Q

Previsão do tempo

22° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 24° C
22° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
27° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C

Vinhos com vendas históricas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Com um aumento de 9%, os Vinhos de Lisboa, onde está incluída a DOP (Denominação de Origem Protegida) Óbidos, alcançaram o seu melhor ano de sempre em 2022, com mais 5,5 milhões de garrafas colocadas no mercado face a 2021.
A Região Demarcada dos Vinhos de Lisboa engloba o Oeste

Com um aumento de 9%, os Vinhos de Lisboa, onde está incluída a DOP (Denominação de Origem Protegida) Óbidos, alcançaram o seu melhor ano de sempre em 2022, com mais 5,5 milhões de garrafas colocadas no mercado face a 2021.

Segundo Francisco Toscano Rico, presidente da Comissão Vitivinícola da Região (CVR) de Lisboa, “este desempenho resultou do aumento significativo das vendas de Vinhos Brancos de Lisboa em mais de 25%, do crescimento das exportações para quase 100 países (mais 5% em volume e mais 7% em valor), o que permitiu alcançar uma quota de 20% do total das exportações de vinhos certificados nacionais (total das DOP/IGP exceto Vinho do Porto) e ainda das vendas dos Vinhos de Lisboa na restauração nacional que registaram o seu melhor ano de sempre, com crescimentos acima dos 100%, em volume e em valor”.

De acordo com Francisco Toscano Rico, “estes resultados superaram as nossas projeções, e mostram que a notoriedade da Região está em alta, tanto lá fora, como cá dentro”.

“Vemos como muito positivo a crescente penetração dos Vinhos de Lisboa nas cartas dos restaurantes, é um segmento especialmente importante para os vinhos mais premium, de maior valor acrescentado, e isso é fundamental, sobretudo para os pequenos e médios produtores, que foram os mais impactados durante a pandemia, o mesmo sucedendo com o enoturismo na Região, que continua a crescer a um ritmo quase frenético”.

“Destaco ainda a afirmação de Lisboa como Região de excelência para a produção de grandes vinhos brancos e a subida importante das DOP de Lisboa com Bucelas, Óbidos, Carcavelos, Colares e Lourinhã a atingirem valores pré-pandemia sustentadas pela recuperação da restauração nacional”, manifestou.

“Por outro lado, a vocação exportadora da Região de Lisboa manteve a sua trajetória ascendente (o equivalente a 100 garrafas por minuto), com particular destaque para o forte crescimento registado em todo o mercado europeu e para o desempenho em alguns mercados onde a procura de Vinhos de Lisboa está em forte alta, como são os casos do Canadá, Austrália e Israel”, indicou. Em 2022, o Reino Unido passou a ser o principal mercado de destino, destronando os Estados Unidos.

A CVR Lisboa é uma associação de caracter interprofissional, tendo por missão assegurar o controlo, a certificação e a defesa, promoção e dinamização do enoturismo dos Vinhos da Região de Lisboa.

A Região Demarcada dos Vinhos de Lisboa engloba os Vinhos IGP Lisboa e as DOP de Alenquer, Arruda, Torres-Vedras, Óbidos, Encostas D’ Aire, Aguardente da Lourinhã e Carcavelos, Colares e Bucelas, com um total de 10 mil hectares de vinha certificada, duas mil famílias de viticultores e vendas anuais a totalizarem cerca de 66 milhões de garrafas.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Pimpões com três títulos nos Nacionais de Verão

Entre os dias 12 e 14 de julho, o Complexo de Piscinas do Jamor acolheu o Campeonato Nacional de Piscina Longa para os escalões de Juvenis, Juniores, Seniores e Open de Portugal, contando com a presença de 809 atletas, representando 110 equipas. Os Pimpões levaram uma comitiva de 10 nadadores.

nacional

António Moura no Triatlo Starman Portugal

O caldense António Moura, em representação do clube Vitória de Janes, participou na terceira edição do Triatlo Starman Portugal, na distância de half-ironman, ficando em 11º lugar da geral e em 1º lugar no escalão 60-64 anos.

moura

“O Mar no Museu José Malhoa” é tema de visita com Dóris Santos

As férias no Museu José Malhoa e no Museu da Cerâmica continuam esta semana. Desta vez, as atividades chegam ao público adulto, com a visita temática “Depois, Malhoa”. A iniciativa busca, afirma Nicole Costa, diretora dos Museus José Malhoa, da Cerâmica e Dr. Joaquim Manso, na Nazaré, “proporcionar momentos de conhecimento sobre os nossos acervos, através do olhar de especialistas convidados – porém, por meio de um percurso pelas obras em exposição, de modo a tornar os saberes sobre arte mais acessíveis e próximos das pessoas”.

mar