Q

Previsão do tempo

18° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 20° C
18° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 21° C
19° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C

Observatório Nacional de Gaming e de eSports vai ter sede no Parque Tecnológico

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Parque Tecnológico de Óbidos (PTO) vai albergar a sede do Observatório Nacional de Gaming e de eSports, uma entidade criada recentemente que tem como principais objetivos produzir informação sobre a indústria dos videojogos e realizar estudos de investigação que contribuam para um melhor conhecimento do setor.

O Parque Tecnológico de Óbidos (PTO) vai albergar a sede do Observatório Nacional de Gaming e de eSports, uma entidade criada recentemente que tem como principais objetivos produzir informação sobre a indústria dos videojogos e realizar estudos de investigação que contribuam para um melhor conhecimento do setor.

A Associação Portuguesa de Observação do Gaming e dos eSports foi apresentada durante a segunda edição do Óbidos Vila Gaming, que decorreu de 4 a 12 de maio na vila medieval.

O observatório nasceu da necessidade sentida por alguns profissionais de terem acesso a informação sobre esta indústria em Portugal, referiu, na sessão de lançamento, Fátima Marques, consultora e investigadora.

“Daqui surge a necessidade de criarmos algo que venha a sistematizar a informação e o conhecimento” sobre estes setores, envolvendo as empresas, a comunidade e a academia.

A associação engloba o município de Óbidos, investigadores, profissionais da área, o Instituto Politécnico de Leiria, Agrupamento de Escolas de Óbidos e a Óbidos Parque.

Da sua missão fará parte também a realização de ações de promoção, cooperação e divulgação, a nível nacional e internacional, e de várias outras iniciativas profissionais visando a partilha de informação e de conhecimento sobre o setor, em Portugal e no mundo.

A missão do observatório passa por produzir e disseminar informação, mas também “fazer uma certa agregação do conhecimento que é produzido” – nomeadamente ao nível da academia e da indústria – tornando-o acessível às diferentes entidades que se interessam, que trabalhem ou que queiram trabalhar na área do gaming e dos eSports.

“Ligar a academia a estes setores, não só no que respeita ao desenvolvimento dos videojogos, mas à sua utilização, estabelecendo uma conexão com a relevância educacional dos mesmos, é essencial para a região e para o país”, acrescentou Rui Jesus, presidente da assembleia geral desta associação.

O professor e jurista na área dos eSports explicou ao JORNAL DAS CALDAS que há alguns anos a União Europeia apresentou o relatório final do projeto Sociedade Europeia dos Jogos de Vídeo.

Esta foi a primeira panorâmica geral do setor europeu dos jogos de vídeo, analisando as dimensões económica, laboral, regulamentar, cultural e social dos jogos de vídeo.

A partir deste documento, os investigadores nesta área entenderam que existia a necessidade de criar um observatório que analisasse tudo o que está relacionado com este setor em Portugal.

“Este é um setor que não está regulado e funciona sem regras, embora grande parte dos jogadores sejam menores”, salientou.

Segundo Miguel Silvestre, diretor executivo do Óbidos Parque, “numa primeira fase, a ideia é pegar num pequeno território, como Óbidos e Caldas da Rainha, e tentar perceber qual é a realidade dos eSports”.

O responsável adiantou que “há muito trabalho a fazer, no país, em relação a estas áreas, e o objetivo deste observatório vai ser conhecer a realidade no terreno, produzir documentos, relatórios, informação que possa ser trabalhada pela empresas, câmaras municipais e entidades do governo”.

Óbidos Vila Gaming

Durante uma semana, Óbidos transformou-se numa arena de jogos gigante, recebendo milhares de visitantes de todas as idades.

Um evento diferente para as famílias, com os pais a acompanharem os filhos para poderem acompanhar todas as experiências interativas disponíveis.

Segundo Ricardo Duque, administrador da empresa municipal Óbidos Criativa, este é o evento com maior taxa de retenção de público visitante (cerca de oito horas).

É também o segundo evento mais participado pelos obidenses (sendo o primeiro o Mercado Medieval). Os residentes no concelho podem entrar gratuitamente em todos os eventos dinamizados pela autarquia e neste caso os jovens obidenses quiseram aproveitar bem a oferta disponível.

O evento pretende também “desmistificar a ideia de que os videojogos são algo mau”, referiu Ricardo Duque.

Esta é uma indústria que movimenta cerca de “4 mil milhões de utilizadores em todo o mundo”, salientou, na inauguração, o presidente da Câmara.

“Temos de acompanhar aquilo que é a mudança dos tempos e nada mais atual do que olharmos para uma vila que tem um passado extraordinário, uma vila medieval, e conseguirmos colocar aqui contemporaneidade naquilo que é o nosso desígnio para o futuro”, adiantou ainda Filipe Daniel.

Game Dev Sessions

Paralelamente ao evento, decorreram de 6 a 10 de maio, no PTO, as Game Dev Sessions, onde se debateu a indústria dos videojogos, com talks, workshops, showcases e networking.

“O evento deste ano marca a afirmação do Parque Tecnológico de Óbidos como uma comunidade de inovação que quer potenciar o setor dos videojogos na sua dimensão económica e educativa”, considerou Miguel Silvestre, diretor executivo do PTO.

Tiago Colaço, curador das Game Dev Sessions, assegura que “Óbidos está no mapa, está viva e está a apostar no setor certo”.

Para o responsável, as Game Dev Sessions “foram a cimentação daquilo que lançámos o ano passado, para não ser apenas um evento lúdico, em Óbidos, mas ter conteúdo sobre a indústria dos videojogos”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Bar com horário reduzido na praça 5 de Outubro

A Câmara das Caldas da Rainha deliberou reduzir o horário de funcionamento do estabelecimento “Hello Juice”, na Praça 5 de Outubro, depois de uma série de queixas por causa de ruído e de situações de violência na esplanada.

“Casa da Rainha” assaltada no feriado de madrugada

A concept store “Casa da Rainha”, na rua Dr. Manuel Figueira Freire da Câmara, junto ao largo da estátua da Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha, foi assaltada por desconhecidos durante a madrugada de 10 de junho.

AssaltoQuiosque2