Câmara na renovação e melhoramento do mobiliário urbano e iluminação”, comentou, salientando que “estes projectos fazem parte do Plano Global da Associação Comercial”. João Frade deixou, contudo, um recado, esperando que “as carências na sinalização e circulação rodoviária sejam igualmente alvo de uma atenção especial por parte da Câmara”. “Esperamos que o comércio esteja preparado para receber as Unidades de Dimensão Relevante”, manifestando, reportando-se ao Rainha Shopping e ao Vivaci. O presidente da associação comercial lamentou também a fraca adesão por parte dos comerciantes ao Urbcom, justificando que “as candidaturas foram feitas em 2000, mas só em 2006 é que o Ministério da Economia deu parecer positivo aos investimentos. Muitos comerciantes já tinham feito os investimentos ou desistido do projecto”. Também a comparticipação da Câmara estava relacionada a percentagem relativa ao investimento privado dos comerciantes e daí que a edilidade tenha “investido mais 37 mil euros do que aquilo que estava previsto”, sublinhou Hugo Oliveira. O vereador revelou que na zona do Centro Histórico foi colocado mobiliário urbano na Praça da Republica, na Rua da Liberdade, na Rua Alexandre Herculano, na Praça 25 de Abril, na Rua projectada ao Centro Comercial D. Carlos I, na Rua Dr. Júlio Lopes, no Hemiciclo João Paulo II, na Rua Almirante Cândido dos Reis, na Rua Coronel Andrada Mendoça e na Rua Eng, Duarte Pacheco, num total de sete papeleiras e trinta bancos desenhados pelas antigas alunas da ESAD, Sónia Santos, Jéssica Xavier e Elisa Ferreira. De salientar que os bancos que anteriormente estavam na Rua Almirante Cândido dos Reis e na Rua Miguel Bombarda “estão a ser alvo de uma recuperação para serem enquadrados na Rua dos Heróis da Grande Guerra”. Quanto à iluminação, o vereador contou que foi abrangida a Praça da República com dez iluminarias clássicas e sete recuperadas, a Rua da Piedade com três modernas iluminarias, assim como a Rua da Amargura, que leva quatro daqueles equipamentos modernos. Também a Rua do Parque e a Travessa da Cova da Onça levaram iluminarias não clássicas num total de dez candeeiros. Por colocar estão nove iluminações na Rua Almirante Cândido dos Reis, sete na Rua da Liberdade e igual número no Largo Dr. José Barbosa. Ainda no que se refere à iluminação, o vereador diz querer “reduzir o consumo de energia” com a utilização de novas lâmpadas, tendo mandado substituir as lâmpadas de 250 w por lâmpadas de 150 w, numa redução de 40% da energia, mas “com a mesma intensidade”, ajudada com a estrutura reflectora de iluminação pública. “Com o novo mobiliário e melhor iluminação respondemos a muitas das questões levantadas pela associação comercial, mas também por termos os hotspots e Wi-Fi de Internet em vários espaços da cidade podemos dar as mesmas condições que existem num centro comercial qualquer, mas num verdadeiro centro comercial a céu aberto como é o slogan da Associação Comercial”, relatou o vereador. A Câmara e a associação comercial vão apresentar uma candidatura para a colocação de quiosques multimédia, com indicação de quais as lojas existentes na zona das Caldas. “A pessoa através do quiosque saberá onde fica cada uma das lojas e onde se pode dirigir a partir do local onde está a visualizar a informação. Queremos que sejam ecrãs tácteis e multimédia porque com a dinâmica comercial existente, estão sempre a abrir novas lojas e a mudar de morada e com este sistema é mais fácil actualização”, revelou Hugo Oliveira. Carlos Barroso Legenda: Hugo Oliveira, Fernando Costa e João Frade

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Motoclube Star Riders realizou evento solidário Egg Run

O Moto Clube Star Riders Portugal dedicou a sua iniciativa solidária Egg Run 2024 a cerca de 80 crianças e jovens da Ordem do Trevo (OT) e do Centro de Educação Especial Rainha D. Leono (CEERDL).
A festa, com direito a animação e almoço, decorreu no dia 21 de abril na Expoeste. Além da entrega de bens alimentares, roupa, artigos de higiene, material escolar e brinquedos, as crianças e jovens também realizaram um “batismo motard”, com um passeio de motorizada. Para muitos, foi a primeira vez que andaram de mota.

ordem

Inauguração do Parque das Lavadeiras

O Município das Caldas da Rainha e a Junta de Freguesia do Nadadouro inauguram no dia 27 de abril, pelas 15h00,  no Parque das Lavadeiras, no cruzamento da Rua Principal com a Rua 21 de Agosto.

Praxe solidária com crianças

A Távola Elíptica Veterânica e a Comissão de Praxe da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha realizam uma iniciativa de praxe solidária no dia 25 de abril, a favor das crianças mais necessitadas de diversos países em desenvolvimento.

praxe