Q

Previsão do tempo

19° C
  • Saturday 24° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 27° C
19° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 28° C
19° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 32° C


Programa intenso preencheu quarta edição do “Latitudes”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Foi com um passeio por sete lugares do concelho de Óbidos, no dia 21, que teve início a quarta edição do evento “Latitudes – Literatura e Viajantes”, que contou com um intenso programa de quatro dias.

Foi com um passeio por sete lugares do concelho de Óbidos, no dia 21, que teve início a quarta edição do evento “Latitudes – Literatura e Viajantes”, que contou com um intenso programa de quatro dias.

O “Latitudes” é um evento literário, dedicado às viagens e aos viajantes, que tem vindo a consolidar um programa que é assumidamente “um porto seguro para todos os que chegam de perto ou de longe, trazendo na bagagem estórias para contar”, como referia a apresentação do evento.

São por isso muito diversas as atividades que o compõem, desde animação com o Grupo de Caretos de Podence, pelas ruas de Óbidos, até uma sessão de observação de estrelas.

Na viagem inaugural, os participantes passaram por A-dos-Negros, Vau, Gaeiras, Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa, com atividades como leitura de poemas, prova de vinhos e degustação de produtos locais, atuação de uma tuna sénior, uma experiência de caiar paredes e um passeio de bateira na Lagoa, entre muitas outras.

Nesse primeiro dia, Margarida Reis, vereadora da cultura da Câmara de Óbidos, destacou que a estratégia do município no âmbito da literatura passa por realizar eventos ao longo de todo o ano e não apenas durante o Fólio – Festival Literário Internacional. “Queremos quebrar a sazonalidade do nosso turismo”, referiu também o presidente da Câmara, Filipe Daniel.

Segundo o autarca, os empresários do setor continuam a considerar Óbidos como um destino seguro para os investimentos na área do turismo, o que demonstra os efeitos da política de promoção de eventos que têm seguido. Filipe Daniel contou ainda que recentemente um empresário do setor dos eventos comentou que era admirável como um concelho desta dimensão consegue “realizar tanta coisa no mesmo ano”.

No dia 21 foram também apresentados os novos Roteiros Culturais de Óbidos, criados na sequência dos Percursos Pedestres (programa Óbidos + Ativo), que eram mais focados na saúde e no desporto de natureza.

Na apresentação estiveram presentes os estudantes do curso de Turismo, Território e Patrimónios da Universidade de Coimbra. O professor Carlos Ferreiro, do Departamento de Geografia e Turismo, frisou que “Óbidos é um elemento chave pelo seu contexto geográfico regional e nacional. Estamos no local certo à hora certa”.

Não faltaram no evento, claro, as apresentações de livros, como “Diary 1954” (Cláudia Faria), “Homens Livro” (Bento Ramires, Carlos Marta e Rui Guedes), “Diário de uma Portuguesa por Aqui e por Ali” (Patrícia Patriarca), “Adalberto Alves: 40 anos de Vida Literária” (Fabrizio Boscaglia e Maria João Cantinho) e “Onde” (José Luís Peixoto). Na Biblioteca Municipal de Óbidos foi inaugurado um espaço dedicado aos autores obidenses.

A música também teve um papel importante, com vários concertos e o espetáculo de ópera “Vénus e Adónis”, no auditório municipal Casa da Música, com a participação de obidenses.

Este espetáculo surgiu de uma proposta do Coro Alma Nova ao município de Óbidos, na sequência de um “workshop” realizado em 2019 por este grupo. Pretendeu-se dar continuidade ao projeto de colocar a trabalhar em conjunto as coletividades do concelho (Coro Alma Nova, Coro Infantil do Município e Orquestra Sinfonieta), com o objetivo de conjuntamente apresentarem uma ópera.

Inicialmente foi trabalhada a técnica vocal de base com os coralistas, a aprendizagem fonética em algumas línguas e a introdução de vários estilos musicais diferentes (barroco, clássico, século XX). Trabalharam depois especificamente a ópera apresentada no dia 23 e que poderá voltar aos palcos durante a próxima edição do Fólio.

Destaque ainda para as várias exposições patentes em locais tão diferentes como a estação de comboios de Óbidos (de modelismo ferroviário) e a Casa José Saramago (diários gráficos).

Houve também um encontro de livre de “urban sketchers” (artistas que desenham em diários gráficos) e o espetáculo “Dançar, ler e Viajar”, pelos alunos da Escola Básica do Alvito e Furadouro e da Escola Básica de Óbidos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mercado Medieval aposta na animação

Mais de 40 grupos de música medieval, teatro imersivo, animação histórica, palestras e muita gastronomia marcam uma nova edição do Mercado Medieval de Óbidos, que este ano, com o tema “Entre Rosas e Espinhos”, arranca no dia 18 de julho, decorrendo ao longo de dez dias.

Mercado

Filomena Oliveira vence no Nacional de Natação Adaptada

O Clube Óbidos Criativa marcou presença pela primeira vez no Campeonato Nacional de Verão de Natação Adaptada, onde a nadadora Filomena Oliveira conquistou o 1º lugar nos 50 metros costas, Classe S110 - Seniores, com um tempo de 1:39.53.

Filomena

Bordado de Óbidos em exposição com 500 peças

Cerca de 500 peças de bordados e tapeçarias, produzidas por mais de 50 artesãos do concelho de Óbidos, dão vida à exposição  “Linhas com histórias que guardam memórias - Bordado de Óbidos”, patente até 1 de setembro, no Museu Abílio de Mattos e Silva.

bordados