Q

Previsão do tempo

19° C
  • Saturday 24° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 27° C
19° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 28° C
19° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 32° C

Agrupamento Escolas Josefa de Óbidos ganha notoriedade na região

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
José Santos, diretor do Agrupamento Escolas Josefa de Óbidos, fala com entusiasmo do estabelecimento de ensino que sua equipa dirige, dos seus novos projetos e da oferta formativa. Defende o ensino profissional e reforça a importância de uma educação de proximidade, atenta às particularidades de cada aluno.
O diretor do Agrupamento, José Santos

José Santos, diretor do Agrupamento Escolas Josefa de Óbidos, fala com entusiasmo do estabelecimento de ensino que sua equipa dirige, dos seus novos projetos e da oferta formativa. Defende o ensino profissional e reforça a importância de uma educação de proximidade, atenta às particularidades de cada aluno.

Diretor há mais de 4 anos, José Santos abriu à sociedade as portas da escola e apresentou um agrupamento integrado na comunidade e virado para as exigências do futuro, nomeadamente para a transição digital.

José Santos disse que as greves – que marcaram este ano letivo – não prejudicaram os alunos do Agrupamento Escolas Josefa de Óbidos. “Apesar dos docentes terem lutado pelos seus direitos tiveram em conta o bem-estar dos alunos de forma que não prejudicassem o processo de ensino”, declarou.

O diretor admitiu que foram anos muito difíceis para a direção do agrupamento. “Foi um ano de greve, em cima de dois anos de pandemia e depois a guerra e inflação, mas conseguimos superar, tendo sempre em conta a aprendizagem e tranquilidade dos nossos estudantes”, relatou.

Destacou também a importância dada ao “caráter familiar e ao bem-estar dos alunos”. “Um dos focos está relacionado com a qualidade da aprendizagem, mas também é importante refletir sobre como garantir a felicidade dos alunos”, sustentou.

Para este responsável, as escolas “não são apenas lugares onde os alunos adquirem habilidades académicas, são também locais onde podem desenvolver competências sociais e emocionais de que necessitam para serem bem-sucedidos na vida”. Deu o exemplo do apoio que dão antes e depois dos exames nacionais “de forma a tranquilizar o aluno”. “Nas provas de aferição os nossos alunos do 2º ano estavam tranquilos e fizeram as provas com muita facilidade”, adiantou. 

Também há um trabalho muito grande por parte das quatro psicológicas que fazem parte do Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos. “Queremos combinar um bom desempenho académico e um alto nível de satisfação dos jovens”, salientou, sublinhando os “valores e princípios” seguidos na escola, que tem “indisciplina zero”.

O diretor do agrupamento referiu que subiram significativamente no ranking das escolas, ultrapassando vários agrupamentos da região. “Há cinco anos que temos vindo a subir gradualmente, chegando ao ponto que entre as escolas da região no último ranking a única que está à nossa frente é a Escola Secundária Raul Proença”, contou. 

Salas estruturadas ajudam crianças autistas

O Agrupamento Escolas Josefa de Óbidos tem cerca de 10 crianças e jovens com espetro de autismo. Uma das novidades para o próximo ano letivo é o investimento de cerca de 10 mil euros para implementar duas salas para dar apoio a estes alunos. Uma está a ser criada na Escola Básica do Alvito e outra na Escola Básica do Furadouro. “Quando estiverem mais ansiosos esta sala estruturada vai permitir que se sintam mais à vontade e tranquilos e que aprendam mais dinâmicas”, indicou.  

Segundo José Santos, esta unidade de ensino especializado dá resposta a alunos da região Oeste.

“Trabalhamos estratégias para promover a inclusão escolar dos alunos com autismo”, salientou, acrescentando que “o ideal para estas crianças e jovens é conseguirem estar o maior tempo possível com a turma e as salas estruturadas servem para se tranquilizarem e para aprenderem outras dinâmicas quando necessitam”.

Escola distinguida com Selo Eusoudigital

No Agrupamento Escolas Josefa de Óbidos a aposta na tecnologia é uma prioridade no método de ensino, estando os alunos familiarizados com os mais recentes equipamentos interativos. Os alunos fazem uso de computadores para complementar a sua aprendizagem junto dos professores.

