Q

Previsão do tempo

20° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 24° C
20° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 25° C
24° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C

Mural comemora os 50 Anos do 25 de Abril e questiona papel das escolas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Uma homenagem ao 25 de Abril e, ao mesmo tempo, uma forma de questionar o papel da escola e da sociedade na formação dos jovens, é o objetivo do mural “Janelas da Liberdade”, inaugurado a 13 de junho na escola secundária Rafael Bordalo Pinheiro.

Uma homenagem ao 25 de Abril e, ao mesmo tempo, uma forma de questionar o papel da escola e da sociedade na formação dos jovens, é o objetivo do mural “Janelas da Liberdade”, inaugurado a 13 de junho na escola secundária Rafael Bordalo Pinheiro.

O mural foi pintado na Sala de Processos do agrupamento, mas as janelas físicas que estão incorporadas vão estar em itinerância por vários locais. O primeiro lugar da exposição será o Bazar à Noite, que terá lugar no dia 22 de junho.

Em constante evolução, o mural inclui uma lista aberta de locais em conflito armado em 2024 e um código QR que dá acesso a uma pasta com evidências do processo de construção do mural e materiais adicionais para consulta, que qualquer pessoa pode ajudar a completar.

Apresenta uma reflexão histórica, iniciando-se com o período do Estado Novo, destacando a censura e a opressão sentidas sob a ditadura de Oliveira Salazar.

As figuras metafóricas de seres fantasmagóricos, representando a censura, evoluem para pássaros inicialmente engaiolados, que depois de se libertarem simbolizam a esperança e a resistência.

As janelas físicas incorporadas no mural simbolizam a transição para a liberdade, que começou com a tentativa de golpe militar do 16 de março, nas Caldas da Rainha, e culminou com a Revolução dos Cravos, em 25 de abril de 1974, derrubando a ditadura de forma pacífica.

Para além disso, o mural destaca conquistas subsequentes, como o acesso à educação pública e a luta contínua pela igualdade de género.

Esta é uma forma celebrar o cinquentenário do 25 de Abril e provocar um debate sobre a liberdade e o papel da democracia na sociedade atual.

Trata-se de um projeto colaborativo que teve início com três turmas do 9º ano e do grupo “Promotores da Cultura”, sob a orientação da professora Ana Maymone, em parceria com a artista residente Amábile Bezinelli e do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escola.

Participaram ainda no projeto os professores Cecília Correia (coordenadora do Projeto Cultural de Escola no âmbito do Plano Nacional das Artes) e Luís Militão.

Após debates com os alunos sobre o significado da liberdade, o projeto evoluiu para abordar questões provocadoras e promover debates críticos, em torno do tema.

Entretanto, o mural passou a envolver toda a comunidade escolar, incluindo alunos de vários anos e cursos, professores e funcionários, que contribuíram com sugestões, reflexões críticas e execução gráfica.

A inauguração contou com a participação dos professores de história Rute Carvalho e Rui Correia, e ainda de Matilde Malheiro, do Museu da Resistência em Peniche. Os convidados conversaram sobre a liberdade como uma luta constante.

Na cerimónia houve uma performance criada por alunos do 7º ano, que interagia com as janelas do mural.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Caldense no pódio de Miss Inteligência Artificial

Olivia C. é uma influencer portuguesa, gerada por IA (Inteligência Artificial), que ficou no pódio do primeiro concurso de beleza de IA do mundo. Natural das Caldas da Rainha, Olivia ficou em terceiro lugar. Lalina, da França, ficou em segundo e a grande vencedora foi Kenza Layli, de Marrocos. 

olivia1

Menor internado em centro educativo por atear seis fogos florestais

O Tribunal da Relação de Coimbra confirmou a pena de medida tutelar educativa de internamento em centro educativo, em regime fechado, pelo período de três anos, aplicada a um menor de quinze anos pelo Juízo de Família e Menores das Caldas da Rainha, pela prática de cinco crimes de incêndio florestal e outro qualificado como incêndio florestal agravado.

menor

Ferido grave em despiste de scooter

Um homem de 77 anos que conduzia uma scooter sofreu ferimentos graves na sequência do despiste junto à rotunda na Rua Leonel Sotto Mayor, na cidade das Caldas da Rainha, na manhã da passada terça-feira.

scooter