Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 26° C
17° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 23° C
  • Friday 27° C
18° C
  • Wednesday 24° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 31° C

Museu José Malhoa inicia as celebrações à volta do seu 90º aniversário

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
As comemorações arrancam com conferências, visitas e a exibição de um filme, além de concertos e festejos.
Obra “Varina”, de Delfim Maya, que integra a exposição “Experimental”

As comemorações arrancam com conferências, visitas e a exibição de um filme, além de concertos e festejos.

Primeiro espaço museológico construído para esta finalidade em Portugal, o Museu José Malhoa celebrará a 28 de abril o seu 90º aniversário. Na mesma data do nascimento do pintor caldense que dá nome à instituição, o Museu José Malhoa comemorará o seu aniversário com iniciativas que se estenderão para além deste dia e que se iniciam já no próximo fim de semana, com conferências e uma visita especial.

A primeira das atividades de celebração envolve o artista Delfim Maya, e levará ao Museu José Malhoa duas conferências e o lançamento de um livro, à volta do artista. As conferências, realizadas em parceria com a Liga dos Amigos do Museu José Malhoa, decorrerão a 13 de abril, a partir das 16h00, e possuem acesso gratuito. Delfim Maya, presente na coleção do Museu José Malhoa através de obras que abarcam a sua produção escultórica e de desenho, foi um pioneiro na técnica escultórica que utiliza a folha de metal recortada. Na exposição de longa duração do Museu José Malhoa é possível ver obras do artista com o uso desta técnica.

A primeira das conferências será realizada pela investigadora e neta de Delfim Maya, Maria Maya, autora do livro que será lançado na ocasião, o qual intitula a sua conferência: “O Modernismo de Delfim Maya”. O livro, editado pela Liga dos Amigos do Museu José Malhoa, traz ao público os desenvolvimentos da investigação alcançados pela doutora Maria Maya à volta de Delfim Maya. Lançado em 2023 e baseado nas investigações da autora em sua tese de mestrado, “O Modernismo de Delfim Maya” terá, pela primeira vez, um lançamento nas Caldas da Rainha, ocasião em que o público poderá adquirir a obra.

Também integrando a programação desta tarde, Samuel Rama apresentará a conferência “Esculturas entre a massa e a graça”. Licenciado em Artes Plásticas, na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (Politécnico de Leiria), onde é docente desde 2003, Samuel Rama é doutorado em Artes Visuais e Intermédia pela Universidade Politécnica de Valência. Para além do seu percurso académico, é artista e realizou diversas exposições individuais e coletivas em países como Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Itália e Brasil.

Toda a programação é gratuita e, além de abrir as celebrações do 90º aniversário do Museu José Malhoa, também se insere nas atividades de fecho da exposição “Experimental: Entre o Real e o Imaginário nas Reservas do Museu José Malhoa”. Patente ao público desde a reabertura do Museu José Malhoa, em dezembro de 2023, a exposição reúne trabalhos ligados às experiências entre a forma e a abstração – inclusivamente, contando com uma obra de Delfim Maya, a “Varina”.

A exposição “Experimental” encerrará no próximo domingo, com uma edição especial da “Visita Panorâmica”, às 16h00. As “Visitas Panorâmicas” têm sido realizadas gratuitamente aos domingos, ocasião em que a equipa do Museu José Malhoa recebe os visitantes com um percurso breve sobre a coleção. Desta vez, a “Visita Panorâmica” versará sobre a exposição “Experimental”, como forma de marcar a finalização da exposição.

Para Nicole Costa, diretora do Museu José Malhoa, do Museu da Cerâmica e do Museu Dr. Joaquim Manso, “comemorar os 90 anos de uma instituição é uma grande honra, pessoalmente, ao mesmo tempo em que é, também, mais uma ocasião para valorizar e ampliar o envolvimento do Museu José Malhoa à cidade que o acolhe. Por isso, entendemos que as celebrações devem contemplar diversos momentos, das conferências à música, passando pelo cinema, novas exposições e pelas visitas”.

“Esperamos, assim, valorizar a trajetória da instituição e renovar aquela que tem sido a nossa motivação diária: fazer com que o Museu e seus artistas sejam amplamente conhecidos pela população, daqui e de todas as partes, para que percebam este espaço também como a sua casa”, manifestou.

A programação estender-se-á com outras tantas atividades, as quais incluem exibição do documentário “Novíssimas Cartas Portuguesas” (20 de abril), concerto de celebração dos 50 anos do 25 de abril (25 de abril), e abertura de novas exposições, com grande fecho musical a 28 de abril. Todas as atividades são gratuitas e não requerem inscrições. 

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Candidata da Iniciativa Liberal em piquenique no Parque D. Carlos I

Ana Martins, candidata da Iniciativa Liberal (IL) às eleições europeias, participou num piquenique no Parque D. Carlos I, nas Caldas da Rainha, onde manifestou que o país “podia ter feito muito mais com os fundos europeus que recebeu”.

Iniciativa Liberal 1

Composição de dança ganhou o 1º prémio do “Toma Lá Talento”

Martim Codinha, aluno no Colégio Rainha D. Leonor, conquistou o 1º lugar na final concelhia do concurso "Toma Lá Talento” com uma composição de dança.
O 2º lugar foi para Martim Marques, da Escola Secundária Rafael Bordalo, no domínio da guitarra.
A 3ª classificação foi para a dupla Marie e Anne, também da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, com cântico e guitarra.

talento 1