Q

Previsão do tempo

15° C
  • Saturday 20° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 18° C
15° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 19° C
  • Monday 18° C
16° C
  • Saturday 22° C
  • Sunday 21° C
  • Monday 20° C

Secretário-geral do PCP ouve queixas dos pescadores

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O secretário-geral do PCP esteve em Peniche no passado sábado, num almoço com pescadores, na Praia do Quebrado, onde aproveitou para sublinhar a necessidade de valorizar as pescas.
Paulo Raimundo num armazém onde teve lugar um almoço com pescadores

O secretário-geral do PCP esteve em Peniche no passado sábado, num almoço com pescadores, na Praia do Quebrado, onde aproveitou para sublinhar a necessidade de valorizar as pescas.

No âmbito da acção nacional “Mais força aos trabalhadores”, Paulo Raimundo pretendeu ouvir diretamente os pescadores e pequenos armadores sobre os seus principais problemas e aspirações.

Neste encontro foram ouvidas muitas queixas sobre o empobrecimento de quem vive da pesca. Hoje em dia trabalhamos mais e ganhamos menos. O governo que olhe para isto”, lamentou um dos pescadores presentes, enquanto outro disse que no final do mês um pescador “pode ir para casa sem salário mínimo nacional”.

Para o secretário-geral do PCP “é preciso valorizar a pesca, para que esta possa garantir uma vida estável que fixe as novas gerações. É preciso garantir salários e rendimentos dignos aos pescadores todo o ano”.

O dirigente comunista destacou “a diferença brutal entre o que se paga a quem pesca e o que paga quem consome”, sublinhando a necessidade de “atacar a especulação de preços”.

Por outro lado, “é preciso investir nas condições de trabalho a bordo e é preciso aumentar ainda e sempre a segurança das embarcações”.

Paulo Raimundo abordou ainda as “novas ameaças à pesca” com o processo que está em curso visando “a exploração por multinacionais de energia eólica, o essencial na faixa das seis às doze milhas onde se encontram os maiores pesqueiros, para a produção de eletricidade, colocando uma floresta de torres eólicas ao largo da costa, uma ameaça que precisa de ser travada”.

O líder do PCP afirmou que a produção de energia eólica em alto mar não pode pôr em causa a atividade pesqueira e que os projetos só devem avançar depois dos pescadores serem ouvidos.

Para o líder do PCP “é possível compatibilizar” a produção de energia em alto mar com a pesca, mas “é preciso “que se envolva nessa compatibilização os principais interessados do mar, que são os pescadores e não as principais empresas de indústria energética que olham para a energia renovável como mais um negócio”.

“Somos dos países do mundo que mais consome peixe e não nos podem pedir para abdicar de pescar”, afirmou.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mulher reclama 600 mil euros por “casamento que deveria ter durado uma vida”

Inconformada com o divórcio, uma mulher interpôs em fevereiro deste ano uma ação contra o ex-marido no Juízo de Família e Menores das Caldas da Rainha, reclamando 600 mil euros de indemnização “referente a vinte anos de vida que perdeu de um casamento que deveria ter durado uma vida”, mas o pedido não foi avaliado porque o tribunal competente para o efeito não é a instância judicial a que recorreu a alegada lesada.

divorcio

Morcegos no Paul de Tornada   

No dia 1 de junho, entre as 20h30 e as 22h00, a Associação Pato vai falar de morcegos no Paul de Tornada, num evento direcionado a todas as idades, incluindo os mais pequenos e curiosos.

morcegos