Q

Previsão do tempo

18° C
  • Friday 23° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 24° C
17° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 24° C
17° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 26° C

Homem que esfaqueou mortalmente amigo foi condenado a 12 anos de prisão

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Um homem de 50 anos foi condenado nesta terça-feira a doze anos de prisão por ter esfaqueado mortalmente um amigo, de 40 anos, no Bairro dos Arneiros, nas Caldas da Rainha, a 31 de janeiro deste ano.

Um homem de 50 anos foi condenado nesta terça-feira a doze anos de prisão por ter esfaqueado mortalmente um amigo, de 40 anos, no Bairro dos Arneiros, nas Caldas da Rainha, a 31 de janeiro deste ano.

O Tribunal de Leiria considerou provado que Ademir Sousa Almeida, com dupla nacionalidade – brasileira e portuguesa – madeireiro de profissão, utilizou uma faca de 18,5 centímetros para atingir Devair Ambrósio Ventura, também brasileiro e madeireiro, por três vezes, no tórax, na sequência de uma discussão após um churrasco com muito álcool à mistura, na casa da vítima, no rés-do-chão do 2B da Rua Jacob Castro Sarmento.

Segundo a acusação, ao longo da tarde a vítima realizou um churrasco na sua residência, onde estiveram presentes o arguido, entre outras pessoas, ingerindo bebidas alcoólicas. Já no final da tarde, na cozinha da residência, Devair e Ademir tiveram uma discussão devido ao facto do mais velho suspeitar que o amigo lhe tinha retirado 40 euros em dinheiro aproveitando a sua ausência numa ida à casa de banho. Munido de uma faca o arguido empunhou-a na direção da vítima, acabando por ser travado por outra pessoa se estava no local.

Já de noite, pelas 21h30, ambos voltaram a desentender-se e o crime foi consumado.

A vítima foi encontrada ensanguentada e caída na Rua Francisco Manuel Oliveira Santos, a algumas dezenas de metros da sua habitação. Foi socorrida e levada pelos bombeiros para o hospital das Caldas da Rainha, onde não recuperou dos ferimentos, vindo a falecer pouco depois da meia-noite do dia 1 de fevereiro. O corpo de Devair foi transladado para o Brasil, para o cemitério de Mantenópolis, no estado de Espírito Santo.

Segundo testemunhas oculares, o agressor teria fugido com uma faca grande na mão e uma mochila. Foi descoberto nas imediações por agentes da PSP, com vestígios de sangue na roupa, com um corte na mão direita e ferimentos ligeiros na testa, tendo sido levado algemado para o hospital.

A faca tinha sido largada num quintal próximo, vindo mais tarde a ser recuperada.

Ademir Almeida estava acusado de homicídio qualificado, que foi reduzido para homicídio simples, uma vez que a prova produzida não foi suficiente para estabelecer um motivo, tendo em conta também que se encontrava embriagado, e quanto à frieza não foi produzida qualquer prova.

O homicídio simples tem um enquadramento legal de 8 a 16 anos, tendo o tribunal entendido aplicar uma pena de prisão de 12 anos. O homicida encontra-se em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Leiria. Os advogados do arguido já anunciaram que vão recorrer da decisão, defendendo que ele negou em tribunal ter cometido o crime.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Papagaios gigantes coloriram o céu na Foz do Arelho

O passado fim-de-semana foi de grande animação na Foz do Arelho, com diversos eventos a terem lugar, no âmbito do 2º Festival da Lagoa. No domingo, os papagaios tomaram conta do céu.

primeira

Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos continuam fechados ao fim de semana

A Urgência de Ginecologia/Obstetrícia e Bloco de Partos no hospital das Caldas da Rainha, na Unidade Local de Saúde (ULS) do Oeste, vão continuar a não receber utentes entre as manhãs de sexta-feira e de segunda-feira e quem necessitar de assistência médica deverá dirigir-se ao Hospital de Santarém, pertencente à ULS da Lezíria.

urgencia

“Mural dos afetos” dá as boas-vindas a quem chega à cidade

A imagem de uma mãe abraçada à filha embeleza a fachada de um edifício na Rua General Amílcar Mota, na entrada sul da cidade. Trata-se de um mural de arte urbana, da autoria de Daniel Eime, que identifica Caldas da Rainha como uma cidade que há uma dezena de anos faz parte do Movimento Cidade dos Afetos.

afetos