Q

Previsão do tempo

18° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 20° C
18° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 21° C
19° C
  • Sunday 24° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 22° C

Grupos de teatro escolares de todo o país apresentaram peças nas Caldas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“Momentos de grande intensidade e significado” marcaram o 43° Encontro Nacional de Teatro na Escola que se realizou nas Caldas da Rainha, de 30 de maio a 2 de junho, o qual contou com a apresentação de peças ao vivo em vários locais da cidade.

“Momentos de grande intensidade e significado” marcaram o 43° Encontro Nacional de Teatro na Escola que se realizou nas Caldas da Rainha, de 30 de maio a 2 de junho, o qual contou com a apresentação de peças ao vivo em vários locais da cidade.

A iniciativa está integrada no PNA, sendo esta edição organizada pelo Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro (AERBP), com destaque para a professora Cecília Correia, coordenadora do Projeto Cultural, e a artista-residente do agrupamento, Amábile Bezinelli.

O evento reuniu 142 alunos e professores de várias zonas do país, incluindo os Açores.

Na cerimónia de abertura do evento, a coordenadora do Projeto Cultural do Agrupamento fez questão de lembrar a figura e a obra de Rafael Bordallo Pinheiro, que “permanecem como referências cimeiras de uma comunidade e mesmo de uma nação inteira”.

Cecília Correia recordou que “o seu profundo culto pela liberdade, a sua repugnância veemente sobre todo o abuso, a intransigente independência de espírito, foram mais poderosas do que a censura que sempre o tentou silenciar”.

Aos presentes, deixou a pergunta de como seria o papel de Bordallo Pinheiro nos tempos atuais.

Por isso, entende que “’Parece Bordallo’ representa a melhor e continuada fórmula para a devida celebração do nosso patrono que continua a exigir de nós um espírito constante de vigilância democrática”.

Na cerimónia de abertura participou ainda um conjunto de caldenses, ex-alunos da escola, que participaram na histórica apresentação da peça “Morte e Vida Severina”, do autor brasileiro de João Cabral Melo Neto, com música de Chico Buarque.

Nessa altura, em 1972, a apresentação desta peça escapou à censura, apesar do seu conteúdo político.

Peças de teatro e workshops

Para além do grupo de teatro do agrupamento caldense, “Os Bordalitos”, participaram mais oito coletivos com as suas peças. Estiveram ainda presentes mais oito grupos de teatro como “observadores” da iniciativa.

“É de ressalvar a qualidade artística das peças apresentadas tendo em conta que são trabalhos de teatro amador apresentado por alunos do ensino básico e secundário”, referiu Cecília Correia.

Professores e alunos participaram também em oficinas de formação conduzidas por profissionais experientes nas diversas áreas do teatro.

Os workshops foram ministrados em vários locais da cidade, nomeadamente na escola secundária anfitriã, nos Silos e no museu José Malhoa, com temas como “Ação teatral no Museu”, “A interpretação através da oralidade”, “Ator-criador” e um atelier de criação de sombras, entre outros.

Este encontro distingue-se pela sua natureza não competitiva e é uma oportunidade única para que cada grupo apresente o seu trabalho, reflita sobre as apresentações e aprofunde os seus conhecimentos e vivências.

Para Elisabete Silva, o encontro não só fortaleceu os laços entre os diferentes agrupamentos escolares, mas também promoveu a valorização das artes e do património como um elemento essencial na formação integral dos jovens.

“O sucesso deste evento demonstra a importância da colaboração entre as instituições culturais, políticas e educativas, e o impacto positivo que iniciativas como esta têm no desenvolvimento das competências artísticas e pessoais dos estudantes”, sublinhou Elisabete Silva.

A iniciativa, integrada no PNA, contou com a colaboração de diversas instituições da educação e da cultura da cidade, como a Escola Superior de Arte e Design de Caldas da Rainha, que organizou percursos culturais pela cidade, o Centro Cultural e Congressos das Caldas da Rainha, o museu José Malhoa, o museu do Hospital e das Caldas, e o Teatro da Rainha.

A professora Cecília Correia salienta ainda a participação na organização do diretor do AERBP, Jorge Pina, dos funcionários e professores do agrupamento, mas também dos pais dos alunos do Clube de Teatro.

De acordo com a organização, a Câmara Municipal das Caldas da Rainha e a União das Freguesias de Caldas da Rainha – Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório “também prestaram um apoio fundamental ao evento, demonstrando o espírito de comunidade e a valorização das artes na região”.

De salientar ainda a colaboração dos Bombeiros das Caldas da Rainha, Escola de Sargentos do Exército, Proteção Civil, Pimpões, Lidl, Granfer, Aldeia Rural, Atelier do Doce, Pituca, A. Marques e Frigosto.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Cristiano Ronaldo investe na marca Bordallo Pinheiro

Foi anunciado na passada sexta-feira que Cristiano Ronaldo, através da CR7, SA, e em alinhamento estratégico com o Grupo Visabeira, acordou a criação conjunta, em partes iguais, de uma nova empresa no Médio Oriente e Ásia, cujo objetivo é fazer crescer as marcas Bordallo Pinheiro e Vista Alegre naquelas áreas geográficas.

cristiano0

João Almeida venceu 6ª etapa da Volta à Suíça

O ciclista caldense João Almeida venceu nesta sexta-feira a etapa número seis da Volta à Suíça, com quatro segundos de vantagem sobre o 2º classificado, o camisola amarela Adam Yates, britânico que é seu colega de equipa na UAE Team Emirates. A bonificação de dez segundos alcançada com a vitória faz com que Almeida esteja na geral em 2º lugar, a 27 segundos de Yates, que ganhou um bónus de seis segundos.

almeida 1