O diretor do agrupamento destacou a continuação do investimento na transição digital. A escola vai estabelecer novamente protocolo com o programa DigitALL da Vodafone com o objetivo de explorar as novas tecnologias, de forma inovadora e criativa, para desenvolver competências importantes para o futuro dos estudantes. “Foi o ano piloto em que vieram os formadores da DigitALL dar formação no âmbito da robótica às turmas e consequentemente aos professores. Agora vai ser uma fase de desmame em que o professor já começa a ter competências dado ao apoio personalizado dentro da sala”, apontou, acrescentando que o projeto proporcionou também aprendizagem experiencial aos alunos, através de dispositivos e recursos digitais, além de capacitar os professores nas áreas de ensino STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática).

Vão também continuar a aposta nos laboratórios de informática e no projeto Academia Digital para Pais.

A escola foi distinguida com o Selo Eusoudigital pelos bons serviços à comunidade. “Estamos abertos à comunidade e estamos a fazer com que a comunidade aprenda a trabalhar com o digital e são os nossos alunos que dão formação a essas pessoas”, relatou.

Para o diretor, estes projetos foram um grande passo e um sucesso entre os mais jovens. “Os nossos alunos saem daqui muito habituados às novas tecnologias. Já fazem totalmente parte das rotinas diárias”, referiu.

Revelou que os jovens do Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos estiveram a dar apoio ao evento Óbidos Vila Gaming que decorreu em maio.

Os cursos de Cozinha e Pastelaria também dão assistência aos eventos quando há necessidade “daí a boa relação e parceria que temos com a autarquia de Óbidos”.

“A nossa função é prepará-los para o mercado de trabalho e para a vida e não os podemos fechar nos blocos”, afirmou, salientando que “há docentes de história que vão dar aulas no castelo, que é um manual vivo, e isto mostra a dinâmica da escola”.

Salientou, no entanto, que continuam a “trabalhar o espírito criativo e o gosto pela leitura”. 

“Candidatámo-nos a dois Centros Tecnológicos Especializados”

No âmbito do concurso público para a criação de Centros Tecnológicos Especializados (CTE) a nível nacional, o Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos candidatou-se à implementação de duas destas unidades nas áreas de informática e de industrial.

Contam com a possibilidade de investimento de cerca de 2 milhões de euros, que, se aprovado, irá permitir a criação de espaços de aprendizagem modernos e interativos, com a mais moderna tecnologia.

José Santos considera que tem vindo a ser feito um caminho muito bom na desmistificação dos cursos profissionais. “São mais os alunos que atualmente procuram o ensino profissional em Portugal e a tendência é crescente dada a notoriedade que tem vindo a ganhar”, apontou.

A escola tem os cursos de Técnico de Restauração Cozinha/Pastelaria, Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos e Técnico de Apoio à Gestão Desportiva. Vai alargar a oferta formativa com a abertura de novos cursos na área da informática (Gestão de Equipamentos de Informática). Quer ainda abrir no próximo ano letivo os cursos de Técnico de Auxiliar e de Técnico de Desporto

O Agrupamento Escolas Josefa de Óbidos tem nove Jardins de Infância (12 salas). “No início do ano letivo temos sempre com zero vagas e conseguimos abrir uma segunda sala no Jardim de Infância do Arelho que tem 38 crianças”, contou José Santos. 

Fazem ainda parte do agrupamento três escolas básicas com primeiro e segundo ciclo e a escola básica e secundária.

agrupamento josefa de obidos 2

Um investimento no desporto escolar

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

“Barcos com História” em exposição em Alfeizerão

“Barcos com História” é como se designa a exposição de modelismo estático de Aníbal Figueiredo que está patente até 31 de julho no espaço Baú das Memórias, em Alfeizerão.Trata-se de uma mostra de 17 miniaturas em madeira que representam barcos que de uma forma ou outra marcaram a história.

Barcos 1

Líder do PCP diz que a construção do novo hospital do Oeste é uma opção do Governo 

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, esteve na Festa de Verão do PCP, junto ao Penedo Furado, na Foz do Arelho, no passado dia 14, e disse que a construção do novo hospital do Oeste nesta legislatura é “uma questão de opção do Governo”. “Não me venham dizer que não há dinheiro, é mentira. São precisas opções”, afirmou.

PCP 1

Novo presidente do Rotary quer ajudar os bombeiros com a compra de aparelhos respiratórios

O empresário Luiz Gomes assumiu, no passado dia 8, a liderança do Rotary Club das Caldas da Rainha, sucedendo na função a Hélia Silva na cerimónia de transmissão de tarefas que decorreu no restaurante “A Lareira”, com o lema “A Magia do Rotary”, numa alusão à capacidade que cada rotário tem em melhorar a comunidade onde se enquadra.

presidente 1